Resenha | Uma proposta e nada mais (Mary Balogh) Clube dos Sobreviventes #1

Uma Proposta e Nada Mais
Clube dos Sobreviventes # 1
Mary Balogh
R$ 24,20
ISBN-13: 9788580418170
ISBN-10: 8580418178
Ano: 2018 / Páginas: 272
Idioma: português
Editora: Arqueiro
Primeiro livro da série Clube dos Sobreviventes, Uma Proposta e Nada Mais é uma história intensa e cativante sobre segundas chances e sobre a perseverança do amor.
Após ter tido sua cota de sofrimentos na vida, a jovem viúva Gwendoline, lady Muir, estava mais que satisfeita com sua rotina tranquila, e sempre resistiu a se casar novamente. Agora, porém, passou a se sentir solitária e inquieta, e considera a ideia de arranjar um marido calmo, refinado e que não espere muito dela.
Ao conhecer Hugo Emes, o lorde Trentham, logo vê que ele não é nada disso. Grosseirão e carrancudo, Hugo é um cavalheiro apenas no nome: ganhou seu título em reconhecimento a feitos na guerra. Após a morte do pai, um rico negociante, ele se vê responsável pelo bem-estar da madrasta e da meia-irmã, e decide arranjar uma esposa para tornar essa nova fase menos penosa.
Hugo a princípio não quer cortejar Gwen, pois a julga uma típica aristocrata mimada. Mas logo se torna incapaz de resistir a seu jeito inocente e sincero, sua risada contagiante, seu rosto adorável. Ela, por sua vez, começa a experimentar com ele sensações que jamais imaginava sentir novamente. E a cada beijo e cada carícia, Hugo a conquista mais – com seu desejo, seu amor e a promessa de fazê-la feliz para sempre.


A editora Arqueiro nos presenteia mais uma vez com a nova serie Clube dos Sobreviventes, escrita pela autora Mary Balogh. E para iniciar, somos apresentados a Lady Muir e Lorde Trentham em Uma Proposta e Nada mais.

Gwendoline é a viúva de Muir, enquanto foi casada, seu relacionamento teve altos e baixos, pois seu marido era uma pessoa inconstante. Após uma fatalidade, acabou deixando Gwen sozinha e sem filhos. Sete anos depois ela continua sozinha e não querendo um novo casamento, ela tem uma vida calma ao lado de sua mãe, porem quando sua amiga mais antiga também perde o marido ela é convidada a passar algumas semanas com ela.

Gwen acaba discutindo com sua amiga e indo dar uma volta na praia, e como ela possui uma lesão mal curada em sua perna, acaba caindo. Lorde Trentham que estava tentando não ser visto acaba tendo que ir ajudar a pobre mulher. Hugo logo decide que Gwen é da nobreza, e seu ódio já é bem perceptível pois ele é da classe dos comerciantes, e mesmo bastante rico, não gosta da aristocracia e, ainda tem o fato dele ter sido um soldado da guerra que venceu uma missão suicida.

“- A senhora não é, de forma alguma, o tipo de mulher que busco para ser minhas esposa - disse ele. - E faço parte de um universo muito diferente do marido que espera encontrar. Mesmo assim, sinto um poderoso desejo de beijá-la.”

Penderris Hall é o local onde acontece o Clube dos Sobreviventes, fazem parte desse grupo justamente pessoas que sofreram tanto quanto Hugo, seja na guerra, ao perder um parente querido, ou ter visto a mais pura fonte de covardia. Hugo ao ver que o tornozelo dela não está nada bom, decide leva-la a Penderris para ser cuidada por um médico. Todos na casa a recebem muito bem e decidem o que é melhor por ela.

Gwen é uma mulher forte mas sabe que não pode negar essa ajuda, pois também sabe que sua perna já passou por outra grave lesão e que precisa de ajuda para se recuperar. Podemos conhecer os personagens secundários e seus medos, pois todos estão debilitados, Hugo também não fica atrás, pois apesar de ser fisicamente perfeito carrega a culpa por varias mortes.


"-Sofremos neste lugar - explicou ele. - Nós nos curamos neste lugar. Desnudamos nossas almas uns para os outros. Deixar esta casa foi uma das coisas mais difíceis que fizemos. Mas era necessário para que nossas vidas voltassem a ter sentido. Uma vez por ano, porém, voltamos para recuperar nossa integridade ou para nos fortalecermos com a ilusão de que estamos inteiros."

Hugo e Gwen  logo se sentem atraídos um pelo outro, e enquanto ela não procura um casamento, a não ser que a pessoa traga paz para ela, Hugo procura uma esposa que possa satisfazê-lo na cama, gerar um herdeiro, e que ensine sua irmã a ser uma lady para que ela possa conseguir um casamento.

Ambos possuem seus demônios e mesmo quando ela aceita ajudá-lo com a irmã, a diferença entre eles é gigante, porem eles compreendem que o que está crescendo em seus corações é mais forte do que eles imaginam, e agora precisam escolher se irão seguir o coração ou a razão.

"A vida era curta demais para perder tempo com lamentações. Havia sempre muito o que comemorar.”

Confesso que eu estava com altas expectativas para esse livro. porem não consegui ser cativada totalmente pelos personagens e suas histórias. Achei a escrita um pouco lenta e isso acabou me cansando um pouco. Mary mesmo assim consegue criar personagens com passados pesados que não conseguimos ver em outros livros do gênero, e recomendo sim pra quem gosta de um livro mais lento.


1 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Um comentário

  1. Eu tive a oportunidade de ler esse livro e confesso que me apaixonei. Estou muito curiosa para conhecer a história dos demais sobreviventes, pois acredito que alguns deles irão nos surpreender. Parabéns pela resenha!
    Bjkas

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário, ele é muito importante para mim!