Resenha: O Menino no Alto da Montanha (John Boyne)

quarta-feira, 28 de setembro de 2016



Título: O Menino no Alto da Montanha
Autor: John Boyne
Edição: 
Editora: Seguinte
ISBN: 9788555340123
Ano: 2016
Páginas: 225



Sinopse: Quando Pierrot fica órfão, precisa ir embora de sua casa em Paris para começar uma nova vida com sua tia Beatrix, governanta de um casarão no topo das montanhas alemãs. Mas essa não é uma época qualquer: estamos em 1935, e a Segunda Guerra Mundial se aproxima. E esse não é um casarão qualquer, mas a casa de Adolf Hitler. Logo Pierrot se torna um dos protegidos do Führer e se junta à Juventude Hitlerista. O novo mundo que se abre ao garoto é cada vez mais perigoso, repleto de medo, segredos e traição. E pode ser que Pierrot nunca consiga escapar.




O Menino no Alto da Montanha é mais um livro de um dos escritores mais talentosos da atualidade: John Boyne. Publicado no Brasil pela editora Seguinte, esse livro veio para nos fazer refletir sobre até onde o poder pode corromper as pessoas.

Pierrot fica órfão aos sete anos de idade, ele morava com os pais em Paris, seu pai extremamente violento era alemão, lutou na Primeira Guerra Mundial e acabou se matando não antes de beber muito e bater muito na esposa, já a mãe de Pierrot acabou morrendo de tuberculose. Após esse incidente, o garoto vai morar com a vizinha e seu filho que eram judeus, porém com o tempo as coisas se tornam cada vez mais perigosas para os judeus na Europa, não entendendo muito bem o que aconteceu ele é enviado para um orfanato e em seguida para morar com a tia que era governanta em uma casa no alto da montanha. O patrão da tia de Pierrot era nada mais nada menos de Hitler, o garoto ficou cada vez mais obcecado com os ensinamentos do Alemão até ser tarde demais.

A narrativa de Boyne mais uma vez retrata um capítulo chocante da história da humanidade com maestria. Somos transportados para ver pelo ponto de vista de uma criança que não entende muito bem o que está acontecendo, o começo e o desenrolar dos fatos que levaram ao Holocausto, apesar de indiretamente pois tudo é muito sutil e essa é mais uma das características de Boyne ele trata o horror com muita sutileza.

Pierrot é um garotinho extremamente influenciável e logo se torna frio, arrogante e cruel, não apenas com a tia, mas com todos que moram no alto da montanha. Logo ele se torna responsável pela morte e tortura de várias pessoas, além de participar, ver e ouvir sobre as atrocidades cometidas por toda a Europa. A narrativa toda é centrada nesse personagem não temos grandes destaques para outros personagens.

A capa é bem sugestiva e lembra bastante a do livro O Menino do Pijama Listrado, acho que se possível leia os dois livros seguidos e veja dois lados dessa história de horror e morte. A diagramação está ótima. Enfim ótima pedida para quem está querendo ler algo forte e belo ao mesmo tempo.



| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D