Resenha: Seeker (Arwen Elys Dayton) - A Guerra dos Clãs - Livro #01

sexta-feira, 25 de novembro de 2016



Título: Seeker
Autor: Arwen Elys Dayton
Edição: 1
Editora: Fantástica Rocco
ISBN: 9788568263402
Ano: 2016
Páginas: 416



Sinopse: Primeiro da trilogia de mesmo nome, que marca a estreia da autora Arwen Elys Dayton na literatura young adult, Seeker – A guerra dos clãs é uma fantasia épica com toques de ficção científica perfeita para fãs de séries como Jogos Vorazes, Divergente e Jovens de Elite. A história gira em torno da jovem Quin Kincaid, treinada para se tornar uma Seeker e lutar ao lado de seus companheiros para proteger os injustiçados, levando luz para um mundo mergulhado na escuridão. Na noite de seu juramento, porém, quando está prestes a honrar seu legado e iniciar sua missão, Quin descobre que ser uma Seeker não é bem o que ela havia imaginado. E mesmo sua família e seu grande amor não são exatamente como ela acreditava. A jornada de Quin Kincaid em busca de sua verdadeira identidade vai começar. Uma saga memorável, protagonizada por uma heroína inesquecível.



Seeker é o primeiro volume de uma série de fantasia/distopia/ficção científica escrita pelo Arwen Elys Dayton e publicada pelo selo Fantástica Rocco da Editora Rocco. Bem, ainda não consegui classificar direito esse livro por que ele tem muitos elementos que uma hora você acredita estar lendo uma obra de fantasia e dez minutos depois parece ficção científica, o que me incomodou um pouco, mas nada que me fizesse achar o livro horrível.

Quin foi criada em uma fazenda com a família, o pai, a mãe, o tio e o primo, e John um garoto que seu pai aceitou treinar e por quem ela nutre uma paixão correspondida.  Ela treina para assumir o legado da família como uma Seeker e está prestes a fazer o juramento de manter a ordem, proteger e ser honrado. O legado dos Seeker remete há milhares de anos e até onde Quin sabe, sua família são os últimos da espécie. Na noite em que ela faz o juramento, ela descobre que nem tudo é o que parece e que os Seeker não são tão honrados assim, além de descobrir logo depois que o amor de sua vida também guarda segredos que podem vir a mudar tudo.

Eu primeiro tenho algumas ressalvas quanto a narrativa do livro, é uma narrativa dividida em três partes com vários narradores, além de Quin, John, o namorado dela, Shinobu, o primo e Maud que é uma espécie de guardiã são os personagens que contam essa história. Isso foi um ponto positivo, pois não há muitos pontos cegos na narrativa, porém por vezes esses narradores não tem informações suficientes sobre o próprio universo em que vivem, todos são muito jovens e só sabem o que é dito para eles.

John quer vingança pelo que foi feito para a sua família durante séculos, ele por vezes passa a imagem de ser cruel, mas no fundo eu creio que ele só precisa de alguém que entenda o que aconteceu com a família dele, o que ele viu e o porque dele estar fazendo isso. E a pessoa que ele quer que entenda é exatamente a única que não consegue, Quin.

Quin sinceramente é uma protagonista bem irritante, ela é chata. O tempo inteiro ela poderia compreender os motivos que levam John a querer aprender a ser um Seeker, mas ela tem medo de fazer mais coisas das quais vá se arrepender.

Outro ponto não positivo nesse livro é a relação completamente forçada entre Quin e Shinobu, no mínimo estranha e incoveniente, eu até gosto de Shinobu, acho ele um personagem interessante e que tem muito a dar para a história, mas a trama a qual ele foi envolvido ficou meio fora de lugar dentro do livro.

Essa capa é linda, adoro as cores e o fato do título ser metalizado dá um efeito incrível. A diagramação também está maravilhosa, letras e margens bem cuidadas. Enfim, vamos ver no que essa série vai dar.


| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D