Resenha: Tudo por um Cowboy (Diana Palmer e Roxann Delaney) - Coleção Cowboy #1

domingo, 23 de agosto de 2015

Título: Tudo por um Cowboy
Autoras: Diana Palmer & Roxann Delaney
Editora: Harlequin
ISBN-13: 9788539819058
ISBN-10: 8539819058
Edição: 1
Ano: 2015
Páginas: 320
Sinopse: Aprendendo a amar – Diana Palmer
Shelby Jacobs jamais teve a intenção de machucar Justin Ballenger quando rompeu o noivado com ele, seis anos atrás. Na verdade, Shelby sempre o amou, porém foi forçada a se afastar. Com a família passando por momentos difíceis, ela está sozinha em Jacobsville e precisa desesperadamente da ajuda de Justin. Shelby fará de tudo para se reaproximar desse cowboy amargurado. Mas será que Justin permitirá que o amor derrube as defesas de seu coração?
O coração de um cowboy – Roxann Delaney
Tanner O’Brien importava-se somente com duas coisas: rodeios e cuidar do sobrinho. Não havia motivo nenhum para ter ficado tão distraído com a garota da cidade grande que visitava a pequena Desperation. Jules Vanderveer era o oposto do que Tanner considerava atraente em uma mulher. Mas por trás da bondade dela com seu sobrinho havia algo escondido que fez Tanner desejar uma cura para sua dor.




Tudo por um Cowboy é o primeiro livro da Coleção Cowboy da Harlequin.

Aprendendo a Amar da Diana Palmer, é a primeira história do livro. Shelby Jacobs e Justin Ballenger já foram noivos anos antes, mas ela o deixou de coração partido e com o orgulho ferido, ao abandoná-lo por um homem rico.

Seis anos depois, Shelby está orfã e falida, a casa onde morava foi vendida, seu irmão mora em outra cidade e ela mora em um depósito no prédio onde trabalha. Justin, levado por seus sentimentos, decide ajudá-la já que não gosta do local onde ela mora, por ser próximo demais e ao alcance do seu chefe. Ele propõe casamento a Shelby, apenas para que eles não fiquem sozinhos, mas Justin tem um sentimento de vingança alimentado por sua mágoa e orgulho que pode ser um dos motivos para esse pedido inesperado.

A história em si é boa, Justin não é descrito como um personagem de tirar o fôlego, como costumamos ver na Harlequin, mas para Shelby ele é bonito e os seus sentimentos por ele parecem não terem morrido. Justin deixa que suas mágoas o domine em várias partes, tratando Shelby de uma forma que para mim foi muito injusto, principalmente quando ela tenta várias vezes se explicar por seu ato de anos atrás. Já li outras histórias da Diana que gostei bastante, mas sinto que faltou um tempero entre eles, que deixasse o casal mais interessante e me envolvesse mais na história dos dois.

A segunda história é O Coração de um Cowboy de Roxann Delaney. Nele somos apresentados a Tanner O’brien, um peão de rodeio que tem dois objetivos: competir nas Finais Nacionais e manter seu sobrinho de 14 anos na linha, mas com a chegada de Jules Vanderveer em Desperation, algo a mais foi colocado em seu radar.

Jules é uma advogada que está passando férias na cidade até o casamento de sua amiga. As pessoas e o clima da cidade são completamente diferentes de sua rotina de escritório, o que para ela muitas vezes é refrescante. Os moradores da cidade realmente se preocupam umas com as outras e se interessam em se conhecer. Sua atração por Tanner é imediata, mas ele leva a vida da forma que mais a assusta: em cima de um cavalo. Por causa de um trauma, Jules mal consegue se aproximar de um cavalo e isso pode ser um grande obstáculo entre eles.

Meu maior sentimento com relação a essa história é a decepção, mesmo tendo gostado de certas partes. Eu esperava muito mais com o que vi sendo proposto na sinopse e no começo da história, tinha potencial para mais, e foi menos. Tanner e Jules estão atraídos um pelo outro? Sim. Eles tem uma química forte? Não. Não sei dizer se é pelos personagens já serem um pouco mais velhos, mas é tudo muito sem graça entre os dois. Não teve emoção, nem um momento de tirar o fôlego, ou uma cena quente, que na verdade foi bem gelada. Eu não me lembro de já ter lido algo dessa autora, mas foi decepcionante.

Em resumo, as duas histórias pareciam ser muito mais do que me foi apresentado, e a faísca que tanto esperamos em uma história de cowboys era inexistente. Classifico com três estrelas, e sinceramente eu não recomendo. Quem quiser ler, leia por sua própria conta e risco. Eu fiquei muito empolgada quando vi esse livro nos lançamentos, mas depois dessas decepções não sei se irei ler os outros livros da coleção.

| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D