Resenha: Volta para Mim (Mila Gray)

sábado, 23 de abril de 2016



Título: Volta Para Mim
Autor: Mila Gray
Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580414875
Ano: 2016
Páginas: 272
Tradutor: Carolina Alfaro



Sinopse:Kit Ryan está de volta à sua amada Califórnia, de folga do serviço militar. Conquistador inveterado, ele só quer aproveitar as quatro semanas livres antes de retornar ao trabalho, mas se vê atraído pela irmã de Riley, seu melhor amigo. Há tempos Jessa Kingsley chama sua atenção, porém a família superprotetora dela sempre foi um obstáculo.Desta vez, contudo, Kit desiste de lutar contra os próprios sentimentos e logo Jessa se rende ao seu charme. O que começa apenas como um romance de verão rapidamente se torna um relacionamento apaixonado.Quando chega a hora de Kit voltar ao serviço com Riley, nem ele nem Jessa estão prontos para se despedir. Ela enfim está seguindo os seus sonhos e ele descobriu alguém por quem sacrificaria tudo. Jessa promete esperá-lo e Kit garante que voltará para ela. Não importa o que aconteça.Mas então uma visita inesperada traz uma notícia trágica: uma das pessoas que ela mais ama morreu em serviço. Quem terá sido? Seu irmão ou seu namorado?Em Volta Para Mim, Mila Gray constrói uma história de tirar o fôlego sobre amor, amizade e família, conduzindo o leitor por uma jornada de superação e autodescoberta.



Volta Para Mim é um romance da autora Mila Gray, mais uma que eu confesso nunca ter lido nada e minha primeira experiência com a escrita dela foi bem gratificante. O livro é publicação da editora Arqueiro.

Jessa é apaixonada por Kit desde os seus quatorze anos, o rapaz é melhor amigo de seu irmão Riley e desde pequenos eles convivem juntos apesar da rixa entre os pais de Jessa e Riley e Kit. Há uma história que envolve os homens que é misteriosa e por isso o pai da garota não gosta nada de Kit. Quando Kit e Riley voltam de mais uma missão como fuzileiros navais, Jessa percebe que Kit está tratando ela de modo diferente e logo percebe a atração inegável que existe entre eles. Com um mês de folga Kit fará de tudo para que Jessa seja sua.

A narrativa dessa autora é bem fluída, consegui ler esse livro com pouco mais de um dia e ele me remeteu há muitos outros livros com a mesma temática de romances que acontecem em meio as guerras que estão sendo travadas no Oriente Médio. Eu, particularmente, gosto bastante desse tipo de narrativa, apesar de ser algo mais próximo de tantos jovens americanos que brasileiros, a guerra é uma constante ameaça mundial e as relações de medo e amor que se desenvolvem ao redor dela são muito interessantes e se repetem ao longo da história da humanidade.

Jessa é uma garota que teve de conviver com os transtornos que a guerra trouxe para dentro de sua casa desde cedo. Seu pai é um homem marcado pelos horrores e tem um comportamento violento que aterroriza não só a ela, mas ao irmão e principalmente a mãe. Ela tem uma máscara que usa sempre que está em casa, tentando ser o mais invisível possível para não acarretar nenhum ataque de fúria em seu pai, que não é violento fisicamente, mas que é mestre na violência verbal e psíquica.

Kit por sua vez também tem as marcas da guerra em sua casa, o pai passou anos bebendo até cair após a morte de sua mãe e agora é capelão. Pensando então em seguir na carreira da família ele se alista assim que completa dezoito anos e então parte para missões no Oriente Médio. Ao retornar de uma dessas missões ele repara que Jessa, a irmã de seu melhor amigo e companheiro de armas, está crescida e que é uma garota encantadora e é aí que ele não consegue mais tirá-la da cabeça. Ao retornar para o Sudão ele passa nove meses pensando em como irá conquistá-la e como irá tirar Jessa da casca em que ela se esconde. 

As cenas entre eles são realmente muito fofas e românticas, Kit é o namorado que a maioria das adolescentes e talvez até as mais velhas gostariam de ter. Ele é romântico e respeita o tempo de Jessa, cozinha e faz gestos que mudam a vida da garota pouco a pouco. Porém como nem tudo são flores, a guerra e a morte finalmente alcança esse casal.

A capa desse livro parece pôster de filme, não sei ainda se eu gosto apesar dela ser azul. A diagramação está ok, sem muitos detalhes. Enfim, boa experiência e um ótimo romance.


| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D