Resenha: A Sombra do Passado (Sylvain Reynard)

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016



Título: A Sombra do Passado
Autor: Sylvain Reynard
Edição:
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580416275
Ano: 2016
Páginas: 304
Tradutor: Santiago Nazarian


Sinopse: Nesta sequência de A transformação de Raven, Sylvain Reynard combina suspense e sensualidade em uma das cidades mais belas do mundo, levando o leitor para um universo de fantasia e romance habitado por criaturas centenárias e poderosas. A jovem e doce Raven Wood está em Florença trabalhando na restauração de O nascimento de Vênus, de Sandro Botticelli. Certa noite, ao tentar evitar que um sem-teto seja agredido, ela mesma fica em perigo, mas é salva a tempo pelo belo e poderoso William York. Depois desse encontro, eles se envolvem numa improvável e avassaladora paixão.O príncipe vampiro jura seu amor por Raven e promete se vingar de todos os que um dia a feriram. Contudo, ela prefere não ceder à violência e, para surpresa de William, busca nele algum traço de humanidade sob a aparente frieza – alguma bondade que lhe permita entregar-se a ele sem receios.Mas um perigo terrível pode pôr fim à felicidade do casal. Uma sombra se espalha por Florença, colocando em risco a paz que há séculos existe entre seres humanos e sobrenaturais. Enquanto tenta proteger Raven, o príncipe precisa descobrir quem o traiu e evitar uma guerra entre poderes há muito adormecidos.




A Sombra do Passado é o segundo livro da série Noites em Florença escrita pelo Sylvain Reynard e publicada no Brasil pela editora Arqueiro. Quem acompanha minhas resenhas aqui sabe que eu sou apaixonada pela escrita desse autor e dessa vez não poderia ser diferente.

Raven e William se reconciliam sob as luzes de Florença, ele então dá a ela a oportunidade de se vingar de quem lhe fez tanto mal no passado. Enquanto isso outras questões tem de ser resolvidas no Principado, os vampiros estão sendo vigiados pelo Consilium, há um traidor no meio deles e os caçadores ainda estão a espreita. 

Eu adoro a narrativa de Sylvain, o fato dele misturar Literatura Clássica, grandes escritores clássicos, pinturas e tudo sobre Renascença dentro das narrativas dele são fatores que me encantam e a professora de Literatura aqui tem algumas referências maravilhosas.

As cenas hots seguem no mesmo estilo,  mas nesse livro achei que ele carregou um pouco mais na quantidade desse estilo de cenas, se você parar para ver os livros do Sylvain tem sim uma certa sensualidade, mas esse não é o foco, nesse livro foi um pouco diferente.

Há muito mais ação nesse livro que nos livros passado, a narrativa flui de forma muito mais rápida e temos alguns esclarecimentos acerca do passado de William.

Eu amo essas capas, pretas com as letras em amarelo. A diagramação está maravilhosa, enfim uma boa pedida para os fãs desse autor.

| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D