Resenha: Quarto (Emma Donoghue)

segunda-feira, 11 de abril de 2016



Título: Quarto
Autor:Emma Donoghue
Edição: 1
Editora: Verus
ISBN: 9788576861317
Ano: 2011
Páginas: 350
Tradutor: Vera Ribeiro



Sinopse:Para Jack, um esperto menino de 5 anos, o quarto é o único mundo que conhece. É onde ele nasceu e cresceu, e onde vive com sua mãe, enquanto eles aprendem, leem, comem, dormem e brincam. À noite, sua mãe o fecha em segurança no guarda-roupa, onde ele deve estar dormindo quando o velho Nick vem visitá-la.O quarto é a casa de Jack, mas, para sua mãe, é a prisão onde o velho Nick a mantém há sete anos. Com determinação, criatividade e um imenso amor maternal, a mãe criou ali uma vida para Jack. Mas ela sabe que isso não é suficiente, para nenhum dos dois. Então, ela elabora um ousado plano de fuga, que conta com a bravura de seu filho e com uma boa dose de sorte. O que ela não percebe, porém, é como está despreparada para fazer o plano funcionar.



Vou começar essa resenha dizendo, sem medo de arrependimento, que esse foi um dos melhores livros que li na vida. O livro Quarto da autora Emma Donoghue é maravilhoso e viciante! Que livro lindo, que lição de vida!

O livro é contado na versão de Jack, uma criança de 5 anos que vive com a sua Mãe no “quarto”.  Ele é filho do sequestrador de sua Mãe que foi levada para esse lugar quando tinha apenas 19 anos. O quarto é tudo o que ele conhece, aquilo é seu mundo, a partir do momento que a história começa a ser narrada por Jack eu comecei a me sentir fascinada com a forma de como a autora conseguiu transformar uma situação perturbadora em uma situação fascinante para o leitor. Você se apaixona pelo Jack no primeiro momento com ele, fica achando inacreditável a imaginação de uma criança em uma situação tão complexa como aquela. A inocência do Jack faz com que, apesar dos pesares, a história seja um pouco menos “pesada” em alguns momentos, contudo em outros deixa o leitor simplesmente perplexo.

É incrível a forma de como o Jack ama o “quarto”, na verdade é super compreensível, considerando que o mundo para ele se resume naquelas quatro paredes. Mais incrível ainda, é ver a força da Mãe para lidar com aquela situação, o amor que ela sente pelo Jack é comovente e ultrapassa todas as barreiras, em momento nenhum é suscitada no livro a possibilidade de uma rejeição da parte dela com o Jack por conta de ele ser fruto de um estupro. Na verdade ela transforma o filho na sua tábua de salvação literalmente. O amor e devoção de um com o outro nesse livro é lindoooo demais #apaixonei 


O plano deles pra escapar do cativeiro é super mirabolante, mas acaba dando certo, mas o que mais me prendeu foi a forma de como a Mãe teve que “desmentir” para o Jack que o mundo era maior do que aquelas simples quatro paredes e dizer que tudo o que ele via na televisão era de verdade. Aquilo foi um choque tão grande pro Jack e ainda o fato dele ser o personagem principal da fuga deixou a situação mais angustiante. Essas cenas do livro são simplesmente de tirar o fôlego.

Na verdade o livro todo é de tirar o fôlego, a escrita é fantástica e a autora não deixa furos, é um livro PERFEITO!

Meu povo, quem não leu, corra pra ler, porque eu li esse livro em 1 dia e meio, simplesmente não conseguia parar, me consumiu mesmo e fiquei em estado de êxtase quando terminei. 

Quero deixar registrado que eu irei amar esse livro para todo o sempre e recomendá-lo-ei para todos!

Resenha por: Jamille Moura

| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D