Resenha: A Herdeira (Kiera Cass) - A Seleção Livro #04

segunda-feira, 15 de junho de 2015



Título: A Herdeira
Autor: Kiera Cass
Edição: 1
Editora: Seguinte
ISBN: 9788565765657
Ano: 2015
Páginas: 392



Sinopse: No quarto volume da série que já vendeu mais de 500 mil exemplares no Brasil, descubra o que vem depois do “felizes para sempre”. Vinte anos atrás, America Singer participou da Seleção e conquistou o coração do príncipe Maxon. Agora chegou a vez da princesa Eadlyn, filha do casal. Prestes a conhecer os trinta e cinco pretendentes que irão disputar sua mão numa nova Seleção, ela não tem esperanças de viver um conto de fadas como o de seus pais… Mas assim que a competição começa, ela percebe que encontrar seu príncipe encantado talvez não seja tão impossível quanto parecia.


                    A Herdeira é o tão aguardado quarto livro da série A Seleção escrito pela Kiera Cass e publicado simultaneamente no Brasil pela Editora Seguinte. Sim, eu sei que faz um mês, sim eu sei que demorei pra escrever sobre esse livro, mas toda vez que eu sentava para fazer isso meu sangue fervia e minhas mãos começavam a tremer de ódio e simplesmente não dava. Agora consegui, até o momento e vou falar minha experiência com esse livro arrasador.


                       Eadlyn é a filha mais velha de Maxon e América, rei e rainha, irmã gêmea de Ahren, ela tem muitas responsabilidades como a herdeira do trono. Apesar de terem abolido as castas da sociedade, o rei e a rainha ainda enfrentam muitas dificuldades diante de seu povo, pois há muita resistência ainda com relação ao assunto. Para distrair as pessoas e suprimir as revoltas que surgem por todo o reino, o rei Maxon pede a filha um grande favor, ela deve passar pela seleção assim como ele e sua mãe e escolher um noivo que irá governar a seu lado.

                          Eadlyn é a nossa narradora, antes de mais nada quero muito desabafar e dizer que me identifiquei e muito com a personagem desde o começo. Gêmeas separadas pela realidade e a ficção e uma coroa, então

                      O fato é que desde o começo Eadlyn é contra, ela acha que não precisa de ninguém a seu lado para reinar, então desde o início ela tenta de todas as formas sabotar A Seleção, ela dispensa com certa frieza os primeiros, implica com o resto e principalmente mantem certa distância e tudo vai por água abaixo. Quando o povo começa a se revoltar, ela tenta, juro que ela tenta e começa a se aproximar de três ou quatro deles (inclusive do filho da Marlee e do Carter, Kile #Kidlynisunbroken) eu já tenho meu preferido, mas no fundo preferia que a Kiera desse um grito de liberdade desse conto de fadas e a princesa terminasse sozinha e completa!



                Agora vamos ao que me deixou meio revoltada, sabe o irmão dela? Não vou dar spoiler, porém não se apegue a ele, pois o personagem é um grande de um F#$%@*twd DA P%¨$#  e o final é desesperador não tenho a mínima ideia de como sobreviverei até o ano que vem para saber o final, não tenho nem estrutura pra lembrar direito por que quando lembro tenho vontade de enfiar minha coroa na cara da Kiera Cass, depois chorar em posição fetal

             Essa capa é linda e minha versão do livro é a de capa dura, exclusiva da Saraiva, mais lindo ainda! A diagramação está ok, também. Enfim, compartilhem o sofrimento nos comentários!

| comente (:

aninha disse...

socorro que agora fiquei com medo de ler! vi muita revolta com o final desse livro no twitter mas já sei que um personagem não presta hahahaha! Kiera é danada né. adorei ver como ela deu continuidade a história sem aquele mar de rosas, Maxon e America estão enfrentando problemas com reino e Eadlyn é bem opiniosa, tem uma personalidade forte. a capa é linda, amo a cor, a forma como a modelo está, o vestido, tudo lindo! ainda não comprei o meu, tô vendo se compro todos com as capas duras =)

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D