Paper Towns #PenguinRandomHouse | John Green Read Along | Week #03

quarta-feira, 20 de setembro de 2017



Paper Towns
John Green
R$ 36,47 até R$ 42,90
ISBN-13: 9780142414934
ISBN-10: 014241493X
Ano: 2009 / Páginas: 305
Idioma: inglês
Editora: Speak

Two-time Printz Medalist John Greenas New York Times bestseller, now in paperback!
Quentin Jacobsen has spent a lifetime loving the magnificently adventurous Margo Roth Spiegelman from afar. So when she cracks open a window and climbs back into his lifeadressed like a ninja and summoning him for an ingenious campaign of revengea he follows. After their all-nighter ends, and a new day breaks, Q arrives at school to discover that Margo, always an enigma, has now become a mystery. But Q soon learns that there are cluesa and theyare for him. Urged down a disconnected path, the closer he gets, the less Q sees the girl he thought he knew.


#TurtlesAlltheWayCountDown
Dando continuidade ao nosso Read Along com os livros do John Green até chegar o novo. Esta semana falaremos de Paper Towns, que foi publicado no Brasil pela Editora Intrínseca.

Bem, Paper Towns é mais uma trama que é resultado da receita infalível - quase sempre - de John Green (digo isto porque não gostei muito de An Abundance of Katherines: Um garoto prodígio que é apaixonado por uma garota bonita e problemática, e que por meio dessa paixão, acaba aprendendo muito sobre si, a vida e a transição para a vida adulta.

Quentin Jacobsen é um desses garotos. Ele é apaixonado por sua vizinha Margo Roth Spiegelman desde que se entende por gente. Margo é um furacão: ela é a mais popular da escola, linda, enigmática e adora se aventurar pela cidade e pelas cidades. Há algum tempo eles já não são mais tão amigos, desde que ela começou a andar com pessoas de fora da vizinhança, mas uma noite ela aparece na janela de Q. e o convida para uma "noite de vingança" contra algumas pessoas da escola.

Depois de passarem a noite juntos, Q. finalmente acha que os dois voltarão a ser muito amigos e ele poderá revelar que a ama, mas no dia seguinte Margo desaparece do mapa e deixa apenas algumas pistas que só Quentin poderia entender, então o garoto começa uma obsessiva jornada em busca de Margo.

“The town was paper, but the memories were not.” 
― John Green, Paper Towns

O livro não é exatamente sobre Q., a gente nem sabe de tanta coisa assim sobre ele, é mesmo sobre a obsessão que ele tem por Margo e sua busca incansável por ela. A primeira parte do livro (ele é dividido em três) é bem divertida e super rápida de ler, bem como a parte três, mas a parte dois eu achei um pouco chatinha mas mesmo assim é melhor que o livro anterior de John Green.

Margo é uma garota egocêntrica e sem limites. Para ser sincera não decidi ainda se gosto dela ou não, mas uma coisa é certa: eu consigo compreendê-la e muitas vezes já quis ser como ela, em certas horas ainda quero.

“It is so hard to leave—until you leave. And then it is the easiest goddamned thing in the world.” 
― John Green, Paper Towns

O que eu gosto nos livros do John Green, mesmo nos livros dele que eu não gosto tanto, é que por meio de uma história divertida - ou não (mais uma vez eu citando as Katherines.) - mas sempre com uma linguagem fácil e atrativa para os jovens leitores, ele consegue transmitir uma imensidão de valores e lições. Você sempre se identifica com algum personagem dele, e ele é um dos poucos autores capazes de te fazer ficar pensando no livro muito depois de ter acabado e desejando - e imaginando - infinitas possibilidades de continuação para a história. 

Bem, esse livro não é tão bom quanto TFIOS e nem tão parado (leia-se: chato) quanto An Abundance of Katherines, digamos que ele fica com quatro estrelinhas, um meio termo. Recomendo para os fãs do autor e pessoas que querem uma leitura rápida, divertida, com tiradas e diálogos incríveis como só John Green é capaz de escrever, e o mais importante: que não seja série!

Quer saber como ganhar um exemplar autografado??? Tá rolando sorteio pelo Goodreads!

Clica AQUI para concorrer!

| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D