Resenha: Brilhantes(Marcus Sakey) - Brilhantes - Livro #01

quarta-feira, 5 de agosto de 2015



Título: Brilhantes
Autor: Marcus Sakey
Edição: 1
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501052742
Ano: 2015
Páginas: 476



Sinopse:  A partir de 1980, um por cento das crianças começou a apresentar sinais de inteligência avançada. Essa parcela da população, chamada de “brilhantes”, é vista com muita desconfiança pelo restante da humanidade, que teme a forma como esse dom será usado. Nick Cooper é um deles, um agente brilhante, treinado para identificar e capturar terroristas superdotados e levá-los para a custódia do governo. Seu último alvo está entre os mais perigosos que já enfrentou, um líder responsável pelo maior ataque terrorista dos últimos tempos e que pretende começar uma guerra civil. Mas para capturá-lo, Cooper precisa se infiltrar em seu mundo e ir contra a tudo o que acredita. Denominado pelo Chicago Sun-Times como o mestre do suspense moderno, Markus Sakey criou um universo ao mesmo tempo perturbador e incrivelmente semelhante ao nosso, onde um dom pode se tornar uma maldição. 




              Brilhantes é o primeiro volume da série homônima escrita pelo Marcus Sakey e publicado pela Galera Record. Eu adoro distopia, mas algumas delas estão pecando um pouco fazendo sempre a mesma fórmula.

              Nick Cooper é um agente do governo, sua função é encontrar e matar terroristas, geralmente superdotados chamados de Brilhantes. Ele também tem habilidades e quando descobre que a filha Kate, de apenas quatro anos, está prestes a cair nas garras do departamento em que ele trabalha e ser levada para "escolas especiais para aberrações" Nick arriscará absolutamente tudo, incluindo sua carreira. O que ele não imaginava era que estava confiando sua família as pessoas erradas.

                 Eu achei esse livro uma grande metáfora acerca das guerras iniciadas pelos americanos, achei muito inteligente e perspicaz da parte do autor. Todo o resto? Clichê! E apenas mais do mesmo, acho que o brilhantismo do autor parou aí.

                   Nick tem quase poderes sobrenaturais, ele pode analisar as pessoas e perceber se elas estão mentindo ou não. Pode também prever os próximos movimentos das pessoas analisando-as. E há muitos outros como ele, e aí caímos no mesmo clichê do plot batido de X-Men, pessoas com poderes mutantes que são perseguidas pela sociedade de pessoas normais. É meio brochante quando pensamos nisso não é? Pois é, eu também.

                       Outro ponto foi que, o casal criado no livro foi totalmente desnecessário, eles não tem nenhum tipo de química e sinceramente a ex-esposa de Nick além de ser uma mulher que parece combinar muito mais com ele, ele ainda a ama. Então não achei que Nick e Shannon formaram um casal com química o qual eu chegasse a torcer para que ficassem juntos nos próximos livros, na verdade espero que ele volte para a ex e que Shannon arrume algum outro cara legal para ela.

                      Enfim, achei o livro bem morno, as cenas de ação são boas, mas não são extraordinárias e de tirar o fôlego. Há partes no livro como propagandas, citações de personagens que só são citados como celebridades, manchetes de jornal, que são bastante curiosas e mostram que o autor se preocupou com detalhes ao criar essa realidade alternativa. Como não havia muitas  expectativas eu gostei do livro, me divertiu.

                     Não achei a capa muito bonita, apesar de ter um significado para a história. Destaque para a diagramação, principalmente nas partes que o autor quis expressar algo para além da narrativa, citações, manchetes, propagandas. Enfim, vai te divertir, mas não espere algo tão diferente assim. 




| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D