Resenha: O Código Da Vinci (Dan Brown)

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017



Título: O Código Da Vinci
Autor: Dan Brown
Edição: 1
Editora: Arqueiro
ISBN: 9788580416251
Ano: 2016
Páginas: 312
Tradutor: Celina Cavalcante


Sinopse: Um assassinato dentro do Museu do Louvre traz à tona uma sinistra conspiração para revelar um segredo protegido por uma sociedade secreta desde os tempos de Jesus Cristo.Com a ajuda da criptógrafa Sophie Neveu, o professor de Simbologia Robert Langdon segue pistas ocultas nas obras de Leonardo Da Vinci e se debruça sobre alguns dos maiores mistérios da cultura ocidental – do sorriso da Mona Lisa ao significado do Santo Graal. Mesclando os ingredientes de um envolvente suspense com informações sobre obras de arte, documentos e rituais secretos, O Código Da Vinci consagrou Dan Brown como um dos autores mais brilhantes da atualidade e agora chega em nova versão, especialmente preparada para o público jovem, com fotos coloridas que enriquecem ainda mais o livro




Muitas pessoas já devem conhecer a história do famoso professor Robert Langdon no O Código da Vinci, seja pela leitura do livro, seja pelo filme. Pra quem ainda não teve a oportunidade de ler o livro, a editora arqueiro publicou uma nova edição, o best-seller mundial agora para jovens, que irão poder se aventurar nesse livro fantástico, escrito de forma impecável pelo excelente escritor Dan Brown.

Essa nova edição é um pouco menor do que a anterior, contudo a história não perdeu nada, todos os fatos relevantes estão nessa edição também. Temos nessa edição 4 folhas com ilustrações belíssimas de monumentos, quadros e objetos importantes para a história, adorei essa ideia, porque quem já leu Dan Brown sabe que ele é o rei da descrição, ele consegue descrever pro leitor os mínimos detalhes das cenas, com uma riqueza de detalhes sem igual, mas sem perder o dinamismo da história, e isso é simplesmente fantástico.

Enfim, o livro vai nos trazer a aventura do professor Robert Langdon com a criptógrafa Sophie Neveu para desvendar a morte de seu avô Jacques Saunière, que antes de ser assassinado deixa uma série de pistas sobre a existência de uma sociedade secreta chamada de Priorado de Sião, sociedade essa que tinha por objetivo proteger os segredos do Santo Graal. Acontece que nesse meio tempo em que os nossos protagonistas estão eufóricos desvendando as pistas deixadas por Jacques Saunière, a polícia tem a certeza de que o professor Langdon é o assassino, devido a mensagem deixada ao lado do corpo, que faz do professor principal suspeito. A partir daí começa uma alucinante jornada pela verdade, o que significa todas aquelas pistas deixadas por Jacques Saunière? Porque ele escolheu justamente o professor Robert Langdon? O que há por trás de todo aquele simbolismo? O priorado de Sião existe de fato? O que é o santo grall? ...

Essa jornada é simplesmente fantástica, não tem como você parar de ler, é uma trama que envolve o leitor de uma jeito que não tem explicação, não tem ponta solta na história, tudo de encaixa perfeitamente bem, e o final é avassalador! O final então!, não tenho o que falar, só sentir!

Recomendo demais a leitura do livro, e de todos os outros do autor, porque ele é apenas fantástico.


Essa nova edição está maravilhosa, a capa está linda e a editora arqueiro está de parabéns pela iniciativa.

Resenha por Jamille Moura 

| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D