Resenha: O Conde Enfeitiçado (Julia Quinn) - Os Bridgertons Livro #06

segunda-feira, 2 de novembro de 2015



Título: O Conde Enfeitiçado
Autor: Julia Quinn
Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 8580414407
Ano: 2015
Páginas: 304
Tradutor: Claudia Guimarães



Sinopse: Toda vida tem um divisor de águas, um momento súbito, empolgante e extraordinário que muda a pessoa para sempre. Para Michael Stirling, esse instante ocorreu na primeira vez em que pôs os olhos em Francesca Bridgerton. Depois de anos colecionando conquistas amorosas sem nunca entregar seu coração, o libertino mais famoso de Londres enfim se apaixonou. Infelizmente, conheceu a mulher de seus sonhos no jantar de ensaio do casamento dela. Em 36 horas, Francesca se tornaria esposa do primo dele.Mas isso foi no passado. Quatro anos depois, Francesca está livre, embora só pense em Michael como amigo e confidente. E ele não ousa falar com ela sobre seus sentimentos – a culpa por amar a viúva de John, praticamente um irmão para ele, não permite.Em um encontro inesperado, porém, Francesca começa a ver Michael de outro modo. Quando ela cai nos braços dele, a paixão e o desejo provam ser mais fortes do que a culpa. Agora o ex-devasso precisa convencê-la de que nenhum homem além dele a fará mais feliz.No sexto livro da série Os Bridgertons, Julia Quinn mostra, em sua já consagrada escrita cheia de delicadezas, que a vida sempre nos reserva um final feliz. Basta que estejamos atentos para enxergá-lo.


                      O Conde Enfeitiçado é o sexto volume da série Os Bridgertons escrita pela Julia Quinn. Eu adoro essa série e achei que esse livro de longe é o que tem a história mais diferente entre eles.

                       Francesca foi casada com o conde John Stirling durante dois anos, eles eram felizes e apaixonados até que John morre de maneira misteriosa após ter uma dor de cabeça. Michael Stirling é a terceira ponta nisso que durante dois anos foi um triângulo, John era seu primo, mas ambos eram mais próximos que irmãos. Porém quando Michael colocou os olhos em Francesca ele se apaixonou e viveu durante o casamento do primo os piores dias de sua vida, vendo a mulher que amava ao lado de seu melhor amigo. Com a morte de John, Michael herda o título de Conde e todas as propriedades, porém assolado pela culpa foge da Inglaterra e passa quatro anos na Índia. Francesca se fecha em seu luto, abandonada não apenas pelo marido, ela perde o filho que estava esperando dele e seu único amigo que poderia entender o que se passava com ela, Michael a abandona. Quatro anos depois ela deseja um filho e para realizar esse desejo ela tem de arranjar um marido, quando Michael volta da Índia eles se tornam próximos novamente, mas será que ele abrirá mão do medo e da culpa para tornar Francesca finalmente sua?

                        Como já deixei claro O Conde Enfeitiçado realmente é a história mais diferente da série até o momento, em todos os livros o casal se encontra, convive e acaba sentindo uma atração que com o tempo vira amor. Com Francesca e Michael é diferente, ela não o amava, nem sentia nenhum tipo de atração por ele, já o rapaz amou Francesca desde o primeiro momento. Ele passou seis anos perdidamente apaixonado por ela e ela nem ao menos percebia isso. Até que depois de anos incrivelmente as coisas mudam e ela sente algo confuso por ele e claro Michael parte para cima, sem não antes relutar e muito pois não é fácil se livrar da culpa que o assola por ter desejado a mulher do primo quando ele ainda era vivo e ter herdado sua posição depois de morto. Ora, John era como um irmão para Michael e ficar com Francesca para ele era como trair a memória do primo que era quase como um irmão para ele.

                          A trama não tem lá grandes reviravoltas, mas toda a história é encantadora, pois podemos ver o quanto Michael se sente culpado e briga contra o sentimento que tem e como Francesca parece começar a enxergá-lo de forma diferente depois de anos, antes era seu melhor amigo e logo depois ele parece passar a ser mais do que isso. 

                               A capa é linda, eu adorei as cores escolhidas, de muito bom gosto. A diagramação está  ótima e contribui muito para uma leitura rápida e fluida. Enfim, não tem como não recomendar Julia Quinn.

| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D