Resenha | O livro do cemitério (Neil Gaiman) HQ - Volume 1

domingo, 14 de janeiro de 2018

O Livro do Cemitério
Edição em HQ
O Livro do Cemitério # 1
Neil Gaiman
P. Craig Russell
R$ 28,30 até R$ 28,90
ISBN-13: 9788579803864
ISBN-10: 8579803861
Ano: 2017 / Páginas: 192
Idioma: português
Editora: Rocco Jovens Leitores

Bestseller do The New York Times e premiado com as medalhas Newbery (EUA) e Carnegie (Reino Unido), o romance O livro do cemitério, do cultuado escritor Neil Gaiman, ganha versão em quadrinhos adaptada por P. Craig Russell, parceiro de Gaiman em diversos livros, incluindo a versão em HQ de outro clássico do autor, Coraline. O livro é o primeiro de dois volumes que acompanham a trajetória de Ninguém Owens, ou Nin, um garoto como outro qualquer, exceto pelo fato de morar em um cemitério e ser criado por fantasmas. Cada capítulo nesta adaptação de Russell acompanha dois anos da vida do menino e é ilustrado por um artista diferente, apresentando uma variedade fascinante de estilos que dão ainda mais vida à atmosfera ao mesmo tempo afetuosa e sombria da história.

O livro do cemitério HQ é adaptação do romance homônimo, de Neil Gaiman. A história é sobre um garotinho chamado Ninguém - Nin - Owens. Nin teve a família assassinada quando ainda era apenas um bebê e foi dessa forma que acabou indo parar no cemitério. O menino foi acolhido e criado por fantasmas e Silas - uma espécie de zelador - que acabou se tornando meio que um padrinho do garoto, seu guardião. 

Cada capítulo conta a história de 2 anos da vida de Nin. Na história tem várias aventuras e encrencas que ele se mete com seus amigos fantasmas, e até uma amiga humana que ele faz. No cemitério só ele está vivo, e por morar lá ele ganhou a liberdade do cemitério, e com ela algumas habilidades que só funcionam enquanto ele estiver lá, e é lá que ele deve permanecer para que fique em segurança, até ser capaz de cuidar da própria vida. 



Ahhhh gente, Neil Gaiman é mesmo o cara viu. Já li alguns livros dele e o cara sempre tem aquele jeito de contar histórias que nos dá aquela nostalgia, lembrar da infância e de como éramos inocentes, sem maldade e destemidos. Apesar da cena inicial ter me chocado um pouco, pois o livro está no selo jovens leitores, ao passar das páginas o leitor vai vendo como Gaiman fala da morte de maneira singela, levemente poética e fantástica ao mesmo tempo. Embora a história seja uma fantasia, ela está cheia de nuances da realidade. É encantadora a forma como ele faz o jovem leitor perceber que não há nada de pavoroso na morte, que isso é um procedimento natural da vida. 

Outra coisa que eu amei foi a educação que Nin recebeu do casal Owens e principalmente de Silas, que é seu tutor também, lhe trazendo informações de além dos muros do cemitério. Silas é doce, paciente e à sua maneira tem muito afeto por Nin. Se preocupa muito com o bem-estar do garoto e tenta ajudá-lo em tudo que pode. Não fica explícito na HQ mas acredito que pelas ilustrações Silas é um vampiro, pois ele diz que é um tipo solitário e que não está vivo e nem morto. Eu realmente me apaixonei pela relação dos dois. Em dois momentos Nin sente vontade de abraçar Silas, mas devido ao jeito deste ser todo fechado, ele recua. É muito fofo gente! 



Agora estou super ansiosa pelo segundo volume que será o desfecho da história. Finalmente saberemos a motivação do assassinato dos pais de Nin. Que organização é esta por trás dessas mortes? E por quê eles queriam matar um bebê? Também estou curiosa acerca da Dama de Cinza e dos Executores, foi um dos capítulos mais legais, o que ele conheceu a Scarlet. Achei muito fofa a amizade dos dois também.

Cada capítulo é ilustrado por uma pessoa. Todas elas são muito lindas, mas preciso confessar que gostei mais de alguns traços do que de outros. Porém a edição como um todo é belíssima! Recomendo para qualquer idade. Se fosse nas mãos de qualquer outro autor talvez esta história fosse de horror, pois o plot remete muito a isso, mas Neil Gaiman tem o poder de transformar um enredo como esse em uma belíssima alegoria da vida real. 


| comente (:

Postar um comentário

Ficarei muito feliz se você me der a honra de ter o seu comentário aqui no meu blog. O blog sobrevive dos seus comentários, seja legal, comente nos blogs que visita! :D