Resenha | Meu Livro. Eu que escrevi. (Duny feat. Raony Phillips) + SORTEIO *Livro Autografado*

segunda-feira, 20 de novembro de 2017




Meu livro. Eu que escrevi.
Raony Phillips
Duny Eveley
R$ 16,00 até R$ 24,90
ISBN-13: 9788551002384
ISBN-10: 8551002384
Ano: 2017 / Páginas: 168
Idioma: português
Editora: Intrínseca

Duny (lê-se Dani) é uma celebridade de alcance mundial, alçada ao estrelato por seu imenso talento, inteligência, classe e beleza incomparáveis. Ou, pelo menos, era isso o que ela esperava da vida - que, no caso de Duny, se resume basicamente a um loop infinito de lacres, barracos e baixarias cometidos em busca da fama. Meu livro. Eu que escrevi é o maior deles.
Conhecida dos fãs principalmente por trabalhar e morar na Pensão da Tia Ruiva e ser uma das estrelas da websérie Girls in the House, Duny hoje comanda também o reality show investigativo Disk Duny e é comentarista on-line de premiações como o Oscar e o Grammy para uma grande rede de TV, mas ela já passou por muita coisa nessa vida: da humilhação pública de fazer
gachamentos em trajes sumários num programa de auditório a fingir que suporta crianças só para ser babá da filha de uma artista famosíssima e ficar um tantinho mais perto dos maiores nomes da música pop.
Se valeu a pena? Para Duny, ainda vamos saber. Mas, para quem lê essa autobiografia recheada do início ao fim com o melhor da ironia (ou grosseria) moderna e total ausência de preciosismo vernacular, vale cada página.

Seja através dos memes ou do youtube, usuários regulares desta maravilha chamada internet, conhecem a Duny e a web série Girls in the house.

A série é sobre um grupo de garotas que mora numa pensão em Sun Town e lá elas vivem as mais loucas aventuras. Detalhe, tudo é feito no jogo de computador The Sims. The Sims é um jogo eletrônico de simulação de vida, onde você cria personagens e atribui a eles traços de personalidade, carreira, família, amigos, etc. Você pode viver uma vida inteirinha dentro de The Sims.

Conheço o jogo desde que eu era adolescente. Quando conheci ainda estava no primeiro, com gráficos bem limitados, poucas opções de qualquer coisa. Era bem tosco, mas era muito legal. Depois foi lançado o The Sims 2, onde já vinham mais opções de objetos, roupas, casas, carros, etc. Com as expansões o jogo ficava ainda mais legal, você podia ter animais de estimação, morar em apartamento, ser um vampiro, uma bruxa, um ET ou mesmo um universitário. Era muito legal, eu era muito viciada em The Sims 2 e joguei por anos, tendo criado inúmeros núcleos familiares. O The Sims 3 eu não joguei muito pois o meu antigo computador não suportava o game que fica a cada versão mais pesado. Joguei muito pouco quando comprei um PC novo, pois logo anunciaram o The Sims 4! E aí sim a coisa ia ficando mais realista, traços super únicos. Era incrível! 

Na época que eu jogava TS2 era comum no youtube clips de músicas feitos no jogo. Como um que marcou muito pra mim, foi um dos melhores que eu já vi, parece um filme! Podem ver abaixo:


Aí o Raony vem e cria Girls in the house. Conheci GITH através dos memes que as pessoas começaram a compartilhar, principalmente das falas irônicas e ácidas da personagem principal, Duny Eveley. 




A websérie é de comédia, principalmente sobre a vida de Duny que tem o sonho de ser famosa. Ela até já se apresentou no American Idol mas o Simon disse que se ela não tivesse nada melhor pra fazer ela poderia se matar porque a voz dela é muito feia. HaHaHaHa 

O livro é basicamente aprofundando as situações que a Duny passa na série, focando principalmente nas peripécias que ela faz para tentar ser famosa. Conta a história desde quando ela apareceu na TV pela primeira vez, no Chocotone Show. Ela conta até sobre um sequestro que ela sofreu num mercadinho e como transmitiu pelo facebook. 

Duny foi uma Chocotita por um tempo. Se você quiser comparar esse programa a um real da TV brasileira, pode pegar o "Você na TV" com o João Kléber, aquele onde as pessoas vão lá para "revelar" segredos para seus parentes e amigos. O programa é absurdo, mas você morre de rir. É tipo o Chocotone Show.

"Enfim. No caso do primeiro programa do ano, um cara bebia a água do banho da esposa e ela quis pedir o divórcio assim que descobriu. Detalhe: eles têm dois filhos e as crianças bebiam a água do próprio banho."
Bom, comédias à parte, o livro tem muita crítica social e através do humor, Raony desperta no leitor algumas reflexões acerca de questões super atuais e relevantes como homofobia, racismo e feminismo. Particularmente é o que eu mais gosto em Girls in the house, a consciência social do Raony e a habilidade de tocar em várias feridas sociais com muito humor.

"Em cinco minutos com o app aberto eu já devia ter dado X na metade da população. O perfil de um cara dizia: "Eu gosto de mulheres que se dão valor". O que isso significa? Que valor é esse? É tipo "Liquidação: valor altíssimo hoje"? X nele. Seu valor não é outra pessoa que decide."
"Os policiais de Sun Town entraram no Ofertinha e saíram fuzilando tudo o que viam pela frente. Mataram até a Dona Dolores. No total, mataram seis reféns negros e nenhum assaltante..." 

Pra resumir, o livro é super divertido! É impossível parar de ler porque as coisas mais absurdas vão acontecendo e você sempre vai querer saber em que encrenca a Duny vai se meter depois. Eu adorei, li super rapidinho e recomendo principalmente para os fãs da série. 

Apesar de ser ilustrado e chamar bastante a atenção do público mais jovem, não recomendo para crianças, pois a Duny é bem desbocada, e a Intrínseca não poupou os palavrões que ela fala. Eu achei hilário pois a Duny representa toda a coragem que a gente queria ter, ou seja, ela fala na cara tudo que a gente tem vontade de falar e não tem coragem. 

O final do livro já deixa um gancho imenso para uma continuação, que obviamente terá! Porém, numa breve conversa com o Raony, ele disse estar focado principalmente na 4ª temporada da série, que já está praticamente toda roteirizada. 

Consegui que o Raony autografasse um exemplar e vou sortear pra vocês! Aqueles sorteios bem simples onde você só precisa se inscrever uma vez e pronto!!!

  • Cada participante só tem direito a uma inscrição;
  • O formulário fica aberto para inscrições até o dia 20/12; 
  • O sorteio acontecerá em até 5 dias após esta data.
  • O livro tem até 60 dias úteis para ser enviado;
  • Válido somente no Brasil.
Boa sorte! 

| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D