Resenha: The Darkest Corners (Kara Thomas) #ThrillerThursday

quinta-feira, 21 de julho de 2016


The Darkest Corners by Kara Thomas
Published by Delacorte Press
336 Pages 
Young Adult
ISBN 9780553521450

The Darkest Corners is a psychological thriller about the lies little girls tell, and the deadly truths those lies become. There are ghosts around every corner in Fayette, Pennsylvania. Tessa left when she was nine and has been trying ever since not to think about it after what happened there that last summer. Memories of things so dark will burn themselves into your mind if you let them. Callie never left. She moved to another house, so she doesn’t have to walk those same halls, but then Callie always was the stronger one. She can handle staring into the faces of her demons—and if she parties hard enough, maybe one day they’ll disappear for good. Tessa and Callie have never talked about what they saw that night. After the trial, Callie drifted and Tessa moved, and childhood friends just have a way of losing touch. But ever since she left, Tessa has had questions. Things have never quite added up. And now she has to go back to Fayette—to Wyatt Stokes, sitting on death row; to Lori Cawley, Callie’s dead cousin; and to the one other person who may be hiding the truth.Only the closer Tessa gets to the truth, the closer she gets to a killer—and this time, it won’t be so easy to run away.


Sinopse: (Tradução livre feita por mim)
The Darkest Corners é um thriller psicológico sobre as mentiras que as garotas contam e o quão mortais essas mentiras se tornam. Existem fantasmas em cada esquina de Fayette, Pennsylvania. Tessa foi embora quando tinha nove anos e tem tentado, desde então, não pensar no que aconteceu naquele verão. Memórias de coisas sombrias vão queimar sua mente, se você deixar. Callie nunca saiu de lá. Ela se mudou para outra casa, então ela não tem que andar pelos mesmos cômodos, mas Callie sempre foi a mais forte. Ela pode encarar seus demônios - e se ela se chapar o suficiente, talvez um dia eles irão desaparecer para sempre. Tessa e Callie nunca falaram sobre o que elas viram naquela noite. Depois do julgamento, Callie se fechou e Tessa se mudou, e as amigas de infância simplesmente perderam o contato. Mas desde que foi embora, Tessa tem perguntas. Algumas coisas realmente nunca vieram à tona. E agora ela tem que voltar à Fayette - para Wyatt Stokes, sentado no corredor da morte, para Lori Cawley, a prima morta de Callie; e para outra pessoa que pode estar escondendo a verdade. Quanto mais perto Tessa chega da verdade, mais perto ela chega do assassino - e dessa vez, não vai ser tão fácil escapar. 


The Darkest Corners foi a minha primeira experiência com Kara Thomas, talvez por ela ainda não ter sido publicada aqui no Brasil. Kara é autora de thrillers e suspenses voltados para o público jovem-adulto (YA). A autora também publicou alguns livros sob o pseudônimo de Kara Taylor, a série Prep School Confidential. Agora traz este novo livro com a mesma temática, porém de uma forma um pouco mais pesada e bem trabalhada, pelo que pesquisei sobre a série anterior, era bem mais adolescente e previsível, digamos até um pouco boba. 

Quando Tessa e Callie eram crianças, as garotas presenciaram um assassinato, mas não foi um assassinato qualquer, foi a morte de Lori, prima de Callie. Houve um julgamento e um homem foi preso pelo assassinato de Lori e de outras garotas que foram mortas nas mesmas circunstâncias. Depois de testemunhar contra Wyatt, e tendo acabado o julgamento, Tessa se mudou para a Flórida para tentar esquecer o que houve e de certa forma, recomeçar. Porém Callie nunca deixou Fayette, Pensilvânia. 

Dez anos depois, Callie ainda não superou os acontecimentos daquela noite e está se afogando em bebida, festas e garotos para tentar sufocar sua dor e as memórias. Desde aquela noite, Tessa e Callie, que eram melhores amigas, nunca mais conversaram e restam muitos assuntos inacabados entre as duas. Tessa agora precisa voltar à Fayette para resolver alguns assuntos familiares e está disposta a conversar com Callie e esclarecer de uma vez por todas o que aconteceu na noite da morte de Lori.

Algo acontece, outra garota morre da mesma forma e agora Tessa acha que talvez possa ter ajudado a colocar o homem errado na cadeia. É possível que o verdadeiro assassino ainda esteja solto. Tessa precisa revisitar o passado, enfrentar seus fantasmas e algumas mentiras sobre aquela noite virão à tona.

Bom, apesar de este livro ser cheio de reviravoltas, não vou falar mais nada do enredo porque mesmo não influenciando no suspense, qualquer coisa a mais dita pode tirar a surpresa do leitor. The Darkest Corners é um YA um pouco mais pesado do que um YA comum, mas não chega a ser adulto. O livro tem uma carga emocional muito pesada e é cheio de dramas familiares e a própria amizade entre as garotas é um drama muito forte. 

Eu não diria que este livro é assustador, tem algumas partes um pouco pesadas, mas nada que tenha me tirado o sono à noite. Afinal é um young-adult. O que eu posso dizer é que os personagens são muito bem construídos e você tem a sensação de que está lendo a história contada realmente por uma garota chamada Tessa. A narrativa é intensa e comovente, um pouco lenta, mas não a ponto de ser chata. O suspense é construído de uma forma incrível mas em algum ponto a autora muda o foco da sua narrativa para o relacionamento problemático entre as garotas e por isso, penso eu, a leitura se tornou um pouco arrastada. Não foi um livro que eu li muito rápido. 

Tessa passou por muita coisa apesar de sua pouca idade, ela tem vários problemas que precisa resolver e a maneira como Kara construiu a personalidade de Tessa, torna-a muito real, quase consigo me colocar no lugar dela e imaginar o que faria se estivesse em sua situação. Ela sabe que é cheia de falhas. Gostei da maneira como ela lidou com as coisas, procurou saber a verdade e como ela se sentiu mal ao perceber o que ela e sua amiga fizeram a uma pessoa que não merecia. 

Lendo este livro eu lembrei de um documentário/série que vi na Netflix chamado Making a murderer, que trata sobre esta questão de alguém ir preso e ser condenado injustamente. Recomendo The Darkest Corners para quem curte thrillers psicológicos, seriados tipo CSI, Law and Order, etc. 

É um pouco complicado falar sobre o nível de inglês do livro pois isso é uma coisa muito relativa. O que pode ser fácil para mim pode ser difícil para você e vice-versa. Eu achei a leitura tranquila, a maioria das palavras que não conhecia nem foi necessário recorrer ao dicionário pois o contexto esclareceu. A capa é linda, mas por minha edição ser um paperback não tem orelhas e acaba tornando a edição bem frágil. A fonte é grande e bem espaçada, dá a impressão de que o livro é enorme, mas nem é tanto assim. Eu acho esse livro a cara da Editora Intrínseca, aqui no Brasil, por ele se assemelhar (um pouco) com o estilo de Gillian Flynn. Se você leu os livros da Gillian, talvez goste deste livro. Apenas tenha em mente de que é um young-adult. 


  • Este exemplar foi cedido pela Penguin Random House para leitura e avaliação sincera. Esta resenha faz parte da campanha #ThrillerThursday

| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D