Resenha: Despertar (Meg Cabot) - Trilogia Abandono - Livro #03

sexta-feira, 23 de outubro de 2015



Título: Despertar
Autor: Meg Cabot
Edição: 1
Editora: Galera Record
ISBN: 9788501097569
Ano: 2015
Páginas: 320



Sinopse: Em Despertar, a protagonista Pierce Oliviera, agora namorada do Senhor da Morte, John Hayden, precisa lidar mais uma vez com as terríveis Fúrias, quando estas descobrem que ele quebrou uma de suas regras mais severas: ressuscitar uma alma humana. Se o equilíbrio entre vida e morte não for restaurado, tanto o Mundo Inferior quanto o lar de Pierce serão destruídos. Mas há uma forma de consertar tudo: alguém precisa morrer.







                      Despertar é o terceiro volume da trilogia Abandono escrita pela Meg Cabot e publicado pela Galera Record.  Essa trilogia é inspirada no mito de amor entre Perséfone e Hades. 

                        Pierce Oliveira é uma jovem que passou por uma Experiência de Quase Morte e foi quando reencontrou o misterioso John Hayden, um jovem que ela tinha visto no cemitério no enterro do avô quando era criança, agora ela descobre que ele é o mestre do Mundo Inferior de Isla Huesos, local onde mora com a mãe. Depois dessa passagem pelo Mundo Inferior, John se apaixona por Pierce o que provoca uma perseguição das Fúrias contra a garota e sua quase morte outra vez. Agora ela é a consorte de John e eles terão de lutar juntos contra o desequilíbrio e o mundo pode receber a pestilência.

                            Eu gostei dessa trilogia num geral, mas algumas coisas me incomodaram. Primeiro que bem no começo temos uma grande semelhança com A Mediadora, temos de lidar com fantasmas e coisas afins. Porém conforme vamos passando pela história há algumas diferenças.

                          Gosto bastante do fato da base e inspiração dessa história ter vindo de um conto mitológico, pois eu amo mitologia. Há quem considere o mito de Perséfone e Hades um tanto bruto, mas eu considero um A Bela e a Fera da antiguidade, convenhamos não é todo dia que um Deus da Morte sequestra uma bela mocinha e a leva para o Mundo Inferior para que ela se torne sua esposa. 

                            Essa mocinha que Meg criou é interessante, ela não enrola lá muito, ela quer John e o tem. Também não é uma mocinha perfeita, muito pelo contrário, ela pode ser tão cruel quanto o Senhor dos Mortos. John é aquele mocinho nada perfeito, ele é esquentado, ele não tem medo de matar e muito menos de ser grosso com a Pierce. 

                          Destaque para os personagens secundários mais chatos da VIDA vão para a mãe da Pierce e seu primo, Alex. Gente dois personagens extremamente irritantes. O primo dela é aquele personagem extremamente babaca e a mãe é um vaso de planta que resolve aparecer no terceiro livro só para ficar histérica, não rolou.

                 Adoro essa capa, acho bem bonita e rosa combina muito com esses detalhes metálicos da fonte. A diagramação está ok. Enfim mais uma trilogia da Meg, recomendo se você gosta de mitologia.

                       

     




| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D