Resenha da HQ | Peek a Boo: A Masmorra dos Coalas (Psonha)

Peek a Boo
A Masmorra dos Coalas
# 1
Psonha
R$ 29,62 até R$ 39,90
ISBN-13: 9788582465950
ISBN-10: 8582465955
Ano: 2017 / Páginas: 128
Idioma: português 
Editora: Astral Cultural
Mambay está perdida no meio do mato, sem Wi-Fi e papel higiênico. Ela também se perdeu dos pais, mas está bem tranquila quanto a isso. Para não dizer que não encontrou nada de interessante, seu novo amigo esquisito não gosta muito de sol, é peixetariano, mora numa casa da árvore, tem insônia e um morcego de mil e uma utilidades. Ah, sim: e eles estão fugindo de cogumelos pigmeus zumbis. Deu para imaginar Mambay e Apolônio nessa história louca? Acompanhe e descubra onde estão os coalas do subtítulo. Sim, essa história contém coalas!

Peek a boo é a primeira publicação da Editora PLOT!, que é um selo da Astral Cultural. Peek a boo foi lançado na Bienal do livro do Rio de Janeiro no ano passado. 

A história é sobre Mambay, uma garotinha meio mal humorada, viciada em internet e que está sempre na companhia de sua gata, Cassandra. Os pais de Mambay, para tentarem distrai-la do vício de estar no celular, resolvem ir acampar numa floresta. No meio do mato, sem sinal de internet, Mambay está super entediada e sua mãe a faz ir "explorar" a região, e a adverte para não sair da trilha. Ela está passeando com Cassandra, quando avista uma casa na árvore, e na tentativa de conseguir algum sinal de celular, ela sobe e lá acaba adormecendo. Mambay é acordada por Apolônio, um vampiro peixetariano (hahaha) e ele diz que vai ajudá-la a procurar seus pais, mas eles acabam sendo perseguidos por uma tribo de cogumelos zumbis pigmeus e assim embarcam numa aventura alucinante para tentar escapar e encontrar a família de Mambay. No meio do caminho encontram outros personagens e se metem em ainda mais encrenca.

Genteeee, essa HQ é muito maluca, eu dei muita risada enquanto estava lendo. Eles se metem em várias encrencas e a autora utiliza uma linguagem muito cotidiana, com gírias e várias referências pop. Essa foi uma das partes que eu mais ri: 


Mas apesar das situações cômicas e absurdas em que Apolônio e Mambay se metem, a abordagem que a autora utilizou para retratar a problemática das crianças que são viciadas em tecnologia foi muito legal. Em um dado momento, Mambay perde o celular e nem se dá conta disso, tão interessante está sendo a sua interação com Apolônio e os outros personagens. 

Tanto Mambay tem problemas com sua família, quanto Apolônio, que saiu de casa por não se encaixar no estilo de vida que se espera de um vampiro. E assim, os dois vão aprendendo sobre as diferenças e ao final, cada um vai ter que lidar com seus próprios problemas familiares. 

Eu amei o traço da Psonha, e a paleta de cores utilizada na HQ, em combinação com o papel especial utilizado pela Editora e a capa dura, a tornam uma edição lindíssima e que afirma que a Plot! veio para ficar. Espero que continuem publicando mais e mais quadrinhos nacionais. O Brasil tem muitos quadrinistas incríveis e que merecem esse reconhecimento. 

Adorei e super recomendo! Para todas as idades, crianças e adultos irão se encantar com a história de Mambay e Apolônio. Ah, o narrador se apresenta no final, adorei! 
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário

Obrigada pelo seu comentário, ele é muito importante para mim!