Resenha: Dominic (L.A. Casey) - Irmãos Slater #1

domingo, 1 de novembro de 2015

Título: Dominic
Autor: L.A. Casey
Editora: Bezz
ISBN-13: 9788568695050
ISBN-10: 8568695051
Edição: 1
Ano: 2015
Páginas: 231

Sinopse: Depois de um acidente de carro que matou seus pais quando ela era uma criança, Bronagh Murphy escolheu a isolar-se das pessoas num esforço para manter seu futuro longe de sofrimentos. Se ela não se aproximar de pessoas, falar com elas ou conhecê-las de qualquer forma, ela conseguirá ficar sozinha, do jeito que ela quer. Quando Dominic Slater entra em sua vida, ignorá-lo é tudo o que ela tem que fazer para chamar sua atenção. Dominic está acostumado a chamar atenção, quando ele e seus irmãos se mudam para Dublin, na Irlanda, para cuidar do negócio da família, ele ganha a atenção de todos. Todos, exceto da bela morena com uma língua afiada. Dominic quer Bronagh e a única maneira que ele tem de chegar até ela, é arrancá-la do seu isolamento voluntário, e ele vai fazê-lo da única maneira que sabe… pela força. Dominic a quer, e o que Dominic quer, Dominic pega!






Dominic é o primeiro livro da série Irmãos Slater da autora L.A. Casey lançado pela Editora Bezz.

Bronagh Murphy está satisfeita sendo isolada em sua escola e em apenas ter sua irmã, Branna, como uma pessoa próxima. Desde a morte dos seus pais, Bronagh não quer deixar ninguém se aproximar com medo de perder quem pode chegar a amar. Apesar de tentar ficar invisível na escola, ela ainda é alvo de certos implicantes, mas fica ainda pior com a chegada dos gêmeos Slater, Dominic e Damien. Apesar de serem gêmeos, eles são bem diferentes, começando pelos cabelos, os de Dominic são castanhos e os de Damien são loiros claros.

Desde sua primeira interação com os gêmeos, Bronagh claramente não gostou de Dominic, e a cada dia parece que o objetivo dele é transformar a vida dela em um inferno. Tudo o que ela quer é voltar a ser invisível e não ter que aturar um idiota provocando-a, principalmente apontando seu defeito: ter uma bunda grande. E o pesadelo de Bronagh só aumenta quando sua irmã Branna, se envolve com o irmão mais velho de Dominic, Ryder.

― Terminou com a ceninha, docinho? ― o babaca me perguntou, sorrindo.

Olhei para ele enquanto pousava minha lixa na mesa e apoiava as mãos bem próximas dela, inclinando-me para frente.

― Escuta aqui, seu inseto irritante. Não gosto de você e quero que fique bem longe de mim, ou vou enfiar essa lixa bem nos seus olhos. Estamos claros, Dominic? ― eu rosnei, com a voz gelada.

Os lábios de Dominic se contorceram enquanto ele olhava para mim de cima a baixo, como se estivesse me avaliando.

― Claros como cristal ― ele respondeu quando seus olhos cinzentos pousaram nos meus.

― Ótimo, agora dê a porra do fora daqui ― eu sibilei.

O linguajar do Dominic pode fazê-lo parecer um grande idiota, que confesso que me incomodou um pouco no começo, mas no decorrer do livro percebi que isso é comum entre todos os personagens, incluindo a Bronagh.

A história do livro começa com isso de dois jovens em uma relação de amor e ódio, mas depois aprofunda nos empregos dos irmãos Slater, o de Dominic é ser lutador. Quem os emprega é um ex-sócio de seus pais, e também o assassino deles, que os tem na palma da mão por poupar a vida de Damien por conta de um problema do passado.

Apesar do livro em si ser muito bom, eu fiquei extremamente incomodada com a revisão da editora Bezz. O livro contém muitos erros bobos de gramática, que poderiam ter sido resolvidos com uma revisão mais profunda. Eu comprei o livro na pré-venda e esperei mais de um mês para ele ser entregue, e claro que eu esperava algo melhor. E eu espero que esse problema tenha sido resolvido para futuras tiragens da história.

― Não vou te deixar nunca. E isso é uma coisa que precisa saber sobre mim, amor. Uma vez que for minha, nunca vou te deixar ir embora. Posso ser um babaca em oitenta por cento do tempo, então, mesmo que tente me deixar, não vou deixar que isso aconteça.

Eu diria noventa e nove vírgula nove por cento do tempo.

Meu coração estava pulsando muito forte contra minhas costelas enquanto ele falava, meus sentimentos por ele tornavam-se mais profundos a cada segundo que passava.

O livro é narrado pela Bronagh, e a série é composta até o momento por três livros e dois spin-off. Os livros principais sempre levam o nome de um dos irmãos, e os spin-off de suas namoradas. A autora planeja lançar um livro para cada irmão (são cinco), os spin-off e mais um livro que será no ponto de vista de cada irmão.

E aos que podem pensar que é algo parecido com a série da Jamie McGuire, dos Irmãos Maddox (♥), já aviso que a L.A. Casey criou seus próprios irmãos com nada em comum aos que nós já conhecemos. Eu teria dado cinco estrelas se não fosse pelo problema na revisão, mas apesar disso a história vale muito a pena para quem gosta de uma leitura nesse estilo.

| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D