Resenha: Sr. Daniels (Brittainy C. Cherry)

quarta-feira, 1 de julho de 2015



Título: Sr. Daniels
Autor: Brittainy C. Cherry
Edição: 1
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501104502
Ano: 2015
Páginas: 310



Sinopse: Depois de perder a irmã gêmea para a leucemia, Ashlyn Jennings vê sua vida mudar completamente. Além de ter de aprender a conviver sem parte de si mesma, ela precisa se adaptar a uma nova rotina. Enviada pela mãe para a casa do pai, com quem mal conviveu até então, ela viaja de trem para Edgewood, Wisconsin, carregando poucos pertences, muitas lembranças e uma caixa misteriosa deixada pela irmã. Na estação de trem Ashlyn conhece o músico Daniel, um rapaz lindo e gentil, e a atração é imediata. Os dois compartilham não só o amor pela música e por William Shakespeare mas também a dor provocada por perdas irreparáveis. Ao sentir-se esperançosa quanto a sua nova vida, Ashlyn começa o ano letivo na escola onde o pai é diretor. E não consegue acreditar quando descobre, no primeiro dia de aula, que Daniel, o belo músico de olhos azuis com quem já está completamente envolvida, é o Sr. Daniels, seu professor de inglês. Desorientados, eles precisam manter seu amor em segredo, e são forçados a se ver como dois desconhecidos na escola. E, como se isso já não fosse difícil o bastante, eles ainda precisam tentar de todas as formas superar os antigos problemas e sobreviver a novos e inesperados conflitos.


                Sr. Daniels é um lançamento da editora Record, escrito pela Brittainy C. Cherry. Me interessei por esse livro por causa do marketing que vi em algumas páginas afirmando que seria parecido com Belo Desastre, vamos esclarecer: Sr. Daniels é tão parecido com Belo Desastre assim como eu pareço com a Gisele Bundchen, ou seja ABSOLUTAMENTE NADA A VER!


                      Ashlyn perdeu a irmã gêmea para o câncer, a mãe entra em colapso e a manda para morar com o pai ausente, Henry. No último ano da escola, Ashlyn se muda de Chicago para Edgewood, uma cidade pequena onde morará com o pai e sua nova família. Daniel viu sua mãe ser assassinada e seu pai morrer um ano depois, agora tudo que ele quer é reformar a casa dos pais e para isso ele trabalha e toca em uma banda. Eles se conhecem em uma estação de trem e há uma conexão inexplicável, a partir daí eles acabam por se beijar e por iniciar algo, até que Daniel e Ashlyn descobrem que são aluna e professor e que não podem ficar juntos em público.

                          Vamos começar a falar do drama que foi eu começar a ler esse livro, em uma bela sexta-feira eu estava em aula, por sinal uma matéria que eu já havia estudado então pensei "okay vou começar um livro aqui no celular ajuda a passar o tempo" peguei Sr. Daniels mais uma vez pensando comigo "certo, é igual a Belo Desastre então não tem como eu passar qualquer tipo de vergonha aqui" comecei a ler e cinco minutos depois


                        Literalmente tive que tirar um tempo, levantar ir ao banheiro, tomar uma água por que as primeiras páginas já te fazem chorar.

                        A narrativa é alternada e em primeira pessoa, nossos narradores são Ashlyn e Daniel, ambos sofreram muitas perdas, ambos estão quebrados e longe de estar bem. Ashlym tem muitos problemas com a família, o pai a negligenciou a vida inteira, quando ela vai morar com ele descobre que ele é casado e que a filha da mulher dele o chama de pai, além de descobrir que a família dele não é tão perfeita assim. Ela sofre bullying na escola, descobre que o único que consegue fazê-la sorrir é seu professor e que eles não podem ficar juntos e nesse meio tempo tem de lidar com uma caixa de cartas que sua irmã morta deixou com missões para ela cumprir. Ashlyn é uma personagem forte, mas tem muita coisa com o que lidar.

                                                eu lendo os capítulos da Ashlyn

                             Já Daniel, tem um irmão que mexe com drogas e por culpa dele a namorada dele, Sarah, morreu em um acidente de carro, a mãe foi assassinada e o pai se entregou para uma doença. Agora tudo que ele quer é deixar toda a dor para trás, ele toca em uma banda chamada Quest Romeo, uma semana depois da morte de seu pai ele encontra Ashlyn e se encanta pela garota com olhos tristes, quando pensa que há alguma esperança pra uma coisa boa em sua vida, descobre que a garota é sua aluna. Daniel por muitas vezes é a rocha em que Ashlyn pode se apoiar, ele é um companheiro maravilhoso e encantador.

                                                    eu lendo os capítulos do Daniel
                                                     

                         Ao final do livro eu não sabia se chorava, ria, se começava a ler o livro de novo, se abraçava meu celular e ninava o e-book, se me enrolava em posição fetal no chão e guinchava de tanto amor, se gritava para minhas amigas no whatsapp as três da manhã acordando todo mundo e mandando elas irem ler o livro, foi uma sensação meio Katy Perri de ser.



                             Essa capa é maravilhosa, amei a fotografia, a sensação de esperança, as cores, tudo. A diagramação do e-book estava agradável, ainda não vi o livro físico. Enfim, gente se vocês gostaram de Métrica e de No Limite da Atração esse livro segue na mesma linha dos dois e apesar das lágrimas vale MUITO a pena ler.



| comente (:

aninha disse...

li muitas resenhas positivas sobre ele, realmente me lembrou Métrica que é um dos meus livros favoritos. dois personagens sofridos mas que ajudam um ao outro e superam juntos mesmo com toda essa carga emocional. acredito que seja um livro sobre perdão próprio, amor e superação. quer lê-lo com certeza.

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D