Resenha: Quase Um Romance (Megan Maxwell)

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016




Título: Quase Um Romance
Autor: Megan Maxwell
Edição: 1
Editora: Suma de Letras
ISBN: 9788556510242
Ano: 2016
Páginas: 232



Sinopse: Desde a perda dos pais e o fim de um relacionamento complicado, Rebecca tem levado uma vida solitária. No entanto, quando esbarra em Pizza – uma cachorrinha abandonada que parece precisar tanto de afeto quanto ela –, a jovem pressente que sua vida está prestes a mudar. Paul Stone é campeão de Moto GP, e pai de Lorena, uma menina encantadora que ele cria sozinho. Administrar a carreira e a família não é um trabalho fácil, ainda mais quando as mulheres em seu redor parecem interessadas apenas no piloto famoso, e não no homem real. Quando os dois se esbarram – com uma ajudinha de Pizza e Lorena –, Paul tem certeza de que encontrou o que vinha procurando há muito tempo. Já Rebecca não está assim tão disposta a abrir espaço em sua vida para uma nova relação, mas como resistir à amizade, aos sorrisos e aos olhares de Paul?



Quase um Romance é mais um livro escrito pela Megan Maxwell e publicado pela Suma de Letras. Confesso que apenas um aspecto do livro que me deixou meio chateada, mas resolvi relevar pelas outras coisas que me deixaram bem feliz.

Rebecca é advogada e só tem olhos para o trabalho e para sua cadelinha Pizza, ela tem dois irmãos, um que é músico e vive viajando pelo continente europeu e uma irmã mais velha que mora em Chicago com marido e filha.  A relação com sua família é complicada, ela ama os irmãos, mas eles são um pouco distantes, depois da morte da mãe cada um foi viver sua vida e isso os afastou um pouco. Paul Stone é piloto de Moto GP, ele cria sua filha, Lorena, sozinho após a ex-esposa abandoná-los. Um dia eles se encontram por acaso e sentem uma atração muito forte um pelo outro, o que os leva a um relacionamento que tem tudo para dar certo, porém o perito os espreita sem que Rebecca e Paul saibam.

O que eu mais gosto nesse tipo de livro da Megan é que a narrativa dela é super descontraída. Claro que algumas coisas se perdem por conta da tradução, pois em espanhol as piadas tem um ritmo muito diferente do português, mas mesmo assim você consegue sentir o clima alto astral dos personagens.

Rebecca é acostumada a ser independente e quer resolver absolutamente todos os problemas sozinha, isso é uma característica que eu também possuo e acho que consegui me identificar bastante com ela por conta disso. Ela é bem cabeça dura e não aceita opinião de ninguém e por conta disso as vezes acho que pode ser mal interpretada.

Agora vamos ao que me deixou chateada no livro: Paul. Acho que ele por ser famoso e rico por vezes é mimado e acaba fazendo uma tempestade em copo d'água. Além de estar com outras mulheres durante o livro, o que me deixou puta, ele é muito orgulhoso e fala umas coisas bem feias para Rebecca.

Gosto muito dessa capa, as cores são alegres e bem divertidas que é o tom mesmo do livro. A diagramação está ok, não tenho nenhuma reclamação. Enfim, fãs de Megan Maxwell não vão se arrepender.

| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D