Resenha | Um beijo à meia-noite (Eloisa James) Contos de Fadas #2

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Um Beijo à Meia-Noite
Contos de Fadas # 2
Eloisa James
R$ 28,90 até R$ 33,90
ISBN-13: 9788580417784
ISBN-10: 8580417783
Ano: 2017 / Páginas: 320
Idioma: português 
Editora: Arqueiro
Kate Daltry é uma jovem de 23 anos que não costuma frequentar os salões da alta sociedade. Desde a morte do pai, sete anos antes, ela se vê praticamente presa à propriedade da família, atendendo aos caprichos da madrasta, Mariana. Por isso, quando a detestável mulher a obriga a comparecer a um baile, Kate fica revoltada, mas acaba obedecendo. Lá, conhece o sedutor Gabriel, um príncipe irresistível. E irritante. A atração entre eles é imediata e fulminante, mas ambos sabem que um relacionamento é impossível. Afinal, Gabriel já está prometido a outra mulher – uma princesa! – e precisa com urgência do dote milionário para sustentar o castelo. Ele deveria se empenhar em cortejar sua futura esposa, não Kate, a inteligente e intempestiva mocinha que se recusa a bajulá-lo o tempo todo. No entanto, Gabriel não consegue disfarçar o enorme desejo que sente por ela. Determinado a tê-la para si, o príncipe precisará decidir, de uma vez por todas, quem reinará em seu castelo. Um beijo à meia-noite é um conto de fadas inspirado na história de Cinderela. Com um estilo que combina graça, encanto e sedução, Eloisa James escreve uma narrativa envolvente, com direito a fada madrinha e sapatinho de cristal.

Que tal uma Cinderela em Londres?

Kate perdeu sua mãe muito cedo ficando somente com seu pai, e o mesmo logo tratou de casar-se novamente. Kate então também perdeu o pai ficando somente com uma madrasta que queria todo o dinheiro para ela. A moça não tinha o que fazer a não ser ver a mulher queimar toda a fortuna da família em roupas.

Mariana é uma mulher muito egoísta e faz de Kate uma empregada já que a moça não tinha para onde ir. Então é quando a madrasta obriga Kate a fingir ser Victoria que é meia-irmã dela, pois Victoria pretende se casar com um Visconde e sobrinho de um príncipe. Kate então viaja até o castelo com lorde Dimsdale para ajudar a irmã.

“Agora, uma nova forma de humilhação: ser vestida como cordeiro quando se sentia um patinho feio. Ela ia superar.”

Difícil vai ser Kate Daltry se passar por Victoria Daltry. Elas são completamente diferentes, Kate é magra, Victoria curvilínea, Kate foi exilada das festas da sociedade e Victoria conhece todos. E ao chegar ao castelo Kate se vê em um mundo completamente diferente daquele que ela vive.

Gabriel Augustus é um príncipe e não tem nenhum súdito pois seu irmão acabou expulsando todas as pessoas da propriedade e agora Gabriel precisa se casar com alguma mulher rica para que possa manter o castelo e sua família. Ao conhecer Victoria ele percebe que existe algo muito estranho pois ninguém está conseguindo reconhecer a moça ou não acreditam na doença que a mesma enfrentou.

“E ele sabia que era mentira. Havia um demônio naqueles olhos, e eles registraram seu fingimento.”

Kate acaba conhecendo sua madrinha que sumiu após o batizado pois ela sempre foi apaixonada pelo pai de Kate.Lady Henri é a salvação de Kate e decide que irá ajuda-la como se fosse sua própria filha principalmente agora que sabe como a menina vive. Henri é a madrinha que qualquer pessoa gostaria de ter e ainda tem uma língua afiada.

Gabriel coloca o fim no disfarce de Kate... pra ela é claro. Kate e Gabriel acabam iniciando uma amizade muito perigosa além de vários conflitos pois ambos sabem que dali não sairá nada. Uma amizade, e um amor que está amaldiçoada pois eles precisam de coisas completamente diferentes porem o amor também é magia.

“Aquela inglesa concluíra, em alguns segundos, que ele era um imbecil presunçoso. Dava para ver nos olhos dela, no ato de empinar seu nariz belo e delicado.”

Confesso que no inicio eu não estava gostando da historia porem logo a escrita me envolveu e me vi perdida em um livro completamente magico, com uma narrativa deliciosa e personagens com personalidades bem empolgantes. Sabe uma mistura certa? Foi essa de ter uma Cinderela em Londres!


| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D