Resenha: Feitiço da Sombra (Nora Roberts) - Primos O'Dwyer Livro #02

segunda-feira, 14 de setembro de 2015


Título: Feitiço da Sombra
Autor: Nora Roberts
Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580414189
Ano: 2015
Páginas: 288
Tradutor: Maria Clara Biase



Sinopse: Segundo livro da trilogia Primos O’Dwyer, Feitiço da sombra é uma emocionante história sobre os maiores poderes mágicos que existem: o amor, a amizade e a família. Connor O’Dwyer se orgulha de chamar o Condado de Mayo de seu lar. É lá que Branna, sua irmã, mora e trabalha e onde Iona, sua prima, encontrou o verdadeiro amor. Foi nessa terra que seus parentes e amigos formaram um círculo de proteção que nunca poderá ser rompido... Até que um beijo põe em risco a segurança de todos. Depois de um breve encontro com a morte, Connor e a melhor amiga de sua irmã se entregam um ao outro. Eles se dão bem desde a infância e, depois do tórrido encontro, o rapaz tem esperança de que esse relacionamento evolua. Para frustração dele, no entanto, Meara se contenta apenas com o prazer do momento, temendo se perder – e perder a amizade dele. Essa mudança em sua relação pode abalar o círculo e permitir que uma perigosa ameaça ressurja aos poucos, como uma névoa. Para detê-la, Connor precisará novamente da família e dos amigos para despertar a força e a fúria que correm em seu sangue. Quem sabe pela última vez.


                     Feitiço da Sombra é o segundo volume da trilogia Primos O'Dwyer escrita pela diva máxima Nora Roberts e publicada aqui no Brasil pela Editora Arqueiro. Antes de mais nada sei que quem acompanha o blog sabe que a maioria das minhas resenhas da Nora vem com cinco estrelas e um coração, porém eu gostei tanto do primeiro livro dessa trilogia que esse não conseguiu suprir as expectativas que eu tinha para ele.

                     Connor, Banna e Iona são três descendentes da bruxa Socha, os três bruxos da noite de Mayo que tem a difícil missão de enfrentar Cabhan, um maligno bruxo que fará de tudo para trazer escuridão para o lar dos três. Desde o Solstício quando o lado do bem está amargando um derrota e tentando se recuperar dessa batalha. Quando Cabhan começa a viajar entre os tempos e tenta atingir o antepassado de Connor, as coisas começam a ficar mais complicadas e o mal pode atingi-los  mais do que imaginam, Quando Meara resolve ter um momento de descontrole com Connor em meio a esse turbilhão, eles descobrem que o amor pode nascer dentro de um furacão.

                       A narrativa segue o padrão de Nora, com enfoque em Connor. Mais uma vez temos um tempo fragmentado com passagens no passado e no presente se mesclando seja em sonho ou não. Saberemos um pouco mais o que aconteceu com os filhos de Socha e como eles viveram após a morte da mãe e do pai, as pressões que eles enfrentaram e o quanto tiveram que reprimir os poderes que herdaram da mãe. Já no presente, temos o tão bem humorado e otimista Connor, que sempre esteve lá para a irmã e para todos do círculo. 

                       O que me incomodou no livro foi que ao contrário dos outros livros da Nora, esse livro demorou um pouco para que o romance engatasse, há muito mais desenvolvimento da batalha de Cabhan contra o círculo e nas relações entre as pessoas do círculo, vemos um pouco mais do casal do primeiro livro e de Branna e Fin. Assim como percebemos de maneira lenta, e foi isso que me deixou incomodada, a relação entre Meara e Connor desabrochar. Nas cem primeiras páginas realmente não temos nenhum tipo de relacionamento além de amizade entre os dois, porém quando começa eles não conseguem mais se afastar.

                       A realidade é que esse é um livro muito mais de ação que de romance, as cenas que envolvem ataques do bruxo contra os seis, as cenas de amizade e companheirismo, de planejamento e poções são muito inteligente e ao estilo de Nora acabam por nos conquistar, mas confesso que esperava um pouco mais. Estou muito ansiosa pelo próximo livro, é o livro que eu mais quero ler já que terá a história entre Branna e Fin.

                          Gosto dessa capa, ela me lembra o outono. A diagramação está ok, sem muitos detalhes, mas perfeita para uma leitura agradável. Enfim, eu e minhas expectativas recomendamos essa trilogia para vocês apesar dos pesares vale e muito a pena.

                      
                     


| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D