Crítica | Chocante (2017)

quarta-feira, 4 de outubro de 2017


Título: Chocante (Original)
Ano: 2017
Dirigido por Gustavo Bonafé, Johnny Araújo
Estreia: 5 de Outubro de 2017 ( Brasil ) 
Gênero: Comédia Nacional
País de Origem: Brasil

Os anos 1990 marcaram o sucesso da boy band brasileira Chocante. Vinte anos mais tarde, o grupo acabou, e Clay (Marcus Majella), Tim (Lúcio Mauro Filho), Téo (Bruno Mazzeo), Toni (Bruno Garcia) e Tarcísio tomaram rumos diferentes na vida. Os antigos colegas se reúnem para um evento inesperado: a morte de Tarcísio. No funeral, eles decidem se apresentar mais uma vez, em nome dos velhos tempos. No lugar do falecido colega, entra o novato Rod (Pedro Neschling).


Chocaaaaaaante! 

Chocado fiquei quando vi que o cinema brasileiro ainda tava vivo e com a corda toda. Mas infelizmente o nosso preconceito com nossas próprias criações ainda prevalece nas salas de cinema, dando sempre preferência aos enlatados americanos. Mas aposto que se você ser uma chance a Chocante não vai se decepcionar e vai dar ótimas gargalhadas,  além de ter uma boa nostalgia, se você vivenciou a TV dos anos 90.

Chocante e seu hit meteórico "Choque de Amor" (musiquinha chiclete da poha heheheh) arrebentaram nos anos 90. Mas assim como começou a carreira, terminou com apenas 8 meses. 20 anos depois, os integrantes Téo (Bruno Mazzeo tá o Chico Anysio todinho), Tim (Lucio Mauro Filho detonando como sempre), Toni (Bruno Garcia maravilhoso) e Clay (Marcus Majella Divônico) se reencontram para tentar reviver seus dias de fama, os moços já não são mais os mesmos, estão mais velhos, seguindo suas vidas "normais". 


Com uma ajudinha de sua (única) fã número 1 Quézia (Débora Lamm quase me mata de rir), seu antigo empresário Lessa (Tony Ramos tá divino aqui) e um quinto e novo integrante para o grupo Rod (Pedro Neschling tá bem bloguerinho), o grupo volta aos ensaios para uma apresentação única. 

Com essa sinopse bem simples o filme super diverte com referências aos clássicos dos anos 90 (olha o pintinhoooooo; domingooooooo...), piadas boas e inteligentes (aquele pastelão bem medido), apesar de pecar no desenrolar de alguns personagens e falhar no desfecho. Mas o filme cumpre seu papel de nos fazer dar ótimas risadas.


O elenco está ótimo, todos super empenhados nos seus papéis, com um destaque especial para a Klara Castanho, que interpreta Dora, a filha Téo e a mais nova fã da banda. A menina da um show de simpatia e interpretação. É um filme simples, divertido. Recomendo demais para levar a família e amigos.



Chocante estreia nos cinemas dia 5 de Outubro e vale o ingresso e a diversão.


| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D