Resenha: Nascimento Mortal (J.D. Robb) - Mortal - Livro #23

sexta-feira, 25 de setembro de 2015



Título: Nascimento Mortal
Autor: J.D. Robb
Edição: 1
Editora: Bertand Brasil
ISBN: 9788528620320
Ano: 2015
Páginas: 462
Tradutor: Renato Motta



Sinopse: O aguardado 23º volume da série Mortal A tecnologia avançou de forma extraordinária na Nova York do ano 2060, mas o nascimento dos seres humanos ainda ocorre exatamente como no início dos tempos. A tenente Eve Dallas, apesar de estar investigando o duplo homicídio de um casal de funcionários de uma importante firma de contabilidade, precisa ajudar sua melhor amiga Mavis Freestone, grávida de oito meses, a preparar o chá de bebê para o herdeiro que chegará em poucas semanas. Mas esse não é o único favor que Eve fará a ela. Mavis faz questão que a tenente investigue o desaparecimento de Tandy Willowby, uma das gestantes de sua turma de preparação de parto. Quando Eve entra no apartamento de Tandy e descobre o presente para o chá de bebê de Mavis sobre a mesa, embrulhado e intocado, junto da bolsa da maternidade já pronta, seu instinto aponta para um possível sequestro.


                               Nascimento Mortal é o vigésimo terceiro volume, não vocês não leram errado, é o vigésimo terceiro volume da série Mortal, escrita pela Nora Roberts, sob seu pseudônimo J.D.Robb. Para quem ainda não sabe lá fora essa série já tem muito mais de quarenta volumes publicados e não ainda não acabou! 

                                A tenente Eve Dallas dessa vez terá que enfrentar uma missão mais assustadora que qualquer um dos assassinatos que já desvendou: ajudar Mavis durante seu parto, passando pelas obrigações com chá de bebê e tudo! Isso por incrível que pareça é para Dallas muito mais assustador que cadáveres em um necrotério. Em meio a fraldas e conversas sobre hormônios, ela terá de desvendar um duplo homicídio que parece envolver ricos empresários e que pode mais uma vez colocar a reputação de Roarke a prova. 

                              Eu sou viciada em absolutamente tudo que a Nora escreve, se você perguntar a minha mãe qual minha autora favorita ela vai te responder "Nora Roberts, tu já viu a coleção de livros que ela tem dessa mulher?" sim, ela já respondeu exatamente essa mesma frase algumas vezes para algumas pessoas. E apesar dessa série não terminar nunca eu absolutamente adoro todos os livros, eu amo o jeito como a Nora escreve como J.D. Robb e sim há diferenças, para quem conhece a escrita de Roberts logo percebe que Robb tem uma escrita menos emocional e com uma pitada de humor que não são tão usuais assim nos romances de Nora. 

                                 Eve e Roarke são um dos meus casais favoritos e a relação deles depois de vinte e três livros ainda é sólida e não se perdeu em meio há tantas tramas. Eles são divertidos e quando você para de ler só consegue pensar em como eles realmente se completam.

                                Eve continua sendo uma mulher forte, sarcástica e muito engraçada. Ela e Roarke protagonizam cenas hilárias ao lado de uma Mavis bastante grávida e Leonardo.  Além disso temos dois assassinatos, que se transformam em três e mais um sequestro, ou seja, tem mistério para dar e vender e mais uma vez a autora consegue me surpreender, coisa que é muito difícil dos autores conseguirem, pois eu sou muito desconfiada.

                                  Essa capa segue o padrão das outras capas da série. A diagramação porém deixa um pouco a desejar. Poxa Bertrand, folha branca não dá né? É ruim de ler e para quem tem astigmatismo é pior ainda. Enfim, Nora é Nora.

SORTEIO

a Rafflecopter giveaway

| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D