Crítica | Com amor, Simon (2018)

(Love, Simon)
País: EUA
Classificação: 12 anos
Estreia: 5 de Abril de 2018
Duração: 127 min.
Direção: Greg Berlanti
Roteiro: Becky Albertalli , Elizabeth Berger , Isaac Aptaker
Elenco: Nick Robinson , Josh Duhamel , Jennifer Garner , Bryson Pitts , Nye Reynolds , Katherine Langford , Alexandra Shipp

Todo mundo merece uma grande história de amor. Mas para Simon Spier, de dezessete anos, é um pouco mais complicado: ele ainda não contou para a sua família ou amigos que é gay, e não faz ideia de qual seja a identidade do seu colega anônimo que divide o mesmo segredo. Resolver as duas questões se mostra divertido, aterrorizante e uma mudança de vida definitiva.


Com amor, Simon é a adaptação cinematográfica de Simon vs. a agenda Homo Sapiens, de Becky Albertrali, que eu tive o prazer de conhecer na Bienal de São Paulo em 2016 e que é uma fofa! Gostaria de agradecer à Intrínseca duplamente, primeiro por ter a chance de conhecer essa mulher maravilhosa, e segundo por nos convidar (blogs parceiros) para a pré-estreia de Com amor, Simon. Obrigadaaaaa! s2 

O filme tem uma proposta simples e que já foi abordada no cinema muitas vezes, mas há um diferencial. Vocês irão entender mais pra frente. 

Simon é um adolescente comum, com uma família incrível (ele tem muita sorte!) e ótimos amigos. Ele realmente parece ter a vida perfeita, se ele não tivesse que conviver com um segredo que ele ainda não está pronto para revelar ao mundo: Simon é gay. 

Viram? Nada novo até aqui, certo? A diferença desse filme é que o ponto principal não está no fato de Simon ser gay, e sim na maneira como ele está começando a encarar isso, e de como ele NÃO quer ser estereotipado, não quer ser resumido ao fato de que ele é gay, que isso é apenas uma parte dele. 

Gostei do Simon não ser uma pessoa perfeita, apesar de ele ser um bom garoto, toma atitudes idiotas e magoa pessoas. Simon precisa lidar com o fato de que seu segredo está prestes a ser revelado forçadamente, e ele vai fazer de tudo para mantê-lo desconhecido por mais um tempo. Nesse meio tempo ele vai fazendo coisas que vão impactar em outras, que irão refletir em outras e assim por diante, criando uma espécie de bola de neve, até o personagem se dar conta de que não consegue mais sustentar as mentiras, e então vai em busca de resolver os conflitos.

Outro ponto positivo é a família de Simon, vivida por Jennifer Garner e Josh Duhamel, que são pais jovens, o casal que se conheceu no ensino médio e se casou, o atleta e a popular. São pessoas boas, que tem uma rotina familiar convencional. Simon sabe que se ele se assumir, não será um problema em casa, o que vai contra a maioria dos filmes nesse estilo, onde a família é o principal opressor, mas Simon quer entender melhor pelo que está passando, encontrar sua verdadeira identidade e então revelar essa pequena - porém importante - parte de quem ele é. 

Outra coisa que eu adorei foi o fato de que os personagens secundários também tem suas próprias histórias e dificuldades, assim como Simon, por exemplo a personagem Abby, que tem um destaque um pouco maior no filme. Leah é uma ótima personagem também, em algumas cenas vamos lembrar muito da Hannah, de Os treze porquês.

Enfim, eu realmente não vi pontos negativos no filme. Não sou crítica de cinema, sou só uma pessoa que gosta de filmes e resolveu falar um pouco do que viu. Não entendo de detalhes técnicos, mas realmente gostei da trilha sonora e do roteiro do filme (acho que porque a Becky esteve envolvida) e acho que ele vai agradar não somente ao público LGBT, mas a todo mundo, pois em algum momento você vai se identificar com o Simon ou algum dos outros personagens. Recomendo para todo mundo que gosta de filmes sobre adolescentes. 

2 comentários via Blogger
comentários via Facebook

2 comentários

  1. Oi Dana, tudo bem? Amei sua crítica! Ainda não tive a oportunidade de assistir ao filme, mas li o livro e me apaixonei, por isso minhas expectativas são altíssimas com a adaptação.
    Bjkas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol eu amei o filme, achei de uma delicadeza viu! <3 E aí, ja conseguiu assistir?
      Acredita que eu so to vendo que tem comentarios agora? aushahsiau é que eu tinha desabilitado eles ha anos, mas a moça que fez o layout novo reabilitou e eu nao me toquei! hahaha obrigadda pela visita! xeirooo

      Excluir

Obrigada pelo seu comentário, ele é muito importante para mim!