Resenha | Desencantada (Carina Rissi) Série Perdida #05

Desencantada
Entregando-se aos segredos do amor
Perdida # 5
Carina Rissi
R$ 29,90 até R$ 34,90
ISBN-13: 9788576864615
ISBN-10: 8576864614
Ano: 2018 / Páginas: 476
Idioma: português 
Editora: Verus
O quinto volume da série best-seller Perdida.

Valentina de Albuquerque descobriu muito cedo que não é nenhuma princesa encantada. Em vez de bailes e romance, tudo o que a jovem deseja é encontrar um jeito de viver com dignidade longe do pai e da madrasta, que tem como hobby fazer da vida dela um inferno. A oportunidade surge com uma proposta de casamento. Quase passando da idade de se casar, Valentina cogita aceitar. Seu coração não se alvoroça com o pretendente, mas ela não está à procura do amor. Seria um bom arranjo... se o capitão Leon Navas não cruzasse o seu caminho. O misterioso espanhol é mal-educado, irritante, atrevido — além de lindo —, e Valentina ficaria muito feliz se jamais voltasse a vê-lo. Mas o destino parece decidido a reuni-los, e, após um equívoco embaraçoso, ela está noiva de Leon, de quem pouco sabe, exceto que seu coração dispara toda vez que seus olhares se cruzam e que irritação não é o único sentimento que o capitão lhe desperta. Então Valentina sofre um terrível acidente. Assustada, porém disposta a provar que não foi um simples acaso, ela vai atrás do responsável. Entre suspeitas, disfarces, segredos e contratempos, a moça acaba sucumbindo à irresistível e devastadora paixão, sem se dar conta de que o perigo ainda está à espreita... Poderá uma garota nem um pouco encantada viver um conto de fadas e conseguir o seu final feliz?


Eu amo a série Perdida e sempre espero bons livros da Carina Rissi, e Desencantada, para minha grata surpresa, superou a expectativa.
Sabe quando você pega um livro e nem sente o tempo passar? Fica tão envolvido na história que quando percebe já acabou e você ainda fica querendo mais?
Também né, quem manda devorar o livro em um dia!? 
.
São tantas coisas que quero comentar, mas a princípio vou falar dos 3 personagens que me conquistaram nessa história.
O cachorrinho Manteiga, amigo leal da Valentina e que nos presenteia com cenas divertidas. Ele é uma fofura
.
O capitão Leon Navas, o espanhol irritante (palavras de Valentina, não minhas) porque pra mim ele foi motivo de muitos suspiros e sorrisos bobos. Me deixou com coração apertadinho pelo seu sofrimento, mas também fez meu coração transbordar de amor, e meus olhos brilharem quando ele deu a Valentina, sua Sirena, a liberdade, e ao meu ver, foi o presente mais lindo do mundo. E nesse momento eu o amei ainda mais.

"Ele abriu um sorriso tão lindo que meu coração parou de bater por um breve instante."
.
E sobre a mocinha dessa história? Cara, Valentina mesmo com tantos desencantos na vida, se mostrou uma mulher forte. [SPOILER: para ler, selecione o trecho] Quando ela nos foi apresentada em Perdida jamais imaginei vê-la andando de calças, de cabelo curto, bêbada, visitando um bordel, beijando uma mulher e o melhor de tudo finalmente assumindo o controle da sua vida, tomando decisões, errando em algumas, claro, afinal quem não comete erros? Quem não duvida de certas coisas que nos falam? Quem não acredita demais e acaba quebrando a cara? Quem nunca se recusou a escutar aquela voz que vem lá dentro?
.
"Sua vida não pode ser interessante se é guiada por regras criadas por terceiros."
.
Com aquela ajudinha do destino os caminhos de Leon e Valentina se cruzam, e como costuma acontecer nesse tipo de livro, um casamento se faz necessário rapidamente, mas num passeio no barco do seu noivo as coisas não saem como planejado e Valentina some no mar. E é a partir daí que vemos ela descobrindo muitas coisas a respeito de si mesma e conhecendo Leon de uma forma inusitada.
.
"Ela odeia confrontos. Faz o que pode para não se meter em um, mas quando entra, é impossível que saia dele sem dar a última palavra."
.
Amei Desencantada, foi bom rever alguns personagens, outros nem tanto. Foi muito gostoso ler os momentos de Leon e Valentina, tivemos bons diálogos e cenas engraçadas. Apesar de não querer ajuda em certas coisas, de muitas vezes ser teimosa, ela não perdeu a essencia de se preocupar com os outros, de perdoar e em momentos de tristeza, naqueles que não tem como ser forte e precisamos de um abraço, ela o recebeu e foi uma das cenas mais lindas.
.
"Os seres humanos criam regras. O amor não obedece a nenhuma. Não vê impossibilidades, posição social, gênero, religião, nada."
.
Recomendo demais!!!!
Tão lindo ver que as histórias estão amarradinhas. 


0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário

Obrigada pelo seu comentário, ele é muito importante para mim!