The Fault In Our Stars #PenguinRandomHouse John Green Read Along | Week #05

segunda-feira, 2 de outubro de 2017



The Fault in Our Stars
John Green
R$ 52,20
ISBN-13: 9780525478812
ISBN-10: 0525478817
Ano: 2012 / Páginas: 318
Idioma: inglês 
Editora: Dutton Books

Diagnosed with Stage IV thyroid cancer at 12, Hazel was prepared to die until, at 14, a medical miracle shrunk the tumours in her lungs... for now. Two years post-miracle, sixteen-year-old Hazel is post-everything else, too post-high school, post-friends and post-normalcy. And even though she could live for a long time (whatever that means) Hazel lives tethered to an oxygen tank, the tumours tenuously kept at bay with a constant chemical assault. Enter Augustus Waters. A match made at cancer kid support group, Augustus is gorgeous, in remission, and shockingly to her, interested in Hazel. Being with Augustus is both an unexpected destination and a long-needed journey, pushing Hazel to re-examine how sickness and health, life and death, will define her and the legacy that everyone leaves behind.

#TurtlesAlltheWayCountDown
Eitaaaa gente! Tá chegando ao fim nossa leitura coletiva dos livros do João Verde. AAhhhhhh eu também estou triste, mas olha só, após SEIS ANOS sem lançar nada, ele nos presenteia com Turtles All The Way Count Down que será mundialmente lançado no dia 10 de outubro, tá pertinhoooo!! Quem ta ansioso pra ler o novo livro??? 

Então vamos às minhas impressões acerca desde livro que ganhou o coraçãozinho de milhares de serumaninhos! 

Minhas expectativas acerca de The Fault In Our Stars eram as mais altas possíveis. Foi um marketing imenso que o mundo fez em cima desse livro e eu confesso que morria de medo de me decepcionar, mas que bom que não.

O enredo é sobre Hazel Grace, uma menina de 16 anos que aos 13 foi diagnosticada uma paciente terminal. Hazel tem câncer na tireoide e para completar, o tumor sofreu metástase, espalhando-se para os pulmões dela, o que piorou tudo, pois ela tem que andar para todos os lugares carregando um cilindro de oxigênio, que a ajuda a respirar, através de cânulas. Nossa protagonista frequenta um grupo de apoio para crianças com câncer e é lá que conhece um dos amigos de Isaac, seu colega do grupo. Augustus Waters tem 17 anos, ele teve osteossarcoma e perdeu uma das pernas. Os dois então começam a se conhecer melhor e se tornam bons amigos, e o que parecia impossível aconteceu, Hazel se apaixonou.

'I'm a grenade and at some point I'm going to blow up and I would like to minimize the casualties, okay?'

The Fault In Our Stars, de autoria de John Green, é um livro inteligentíssimo e que fala sobre a morte através da perspectiva da pessoa que a está enfrentando todos os dias. Mas esse livro está longe de ser deprimente, ao contrário, dei muitas risadas com os diálogos sensacionais entre Hazel e Gus, e todos os outros personagens também são muito bem construídos. Eles tiram sarro das próprias condições físicas e fazem muitas piadas acerca dos "privilégios do câncer".

Mas esse livro não fala só de morte, ele fala de vida, de ter esperança e acreditar que se pode ser feliz mesmo sabendo que o amanhã pode não existir. Que não importa quanto tempo você viva, desde que viva com intensidade o bastante para fazer a diferença na vida de alguém. Hazel estava conformada com sua doença e sabia que mais cedo ou mais tarde iria morrer, mas Hazel é uma adolescente e como todo adolescente quer vivenciar novas experiências e isso a apavora, pois o grande medo que ela tem de se apaixonar é que a pessoa amada sofra quando ela morrer. Apesar de sua condição, Hazel é muito bem humorada e amável, ela nos arranca inúmeras gargalhadas com suas tiradas irônicas e sarcásticas. 

[The] diagnosis came three months after I got my first period. Like: Congratulations! You're a woman. Now die.

Desde o início sabemos como esse livro vai acabar, já sabemos que alguém morrerá e que vamos chorar. Sim, e sabemos desde que Hazel começa a desenvolver sentimentos por Gus e ele por ela (que é muito mais rápido), sabemos que esse relacionamento está fadado ao fracasso e que no final o que restará é dor e saudade. Mas é como diz um trechinho do livro:

Gus, my love, I can not tell you how thankful I am, for our little infinity. You gave me a forever, within the numbered days. And for that I am... I am eternally grateful. I love you so much.

Resumindo, eu não consegui passar nessa resenha nem 10% do que eu senti ao ler The Fault In Our Stars. Leiam esse livro! É uma lição de vida e me fez pensar em tantas coisas. Sou uma pessoa saudável, tenho um emprego, uma família e amigos e mesmo assim vivo reclamando de alguma coisa ou outra. Sei que o futuro é incerto mas tenho a vantagem de não saber quando vou morrer ou não saber se posso morrer a qualquer momento. Hazel sabe que vai morrer e sabe que não vai demorar, sabe que pode simplesmente ir dormir e não acordar mais, você consegue imaginar coisa pior? Eu não. Enfim... LEIAM! Mais que recomendado! 

| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D