Resenha: Cicatrizes (Eva Zooks)

quarta-feira, 15 de junho de 2016



Título: Cicatrizes
Autor: Eva Zooks
Edição: 3
Editora: Ler Editorial
ISBN: 9788568925232
Ano: 2016
Páginas: 248



Sinopse:Perdida em um mar de ilusões, envolta em solidão e agarrando-se a pequenas esperanças, ela vai lutar pelo amor.Será que tudo é valido por amor?Até quando o limite entre o amor e a dor é saudável?Cassie terá que encontrar essas respostas para ultrapassar seus próprios limites, vencer as barreiras que impôs a si mesma e aceitar o amor, entregando-se sem reservas.Na luta contra o mar bravio e revolto em que se transformou sua vida, Cassie caminha em direção ao farol que Hawke representa. Um homem bem sucedido, que vê sua vida virada às avessas com a entrada desse furacão chamado Cassie.Uma batalha será travada! De um lado, o amor quase obsessivo de Cassie, de outro, a força centrada e resoluta de Hawke.Princípios serão quebrados, lágrimas derramadas, corações dilacerados. Tudo para que o amor prevaleça.



Cicatrizes é mais um lançamento nacional da Ler Editora, escrito pela Eva Zooks. Nunca tinha tido nenhuma experiência com a escrita dessa autora, gostei, mas tenho algumas ressalvas relativo a esse livro.

Cassie é uma mulher que não se envolve emocionalmente, ela tem uma companhia para cada dia da semana e que possui o desejo de ser dominada. Até que através de um grupo ela conhece Howkie, um dom que desperta nela um desejo até então não sentido.Eles se gostam instantaneamente e iniciam uma relação explosiva. Porém, Howkie quer dar a Cassie mais duas irmãs de coleira, ou seja, ele quer ter a possibilidade de encoleirar mais submissas se tiver vontade ou se sentir atraído por outra mulher e Cassie não aceita isso, ela não aceita dividir.

A escrita da Eva é bem fluida e rápida, ela consegue nos passar o sentimento de desespero e desamparo que acomete Cassie de uma maneira bem singular e genuína e isso me agradou bastante, acho que quando o leitor consegue se conectar assim ao personagem é algo bem positivo.

Cassie é uma personagem bem intensa, ela sente muito, ela não consegue lidar bem com a intensidade do que sente por Howkie e isso a consome de várias maneiras, o que chega até a ser físico, ela sente dores no estômago e até mesmo chega ao extremo de se cortar para lidar com a dor emocional.

Chegamos então ao meu único problema com esse livro: Howkie. Acho que nunca me deparei com um personagem masculino que tivesse me dado tanto trabalho, ele é egoísta. O fato dele saber que Cassie não aceita dividir e seguir insistindo nisso me deixou bem chateada, o amor que ele proferia não condizia com suas ações. Se ele realmente a amasse nunca teria chegado ao ponto que as coisas chegaram quando ele apenas tinha que abrir mão de algo que era até então apenas uma possibilidade. O princípio do BDSM está no consentimento. no respeito e na confiança da relação e Howkie não pareceu respeitar as vontades de Cassie e nem merecer a confiança que ela depositou nele e isso foi o que mais me incomodou.

Bem, achei essa capa bem bonita. A diagramação está ótima, acho que a editora acertou nesse ponto. Enfim, é um livro bem rápido de se ler e com uma história até que boa além dessa ressalva.

| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D