Resenha: Meu querido meio-irmão (Penelope Ward)

terça-feira, 4 de julho de 2017



Meu Querido Meio-Irmão
Penelope Ward
ISBN: B00O78HOGI
Ano: 2016 / Páginas: 264
Idioma: português 

Editora: Pandorga
Não é normal desejarmos alguém que nos atormenta. Quando meu meio-irmão, Elec, se mudou para nossa casa, eu não estava preparada para lidar com um cara tão idiota. Odiei o fato de ele ter descontado sua raiva em mim porque não queria estar aqui. Odiei ele ter trazido garotas da escola para seu quarto. Mas o que mais odiei foi o modo indesejável que meu corpo reagia a ele. A princípio, pensei que tudo o que ele tinha a seu favor era o corpo musculoso e tatuado e o rosto perfeito. Mas as coisas começaram a mudar entre nós, e tudo teve um desfecho em uma noite inesquecível. No entanto, do mesmo modo que Elec entrou na minha vida, logo voltou para a Califórnia. Passaram-se anos desde a última vez que o vi. Quando a tragédia atingiu nossa família, tive que encará-lo novamente. E, diabos, o adolescente que me deixou louca se tornou o homem que destruiu o resto de sanidade que havia em mim. Senti que meu coração estava prestes a ser partido. De novo.



Greta é uma garota bonita e comum. Ela perdeu muito cedo seu pai e depois de alguns anos sua mãe acabou casando-se com Randy, que já tem um filho da idade de Greta, e agora ela está mais do que ansiosa para conhecer seu meio-irmão pois seu sonho sempre foi ter alguém para poder chamar de irmão. Porém ela pode acabar percebendo que esse sonho não vai ser realizado. 
"Que escroto! Aquilo não ia me levar a lugar algum. Joguei o telefone no balcão e subi as escadas. Ele tinha finalmente me deixado com vontade de fazer algo para irritá-lo."
Elec é um típico badboy que fuma, usa drogas, fica bêbado e adora pegar qualquer garota. Quando Greta coloca os olhos nele percebe que ele é um erro, um erro que ela sabe que vai quebrar seu coração. Porém ele é o cara certo para ela. Elec deixa bem claro que está naquela casa exclusivamente por causa de sua mãe que precisou ir trabalhar em outro país, e que não vai deixar ninguém em paz... Principalmente a sua meia-irmã.

Greta sente uma forte atração física por ele, e apesar de tentar negar seus sentimentos, não consegue disfarçar tão bem e Elec percebe, se aproveitando para tirar vantagem disso. Nós sabemos que o coração gosta de pregar peças e eles vão se envolver em uma relação conturbada pois sabem que o que sentem um pelo outro é errado e que ele só passará um ano na cidade.
"Eu fiquei parada em frente à janela. Mas me arrependi no momento em que ele olhou para mim pela última vez, antes de entrar no táxi com um pedaço do meu coração, que ele sabia que tinha tirado de mim. Quanto aos resto do coração, que foi deixado para trás: estava partido."
O coração e o desejo falam mais alto e eles não imaginavam que tudo acabaria tão rápido. Quando Elec precisa voltar para casa e cuidar de sua mãe, eles nunca mais teriam notícias um do outro. Após sete anos, a morte de Randy acaba os colocando em um reencontro. O que Greta não esperava era conhecer a namorada do homem que sempre teve seu coração. Será que o amor pode vencer o tempo? 
"Será que ele sabia sobre Randy? Será que ele viria para Boston, para o enterro?"
Li este livro a bastante tempo, quando ainda não fazia ideia de seu lançamento no Brasil. Nesta releitura percebi que Penélope Ward acabou escrevendo uma história muito boa, porém precisava ter aprofundando mais, pois em alguns momentos a história é bem corrida. Os personagens são cativantes e preciso falar que gostei bastante da revisão e diagramação da editora Pandorga. Gosta de um New Adult bem fácil de ler e sem muito drama? Esse é uma boa dica.


| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D