Resenha: Sempre Você (Laurelin Page) - Fixed - Livro #03

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016



Título: Sempre Você
Autor: Laurelin Page
Edição: 1
Editora: Rocco Fábrica231
ISBN: 9788568432235
Ano: 2015
Páginas: 480
Tradutor: Júlio de Andrade Filho




Sinopse: Quando duas pessoas aparentemente muito diferentes se encontram e descobrem que a afinidade, pessoal e sexual, é a mais perfeita possível, o que pode então abalar a relação? Conviver com os fantasmas do passado e expor segredos destrutivos são alguns dos desafios que Alayna Whiters e o bilionário Hudson Pierce encaram em Sempre você, o terceiro e decisivo livro da trilogia Fixed, lançamento da coleção Violeta, do selo Fábrica231. Embora o sexo seja incrível, os dois sabem que o relacionamento está longe de ser pautado pela confiança e transparência, principalmente depois que Hudson confessa que manipular e dominar todos a sua volta sempre foi o seu passatempo preferido. Será que o casal mais quente da literatura terá habilidade para perdoar e dar uma nova e definitiva chance ao amor? 


                   Sempre Você é o terceiro livro da trilogia Fixed, escrito pela Laurelin Page e publicado no Brasil pela Fábrica 231.Esse foi o livro que eu gostei um pouco menos dos três, mas mesmo assim não deixa de ser um bom desfecho para a trilogia.

                    Alayna e Hudson voltaram a ficar juntos mesmo após a tentativa de Célia de separá-los, agora a ex de Hudson está seguindo Alayna e se fazendo presente como uma sombra. Ameaçando o relacionamento de ambos. Além disso segredos guardados por ambos, como o relacionamento de Alayna e David e um mistério que envolve Hudson e seu passado estão cada vez mais complicados para ambos suportarem.

                      Meu principal problema com esse livro é que se antes Alayna era divertida por ser maluca, a maluquice dela se torna extremamente maçante nesse livro. Além de se tornar uma mocinha meio chata. Ela realmente se torna meio burra e obsessiva com Hudson e isso me irritou um pouco. 

                        A trama em si é bem surpreendente, principalmente quando Alayna descobre o grande segredo que Hudson guarda. Confesso que nunca teria me passado pela cabeça que ele pudesse ter feito isso, até por que nos outros livros nós não temos nenhum indício disso, pois focamos em outros pontos da trama. 

                         Continuo gostando muito dos personagens secundários e principalmente continuo amando Hudson, principalmente por que ele passou e aguentou muita coisa vinda tanto da família quanto da própria Alayna que nesse livro como já falei é uma barra bem difícil de suportar. Para quem gosta o casal segue resolvendo seus problemas com sexo, o que secretamente todos adoramos por que putaria acaba nunca sendo demais, nem adianta negar.

                           Eu adoro essas capas, apesar de seguir com problemas de ler esses livros em público. Convenhamos é bem complicado ler um livro cuja capa é uma mulher de lingerie da rua, as pessoas ficam encarando. A diagramação está incrível. Enfim, só quero dizer mesmo que eu recomendo demais essa trilogia, apesar das minhas ressalvas quanto a esse último livro.



| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D