Resenha: Gelo Negro (Becca Fitzpatrick)

quinta-feira, 30 de julho de 2015



Título: Gelo Negro
Autor: Becca Fitzpatrick
Edição: 1
Editora: Intrínseca
ISBN: 9788580577228
Ano: 2015
Páginas: 304
Tradutor: Viviane Diniz



Sinopse: Britt Pfeiffer passou meses se preparando para uma trilha na Cordilheira Teton, um lugar cheio de mistérios. Antes mesmo de chegar à cabana nas montanhas, ela e a melhor amiga, Korbie, enfrentam uma nevasca avassaladora e são obrigadas a abandonar o carro e procurar ajuda. As duas acabam sendo acolhidas por dois homens atraentes e imaginam que estão em segurança. Os homens, porém, são criminosos foragidos e as fazem reféns. Para sobreviver, Britt precisará enfrentar o frio e a neve para guiar os sequestradores para fora das montanhas. Durante a arriscada jornada em meio à natureza selvagem, um homem se mostra mais um aliado do que um inimigo, e Britt acaba se deixando envolver. Será que ela pode confiar nele? Sua vida dependerá dessa resposta.





           Gelo Negro é o novo romance/thriller da autora Becca Fitzpatrick, lançado no Brasil pela editora Intrínseca, é novidade para os fãs da autora que estourou com a série Sussurro. 

                Britt é a típica garota ingênua americana, ela mora com o pai e o irmão, tem sua melhor amiga Korbie e sofre pela perda do namorado, irmão de Korbie, Calvin que a largou quando foi para a faculdade. Agora oito meses depois e com a chegada das férias, as amigas vão para as montanhas fazer trilha, na companhia de Calvin e do namorado de Korbie, Urso. No meio do caminho, porém elas encontram dois fugitivos que as fazem de reféns e que as ameaçam para que elas os tirem da montanha. Um lugar onde outras três garotas foram mortas em menos de um ano, com neve e em condições quase desumanas, elas aprenderão que nada é o que parece e que quem você confia pode não ser tão inocente assim.

                 Primeiro eu quero dizer que há uma falha no enredo, o personagem Urso que deveria estar na cabana esperando Korbie e Britt junto com Calvin não aparece em nenhum momento nem antes e nem depois na trama, ele é apenas citado pelas garotas e depois completamente esquecido e esse é o único defeito gritante que eu achei na trama. 

                  A narrativa em primeira pessoa torna o livro mais pessoal e nos aproxima bastante de Britt, nossa narradora. Ela realmente é uma garota que aparenta ser frágil, mas que ao passar das páginas se mostra bastante esperta. O tempo se alterna entre presente e lembranças de Britt com Korbie e Calvin. 

                   Destaque de personagem vai para Ace/Mason/Jude um cara enigmático que não parece ser tão ruim quanto quer aparentar. É um personagem cheio de camadas e que surpreende ao longo das páginas. Calvin é outro personagem que pode surpreender, ele não é totalmente o babaca arrogante que pensamos no começo do livro, Já Korbie é aquela amiga chata que toda mocinha tem e que você pensa como a pobre da protagonista aguenta.

                     A capa desse livro é meio enigmática, embora eu não ache ela bonita, ela é interessante e diferente. A diagramação está ok. Enfim é um livro bem distante de Sussurro e bem elaborado apesar da falha. 

| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D