Resenha: Rich e Mad ( William Nicholson)

quinta-feira, 6 de agosto de 2015



Título: Rich e Mad
Autor: William Nicholson
Edição: 1
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501098566
Ano: 2015
Páginas: 304
Tradutor: Sabrina Garcia


Sinopse: Um drama sobre problemas reais, a envolvente história do primeiro amor, da primeira relação sexual e tudo entre um e outro. Um olhar contemporâneo e sincero sobre o primeiro amor e a descoberta da sexualidade. Mad sonha em se apaixonar perdidamente e em meio a encontros e desencontros acaba descobrindo que sua cara metade é o amigo Rich.




                Rich e Mad foi escrito pelo William Nicholson e publicado no Brasil pela Galera Record. Eu amo muito romances adolescentes, gostei bastante desse embora não tenha entrado para minha lista de queridinhos.

                  Rich é um garoto que é taxado por todos na escola de gay por ser próximo de um dos professores que todos acham que também é gay. Mad é uma garota que se apaixona por um cara já comprometido e popular. Rich é apaixonado pela amiga de Mad, mas é tímido demais para chegar nela, Mad é a escolha certa para ajudá-lo. E é assim que Rich e Mad se tornam amigos e veem que tem muita coisa em comum.

                       Esse é um livro muito fofinho, apesar do drama que acontece nele. Eu gosto da maneira bem realista que o autor ver a adolescência, aqui você vai ver sim Mad conversando com as amigas sobre sexo e coisas afins, o que nós garotas fazemos sim e isso eu achei muito real e interessante da parte do autor colocar na trama, pois geralmente só é abordado a sexualidade latente dos meninos em livros adolescentes.

                        O fato de Rich ser humilhado por Grace, a amiga popular de Mad,  e ficar com o coração partido também traz certa inovação já que é geralmente o contrário que acontece, não que Mad também não fique de coração partido por conta de Joe, ela fica, mas aqui o autor quis sim colocar um personagem masculino mais sensível, que escreve poesia, cuida da avó e está sempre ao lado da irmã.

                          Eu adorei o modo como a relação de Rich e Mad foi construída com tanta singeleza e sensibilidade, com tanto cuidado que tem partes que você pensa em colocar os dois em um potinho e não largar nunca mais, criar em cativeiro sabe? 

                       A única coisa que me incomodou foi a morte, o drama meio que quebrou o ritmo fofo do livro e me arrancou lágrimas, embora tenha dado mais realidade ainda a trama.

                        Essa capa é maravilhosa, linda mesmo. Adorei a fotografia e adorei as cores. A diagramação também está ótima e contribui para a leitura. Enfim, leiam esse livro!
                   
                

| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D