Resenha: Raio de Sol (Kim Holden)

segunda-feira, 18 de julho de 2016



Título: Raio de Sol
Autor: Kim Holden
Edição: 1
Editora: Planeta
ISBN: 9788542207453
Ano: 2016
Páginas: 448


Sinopse: Segredos.Todo mundo tem um.
Alguns são maiores que os outros.
Alguns, quando revelados,
Podem curar você...
E outros podem acabar com você.
Faça épico, costuma dizer Kate Sedgwick quando quer estimular alguém a dar o melhor de si. Nascida numa família-problema, com direito a mortes e abandono, a garota de dezenove anos sempre buscou fazer a diferença. Em vez de passar os dias lamentando os infortúnios da vida, como tantos fariam em seu lugar, sempre vê as coisas pelo lado positivo não é por outro motivo que Gus, seu melhor amigo, a chama de Raio de Sol.E é por isso que, quando passa na faculdade e se muda da ensolarada San Diego, na Califórnia, para a fria cidade de Grant, em Minnesota, ela leva consigo apenas boas lembranças e perspectivas. O que ela não espera é que será surpreendida pelo amor único aspecto da vida em relação ao qual nunca quis ser otimista ao conhecer Keller Banks, um rapaz que parece corresponder aos seus sentimentos. Acontece que tanto ele quanto ela têm um segredo. E segredos, às vezes, podem mudar tudo.





Eu e meus problemas em ler sinopses, para quem não sabe eu não leio sinopses e geralmente me arrisco por indicações ou para ler autores novos e esse foi o caso de Raio de Sol, não conhecia o trabalho da Kim Holden e quando a Planeta lançou me perguntei "Por que não?" e aí caí nessa enorme cilada da vida chamada Raio de Sol.

Kate é uma garota da Califórnia que se muda para Minnesota para fazer faculdade, ela é toda cheia de felicidade e sempre vê o lado bom das coisas. Seu melhor amigo Gus, que a chama de Raio de Sol, está fechando um contrato com uma grande gravadora e agora será uma grande estrela do Rock.  O que ela não esperava dessa nova cidade era encontrar Keller Banks, um cara cheio de mistério e que esconde um segredo, assim como ela.

A escrita da autora é bem fluida, quando você menos pisca já está na página cem do livro, há uma mescla de drama e romance que eu sempre gosto nos livros e isso foi algo que me prendeu durante quase toda a narrativa. O que me fez não gostar desse livro foi o fato da autora ter dado um final triste, não consigo entender e aceitar, acho que para construir um final triste o livro tem que vir fazendo isso desde o início e esse livro não fez isso.

Eu amo as cenas entre Kate e todos os personagens dos livros, ela é uma personagem maravilhosa e rapidamente você vai se afeiçoar a ela. Ela é engraçada e tenta ver e trazer o melhor de seus amigos para fora. A presença de um amigo gay que sofre homofobia também é um ponto importante.

Keller é outro personagem impressionante, ele é jovem e já carrega responsabilidades que muitos jovens americanos não carregam. Ao contrário do que a autora fala, para mim se ela tentou fazer um triângulo amoroso entre Keller, Kate e Gus ela pode voltar duas casas por que fica claro o livro inteiro que a Kate gosta do Keller e só ama o Gus como amigo.

Eu amo essa capa, acho ela bem inspiradora. A diagramação está ótima. Não sei se recomendo esse livro, talvez se você gostar de passar raiva e ficar com dor de cabeça e nariz escorrendo de tanto chorar.


| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D