Resenha: Doces Mentiras (Dani Collins) - Jéssica Minissérie #7

segunda-feira, 5 de setembro de 2016

Título: Doces Mentiras
Autora: Dani Collins
Editora: Harlequin
ISBN-13: 9788539821747
ISBN-10: 8539821745
Edição: 1
Ano: 2016
Páginas: 320

Sinopse: Para Manter Um Casamento  – Esposa cativada! Alessandro Ferrante se casou com a tímida herdeira Octavia por dever. E ficou surpreso ao descobrir que sua noiva de conveniência era muito sensual. Porém, quando o filho recém nascido é trocado na maternidade, esse frágil casamento entra em crise. Mesmo com o bebê a salvo em seus braços, a revelação de que a família Ferrante estava envolvida no incidente faz Octavia se afastar do marido. Mas ninguém vira as costas para Alessandro! E ele fará o que for preciso para garantir que sua esposa – e seu herdeiro – fiquem para sempre a seu lado!

Para Conquistar Uma Paixão – Um chefe… um bebê! Sorcha Kelly se apaixonou loucamente por seu chefe irresistível. Mas depois de descobrir que ele estava noivo, precisou se afastar para proteger seu coração. Contudo, o pedido de demissão abriu as portas para o desejo perigoso que ambos tentavam ignorar. Após um grave acidente, Cesar Montero não consegue se lembrar dos momentos ardentes que passou com Sorcha. E fica perplexo ao descobrir que essas horas de prazer tiveram uma adorável consequência.

Doces Mentiras é um livro da autora Dani Collins e faz parte da série Jessica Minissérie da Harlequin.

Nesse livro conhecemos duas histórias que se entrelaçam logo no começo de Para Manter Um Casamento, quando os bebês de Octavia e Sorcha são trocados. Seguindo seu instinto materno, Octavia percebe que o bebê que lhe entregam no berçário não é o seu, mas ninguém acredita nela, inclusive o seu marido, Alessandro. Mas quando Sorcha chega para alimentar seu bebê, ela também nota que o bebê que segura não é o dela, e é a partir daí que tudo se desenrola.

Mas vamos por partes, no primeiro livro temos Octavia e Alessandro que se casaram por conveniência. O começo do casamento deles é ótimo, mas depois que Octavia engravida tudo muda. Ela tem uma gravidez delicada e Alessandro recebe ameaças contra ela em Nápoles. Octavia passou os meses de gravidez em Londres sob os cuidados de Primo, o primo de seu marido, que ainda se ressentia por ela ter se casado com Alessandro e não com ele, e ao invés de cuidar dela, a enchia de dúvidas sobre seu marido. Com a troca dos bebês Alessandro descobre que quem fez a troca foi Primo, e que também ele era quem o mandava as ameaças anônimas.

Durante o livro, Alessandro tem a tareca de reconquistar a confiança de sua esposa e mantê-la em Nápoles junto com seu filho. Eu me senti mal por Octavia, que depois de passar por tanta coisa, ainda tem que enfrentar parentes de Alessandro de nariz torcido para ela por causa do que aconteceu com Primo, e um marido que não acredita em amor.

Alessandro é um homem fechado que não quer amar, ele não deseja as fraquezas que o amor traz, mas quando você está lendo vê que ele é muito mais do uma casca dura, e apenas Octavia e Lorenzo podem quebrar a resistência dele. Eu me apaixonei pelos personagens, foi uma leitura que me prendeu rápido e me fez ansiar pelo seu desfecho.

Partindo para a segunda história, em Para Conquistar Uma Paixão conhecemos mais da história de Sorcha e Cesar. Ao entrar em trabalho de parto prematuro, ela jamais imaginou que estaria em uma história de troca de bebês. Mas ao conhece Octavia no meio da confusão ela ganha uma amiga.

Para ter certeza de que os bebês realmente foram trocados, o hospital faz um teste de tipagem sanguínea, e entram em contato com o pai de Enrique, Cesar, que desconhecia totalmente o fato de que tinha um filho com sua antiga assistente. Cesar não se lembra que teve uma noite com Sorcha graças a um acidente que apagou tudo o que ocorreu naquela semana, sua conversa com Sorcha, o motivo dela querer se demitir, todo o ato sexual e o real conteúdo da sua conversa com Diega, que agora é sua noiva.

Quando Cesar sofreu o acidente e Sorcha foi ao hospital tentar vê-lo, ela é impedida por Diega, que se aproveitou da amnésia dele e disse a ela que na verdade Cesar confessou sobre sua noite com Sorcha, e falou que foi apenas uma despedida da sua vida de solteiro, a pedindo em casamento em seguida. Isso faz com que Sorcha vá embora e passe sua gravidez em Londres, mas seus planos era que seu filho nascesse na Irlanda e que tivesse o apoio de sua mãe e irmãos.

Ao ficar grávida de Cesar, ela acha que cometeu o mesmo erro que a mãe, que se apaixonou por um homem comprometido, teve filhos com ele e depois foi abandonada, sofrendo ainda mais rejeição das pessoas de sua pequena cidade quando ele morreu e as deixou sem nada. Mas o nascimento prematuro de Enrique muda os planos e deixa Cesar ciente da existência de um filho pouco antes de seu casamento com Diega, que ele acaba cancelando. Claro que com sua memória apagada, ele chega a duvidar da paternidade, o que me fez querer dar uns bons tapas nele enquanto falava. A solução para Cesar será se casar com Sorcha, coisa que ela não quer aceitar de primeira, mas acaba cedendo.

Aqui teve um casal completamente diferente do primeiro. Cesar não fora criado rodeado amor, ao contrário de Sorcha que apesar de todo o caos que o pai causou na vida da sua família, sempre teve sua mãe e seus irmãos ao seu lado. Sendo assim, para Cesar o amor não é algo possível, mas não significa que não possa surgir em sua vida. E ainda temos algumas coisas sendo reveladas ao longo do caminho, o que torna tudo ainda melhor.

Dani Collins é ótima, o livro é muito bem escrito e me senti conectada facilmente com os personagens e suas histórias. Recomendo esses livros para quem busca romance com casais complicados descobrindo o amor e bebês fofinhos.

| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D