Resenha: Bela Redenção (Jamie McGuire) Série Irmãos Maddox #02

quarta-feira, 18 de novembro de 2015


Bela Redenção
Irmãos Maddox # 2
Jamie McGuire
R$ 12,32 até R$ 28,00
ISBN-13: 9788576864417
ISBN-10: 857686441X
Ano: 2015 / Páginas: 308
Idioma: português 
Editora: Verus

A aguardada continuação de Bela Distração Liis Lindy é uma agente do FBI decidida a se casar apenas com o trabalho. Ela adora sua mesa, está em um relacionamento sério com seu laptop e sonha em ser cumprimentada pelo diretor depois de solucionar um caso difícil. O agente especial Thomas Maddox é arrogante e implacável, um dos melhores que o FBI tem a oferecer — e chefe de Liis. Quando Liis e Thomas são encarregados de uma missão em que precisam fingir ser um casal, a atração entre eles chega ao limite — e os leva a questionar quanto realmente estavam fingindo. Bela redenção é o segundo volume da série que narra a excitante, romântica e por vezes volátil jornada dos Maddox rumo ao amor. Chegou a hora de conhecer o mundo misterioso do esquivo Thomas e descobrir como a paixão pode ser intensa quando você não é a primeira, e sim a última. Além, é claro, de rever os outros irmãos da família Maddox. • A livros da autora já venderam mais de 260 mil exemplares no Brasil • No Brasil, Desastre iminente entrou para a lista de mais vendidos da Veja. • Mesma autora de Belo desastre, Desastre iminente e Belo casamento. Os dois primeiros livros da série foram best-sellers do New York Times e da Amazon, e foram publicados em mais de 20 países. • Direitos vendidos para Alemanha, Rússia, Israel e Sérvia; a autora é publicada por mais de 20 editoras no mundo, como a Simon & Schuster, no Reino Unido, e a J’ai Lu, na França


! Warning ! Alerta Spoiler de Bela Distração!

- Se você não leu Bela Distração, tá fazendo o que aqui??? Vai já ler a resenha, clique AQUI.

Esse é o segundo livro dos irmãos Maddox, uma spin-off de Belo Desastre/ Desastre Iminente/ Belo Casamento (Travis Maddox) e blá blá blá-  até acho que para ler essa série dos Irmãos Maddox, não se faz necessário ler todos os livros do Travis, apenas Belo Desastre já está valendo, (opinião nada imparcial de alguém que só leu belo desastre =p) mas para ler Bela Redenção é obrigatória a leitura de Bela Distração, e não se fala mais nisso =)

Primeiramente você já começa a leitura sob o impacto do final de Bela Distração. Que final é aquele??? Um gancho que mais parece uma catapulta, que te leva diretamente para Bela Redenção. Afinal de contas o famoso T.J era ninguém mais ninguém menos que Thomas Maddox =0 As Mina Pira.

Então lá estamos nós, iniciando a leitura daquele cidadão que você aprendeu a torcer o nariz no livro anterior. (Pra falar no mínimo e porque sou bem bem bem legal e compreensiva).

O livro se inicia com a nossa mocinha, Liis Lindy agente do FBI, transferindo-se para Califórnia no momento ideal, quando ela acaba de sair de um relacionamento bem sem sal e de loooonga data. Então nada melhor que uma mudança de ares para iniciar uma nova vida, né? Apesar de passar uma imagem de ser fria e totalmente workaholic, acho que na verdade a Liis ama o que faz, e é difícil algo ou alguém competir com isso.

Mas lá está ela em um pub perto de casa, se afogando na "mardita da cachaça", questionando:  "será que eu to fazendo a coisa certa? ".  E quem aparece para chorar as mágoas da sofrência?? Quem? Quem? T.J - agora Thomas Maddox! 

E pá!
Vamos seguir a vida loka que eu não conheço esse jovem mas gostei do que vi.

Eles vão pro apartamento dela (claramente na intenção de um one night stand) e coisa e tals e tals e coisa, mão naquilo e aquilo na mão e blá blá blá. A Liis já pira quando descobre que o jovem em questão é seu vizinho... Isso porque ela ainda nem imagina que ele é o seu chefe!!!! Porque o emprego super secreto do Thomas é que ele é um agente do FBI e de alta patente meu bem! #chupasociedade que eu só paro no topo!

Thomas tá quase sem vida, sofrendo as pitangas porque sendo o irmão mais velho, se acha responsável por todas as m*rdas da Família Maddox, (só porque omite uma ou outra informação; pega a mulher que o irmão era apaixonado desde de sempre;  faz a mulher ser amante - já que ele era casado com a profissão; é trocado pelo irmão Trent; o que faz ele ser quase um fã do Pablo; e ainda tem que limpar a sujeira do irmão Travis...)

Thomas meu filho... Encosta a tua cabecinha no meu ombro e chora. Pode vir, que eu tô feito Cristo Redentor de braços abertos. Superada a questão, queria que fosse o caso de uma noite e acabei que dormi com meu chefe/ dormi com a nova agente. Liis E Thomas, já totalmente envolvidos, porém principalmente por parte dela, negando as evidências, vão viajar sob disfarce, fingindo que são um casal (mas oi? Pensei que já eram) já que a família não pode saber do emprego do Thomas porque ele jurou juradinho que nunca ia ser da polícia ou coisa do tipo. 

Thomas, um joinha pra você! Fez "serto".

Essa viagem é para participar da renovação dos votos (ou festão de casamento) do Travis e da Abby - com a intenção de resolver a questão do incêndio criminoso na luta do Travis, com todas as mortes e fora a coisa toda da máfia com o pai da Abby (fim do belo desastre). E tem coisa melhor que um reencontrar a família???  Ainda mais quando tem festa, bebida, e tretas envolvidas??? Claaaaro que não. \o/

De um lado a Liis conhecer a mulher que ela acha que o boymagia ainda ama. Do outro lado, Thomas reencontrar o irmão que ficou com a mulher que ele amou (mas que abriu mão dela por conta do trabalho), ainda ter que ver a felicidade deles, e questionar-se quanto a sua escolha, afinal de contas, ele poderia ter dado certo com a Cami... ou não?!

O x da questão é: ambos escolheram e deram prioridade as suas respectivas carreiras. A Liis ama o trabalho, segue em frente sem olhar para trás, sendo aquela que geralmente não se envolve, partindo corações. Já o Thomas casou com o FBI, e se obrigou a seguir em frente longe da família, e com coração partido. Como é que isso vai funcionar e como fica o coração desse povo??

Só lendo para saber, que aqui já tem spoiler demais!!!!

A leitura flui bastante, a autora é uma bruxa que faz você amar personagens que você odiava, e odiar personagens que você amava no livro anterior. 

(Caro T.J/Thomas, ódio é uma palavra muito forte. Hoje entendo tudo, e amor define. Cami Camlin, quando eu falo em ódio, estou falando em você!)

Se Liis e Thomas fossem reais, eu pegaria ambos pela mão e diria: sentem aí, e conversem! Porque eles vivem muito de achologias e aí que a coisa lasca. As vezes nem parece que são do FBI ¬¬ Casal, melhorem!!!
Fora todo o drama romântico afetivo do livro, os personagens secundários são fofos. Só acho que todo mundo deveria, alguma vez na vida, ter uma amiga como a Val, ainda mais quando você é nova na cidade.

Ainda temos o início do desfecho policial das tretas do Travis (que não são poucas). Como ele consegue tantas tretas, é algo que foge a minha compreensão. E se eu fosse o Thomas (FBI e tals) e tivesse um irmão feito o Travis, sinceramente, tinha sentado a mão na cara dele - poderia dizer que foi falta de peia... Mas o Travis sendo lutador clandestino semi profissional, acho que não foi por falta de mãozada que ele se tornou quase semi delinquente / fundação casa.¬¬

Em relação ao tempo que se passa o livro: ele contém fatos de outros livros, então meio que os livros se completam em relação a isso. Não posso dar a informação com precisão, pois não li todos os livros do Travis. Mas fatos de outros livros tais como o incêndio na última luta do Travis, o casamento em Vegas, o casamento -festa com a família e tantos outros estão presentes tanto no Bela distração quanto em Bela Redenção. E algumas vezes nota-se que o tempo do fato é o mesmo, isso é simultaneamente o mesmo fato sob óticas diversas ao mesmo tempo. 

Então é isso aí. 4 estrelas e 1 coração- só não dei cinco estrelas por que :

1- Algumas vezes eu olhava para o livro e dizia: Sério Thomas?!? Porque você disse isso??!!! (em voz alta)

2- Detestei o epílogo, achei desnecessário. Esperava um final bombástico como o de Bela Distração. O final desse livro não nos leva ao próximo. No máximo dá aquela dica básica de que, tudo se arruma no final, até por que há uma passagem de tempo considerável. Mas, isso não me faz desejar menos o próximo livro dos Irmãos Maddox, já o desejo ardentemente. De preferência para ontem. Agiliza aí Jamie McGuire e Editora Verus.

3- Xora Coraçãum. Malditos porta-retratos. E quem ainda tem porta-retratos hoje em dia??? Os desse livro trouxeram uma fadiga imensa, principalmente por conta da achologia.

4- Qual a fixação da Jamie McGuire com as iniciais das mocinhas dessa série?? Abby Abernathy, Cami Camlin, Liis Lindy. Já não basta todos aqueles T’s dos Maddox ? (Thomas, Taylor, Tyler, Trenton, Travis = Família Maddox de pura magya e seduchaum) TOC mandou um oi para a autora.

5- Para mim T.J e Thomas são quase pessoas diversas. Como eu disse, você chega a odiar o T.J em Bela Distração, já em Bela Redenção, Thomas Maddox é (quase) só amor. Por que como todo Maddox que se preza, ele dá aquelas vaciladas básicas de sempre.

6- Liis me irritou profundamente com o seu “ não estou emocionalmente disponível”. Mulher, melhore! É de um Maddox que estamos falando!

Quotes:


“ Você pode amar alguém sem querer estar com essa pessoa. Assim como você pode querer estar com uma pessoa antes de amá-la.” - pág 106.

" Eu amava um homem que eu não podia amar, que amava outra pessoa, mas me amava mais. O amor podia ir tomar no cu " - pág 241.

Por Bruna Rodrigues 

| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D