Resenha: Origem ( J. T. Brannan)

sexta-feira, 24 de julho de 2015


Título: Origem
Autor: J. T. Brannan
Edição: 1
Editora: Jangada
ISBN: 9788555390005
Ano: 2015
Páginas: 340



Sinopse: Se a humanidade achava que conhecia suas origens, chegou a hora de repensar tudo, porque todas as crenças estão prestes a ser questionadas...A pesquisadora científica Evelyn Edwards e sua equipe descobrem um corpo de 40 mil anos enterrado sob a calota polar da Antártida. Mas, quando começam a extrair o corpo do gelo, o sonho se transforma em um horrível pesadelo quando todos são marcados para a morte por alguém que quer manter enterrado esse segredo. Evelyn mal consegue escapar com vida. Ela pede ajuda a seu ex-marido Matt Adams, antigo membro de uma unidade de elite do governo.
Logo eles se veem envolvidos em uma corrida alucinante contra o tempo, que os leva ao Grande Colisor de Hádrons, em Genebra, enquanto tentam desvendar a maior conspiração de todos os tempos, antes que seja tarde demais para a espécie humana.


                Origem é um livro de ficção científica lançado pela editora Jangada e escrito por J.T. Brannan. Sim, é um livro de ET's e sim é meio decepcionante.

                      Evelyn Edwards é uma cientista da NASA em missão nas geleiras da Antártida, durante uma exploração um de seus companheiros acha um corpo enterrado na neve, aparentemente um corpo de 40 mil anos de idade. Quando ao retornar ao continente ela sofre um atentado que mata toda sua equipe, Lyn pedirá a ajuda de Matt Adams, seu ex-marido. Iniciando uma perseguição implacável para impedir que haja a quase extinção da civilização como conhecemos.

                       Eu até que gosto bastante de ficção científica, apesar de crer que esse tipo de livro tem que necessariamente ser 1)convincente, mesmo que os fatos sejam extremamente absurdos, o autor tem de encontrar meios para que você compre a história e 2) se os fatos não forem convincentes, que o autor utilize bases cientificas e até teorias da conspiração, sempre dá certo.

                      No caso de J.T.Brannnan, esse livro até convenceu de certa forma, pois ele utilizou sim fatos conhecidos e ate mesmo teorias da conspiração, o que deu um quê de realidade ao livro. Quando penso em enredo, esse se assemelha e muito aqueles filmes de perseguição policial, as cenas são bem descritas e Matt é aquele personagem principal que faz de um tudo tipo Jack de 24 horas.

                      Apesar disso algumas partes do livro não me agradaram nem um pouco e deixaram a leitura muito arrastada, como falta de cenas de ação, por exemplo para explicar o mostrar o que realmente houve com a equipe de Matt. Talvez um ou dois flashbacks contando um pouco como as coisas chegaram até onde chegaram. Eu sou muito preguiçosa, não gosto de imaginar nada, acho que os autores tem que deixar as coisas na nossa mão e fechar todos os "furos" da historia.

                          Por último e não menos importante eu detestei o final, odiei mesmo acho que foi um dos piores finais que eu já tive o desprazer de ler.

                        Essa capa é feia, sem mais comentários. A diagramação está bem ok e ajuda muito na leitura. Enfim, fiquei um pouco decepcionada com esse livro, esperava bem mais.

| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D