Resenha Dupla: Dissolution + Infraction (K.I. Lynn) - Breach #1.5 e #2

Título: Dissolution
Autor: K.I. Lynn
Edição: 2
Editora: Independente
ISBN-10: 0615883729
ISBN-13: 978-0615883724
Ano: 2013
Páginas: 40

Sinopse: Ele queria que ela o deixasse, mas, no final, ele foi forçado a fazê-lo. Separar-se de Lila coloca Nathan em um nível de tormento que ele nunca soube que existia. A jornada é um digno espiral onde a besta interna é liberada e o caos reina na arena da autodestruição. Mas o que é que ele pode fazer? Isso foi para o bem, afinal de contas. Os três últimos capítulos de Breach do ponto de vista de Nathan.


Aviso: As resenhas contém spoilers do livro anterior


Dissolution é um pequeno livro, não sei nem se posso chamar assim, onde sabemos o que Nathan estava realmente pensando no final de Breach. Foi muito interessante ver aquela parte sendo narrada por ele, e também a confirmação do que aconteceu em seu passado.

Nathan sofreu uma grande perda em seu passado, e agora ele tem medo de perder Lila do mesmo jeito. Ele arranca o gesso da sua parede nos punhos, com raiva por ter que deixar a mulher que ama por causa do medo que o assombra. Ao deixa-la, ele pensa que está fazendo o melhor por ela, mas isso desencadeia algo que ele não pode reverter. O Nathan é um homem apaixonado, mas que coloca seus medos na frente da sua felicidade, e é triste ler como a culpa o consome por dentro. Não tenho muito o que falar para vocês sobre esses capítulos, ou vou contar tudo, então vamos passar para Infraction.




Título: Infraction
Autor: K.I. Lynn
Edição: 2
Editora: Independente
ISBN-10: 0615867855
ISBN-13: 978-0615867854
Ano: 2013
Páginas: 284
Sinopse: Acordar no hospital após um acidente de carro terrível, Lila tem um longo caminho de recuperação pela frente. Mais do que apenas seu corpo, ela deve recuperar o seu coração depois de uma declaração surpreendente feita por Nathan. Com tudo o que aconteceu entre eles, ela deve escolher entre perdoá-lo e aceita-lo de volta, ou cortar todos os laços. Nathan tem um caminho difícil pela frente para ganhar de volta a confiança dela, e isso vai abri-la para a possibilidade de se machucar novamente. Uma possibilidade que Lila não sinta que ela possa sobreviver. Os segredos que Nathan mantém enterrado, escondidos do mundo e da vida que costumava levar, são revelados. Eles contam o horror que causou as cicatrizes em seu corpo, mente e coração. Poderão Lila e Nathan atravessar por todos os obstáculos na frente deles? Será que a viagem será a sua cura ou a sua destruição?

Infraction começa com Lila no hospital após o seu acidente. Nathan está desesperado, e revela do que e de quem ele tem tanto medo e quer protegê-la. Ele quer recomeçar, mas a confiança entre eles foi quebrada, Lila tem toda a sua insegurança tomando conta do seu coração e é mais fácil para ela não acreditar no amor de Nathan, do que aceitar que ele a deixaria para seu próprio bem.

Por mais que Nathan e outras pessoas digam a ela sobre os sentimentos dele, Lila está muito machucada para se abrir, e arriscar a ser magoada novamente. E é ainda mais difícil para ela lidar com a lembrança da esposa morta de Nathan. Ele a ama, ou Lila é uma substituta para a mulher que morreu? E ainda tem questões sobre o passado de Lila, alguém que retorna querendo lhe causar ainda mais dor do que antes. Tudo isso forma uma trama interessante que nos prende até o final.

Uma pessoa muito importante para que o casal se abra é o terapeuta, Darren. Ele faz o seu melhor para tentar ajuda-los com seus sentimentos e problemas, mesmo que alguns conselhos não sejam do agrado deles. Não tem como não torcer por esse casal, para que eles aprendam a lidar com seus fantasmas pessoais, a se abrirem mais um com o outro. Para que possam amar sem olhar sobre o ombro com medo de alguma tragédia.

O Esquadrão dos Peitos continua em cima do Nathan, e é impossível não ter vontade de estourar os silicones delas, elas simplesmente não percebem que o cara não quer nada com elas. A história continua belamente escrita, com todos os elementos que tinha em Breach e ainda melhor com alguns dramas e novos personagens entrando em cena. Quem ainda não leu, precisa ler!


1 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Um comentário

  1. "o esquadrão dos peitos" morta estou hahahaha! sério, como seria excelente se alguma editora lançasse esses livros aqui! Nathan tá sofrendo muito, mas entendo Lila, confiança nunca é a mesma depois de magoada, mas a autora soube trabalhar esses pontos e como vc disse, fez um enredo que chama a atenção do leitor. e ela não deixa cair na mesmice apesar do clichê. amo demais essa história e não vejo a hora de poder lê-los. bj!

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário, ele é muito importante para mim!