Resenha: Paixão Libertadora (Sophie Jackson) - Desejo Proibido - Livro #02

sexta-feira, 3 de junho de 2016



Título: Paixão Libertadora
Autor: Sophie Jackson
Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580415421
Ano: 2016
Páginas: 352
Tradutor: Thalita Uba



Sinopse:Max OHare já passou por muitos momentos difíceis na vida. Depois de perder um grande amor e ter que se internar numa clínica para se livrar das drogas, ele decide que é hora de trocar Nova York por uma cidade do interior, na tentativa de se reerguer ao lado da família.É lá que ele conhece a deslumbrante Grace Brooks. Amante da arte e da fotografia, ela parece a mulher perfeita. Mas o que Max não sabe é que ela guarda a sete chaves a verdade sobre o próprio passado. Atraídos um pelo outro, mas com medo das consequências que um relacionamento sério pode trazer a suas vidas já complicadas, eles fazem um pacto para que a relação seja apenas sexual, sem sentimentos envolvidos. Até que as coisas começam a mudar entre os dois...Presos a grandes medos e a segredos profundos, Max e Grace precisam aprender a confiar de novo e se entregar um ao outro não apenas de corpo, mas também de alma.

           Paixão Libertadora é o segundo volume da trilogia Desejo Proibido da Sophie Jackson. A publicação brasileira ficou por conta da Editora Arqueiro.

               Max é o amigo problemático de Carter. Desde sempre ele se envolveu com drogas e bebida até que chegou ao ponto de ser mandado para a Rehab. Após passar meses internado em uma clínica lidando não só com o vício, mas com as tragédias de sua vida ele decide passar uma temporada com a família fora de Nova York e dos lugares que podem ser um gatilho para que ele volte a usar cocaína. Lá ele conhece Grace, uma mulher deslumbrante que não dá bola a nenhum homem que a cerca. Ali eles se tornam amigos, Max descobre que Grace é fotógrafa e que também tem suas cicatrizes emocionais, por isso eles não podem manter um relacionamento sério, apesar de se sentirem atraídos. Quando Grace propõe que eles sejam pareiros sexuais sem envolvimentos emocionais Max logo resolve entrar nessa de cabeça, o único problema é que a cada dia que passa eles se envolvem mais.

            Confesso que não gostava nenhum pouco de Max no livro anterior, achava que ele era um babaca sim e até mais da metade desse livro eu seguia com a mesma impressão. Não conseguia me conectar ao personagem, achava ele dramático demais, grosseiro demais, tudo demais. Depois de algum tempo e depois dele começar a se relacionar com Grace fui vendo um outro lado de Max que a autora escondeu um pouco, um cara brincalhão, que tem uma família e que errou muito e pagou seus pecados com sangue.

              Max tem muitas dívidas a serem pagas, não financeiras, mas emocionais e ele leva isso em consideração a todo momento. Seus amigos e a família são a principal razão para que ele se preocupe em não voltar a cheirar cocaína e terminar de destruir sua vida, talvez seja isso que tenha me feito mudar de ideia em relação a ele, Max é grato.

                Grace, por sua vez, teve uma vida em que foi humilhada e agredida pelo homem que amava, ela tem um trauma e homens a deixam extremamente nervosa. Até que ela encontra em Max uma chance de recomeçar, de voltar a confiar e se apaixonar novamente.

            A maioria das cenas dos dois são ao mesmo tempo fofas e sensuais. Max por muitas vezes trata Grace mal e isso me deixou muito frustrada com o personagem, na maioria dessas cenas eu só queria que Grace arrumasse outro cara e vivesse feliz longe de Max. Ninguém e absolutamente ninguém merece passar pelo que essa personagem passou e depois ser mal tratada por outro cara, aliás ninguém merece ficar presa em um relacionamento com um cara que te trata mal. Apenas depois que ele se redimiu que eu comecei a torcer efetivamente pelos dois e mesmo assim com ressalvas.

             Apesar de tudo, esse livro consegue passar a ideia de redenção e que por mais que você tenha errado e sofrido no passado você poderá sim encontrar o caminho da utópica felicidade.

             O legal é que quem estava com saudades de Carter e sua Pêssegos vai poder ver um pouquinho mais da vida deles após o fim de Desejo Proibido. A capa desse livro é bem no estilo do anterior. A diagramação está ok.




| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D