Crítica | Deadpool 2 (2018)



Data de lançamento 17 de maio de 2018 (2h 00min)

Direção: David Leitch

Elenco: Ryan Reynolds, Josh Brolin, Morena Baccarin mais
Gêneros Ação, Comédia , Aventura
Nacionalidade EUA
Deadpool (Ryan Reynolds) está de volta maior, melhor e mais engraçado do que nunca. Quando o super soldado Cable (Josh Brolin) chega em uma missão assassina, o mercenário precisa aprender o que é ser herói de verdade, recrutando pessoas poderosas, ou não, para ajudá-lo.


Deadpool 2 consegue ser incrivelmente divertido. E digo mais, consegue ser melhor que o primeiro. Digo sem medo, pois me diverti do começo ao fim. Deadpool 2 é definitivamente um dos melhores filmes dos X-MEN. Não soltarei spoilers, mas os fãs de HQs e da franquia dos Mutantes vão concordar comigo após assistir ao filme do mercenário tagarela.




Aqui temos o Wade (Ryan Reynolds) mais uma vez em cima da linha que separa os heróis e vilões. Só que dessa vez ele quer provar que é mais que fatiador de carne. E para provar isso ele vai (tentar) proteger um garoto mutante, chamado Punho de Fogo, de ser morto por um mutante vindo do futuro, Cable, vivido por Josh Brolin (sim, o mesmo ator que da vida ao Titã Louco Thanos, em Vingadores Guerra Infinita, ou seja, se preparem para as piadas). 



Já vendo que a tarefa não será nada fácil, Deadpool resolve montar sua equipe de mutantes, a X-Force, uma equipe mais sanguinária de mutantes derivada dos X-MEN.  
Na equipe temos Dominó (Zazie Beetz) que tem poderes de sorte, Bedlam (o pai do Chris... Ops! Terry Creed) capaz de gerar interferência em sistemas elétricos e mecânicos e também induzir dor e confusão nas pessoas, Shatterstar (Lewis Tan) um alienígena que se garante no Karatê, Zeitgeist (Bill Skarsgård) capaz de vomitar (eca) ácido, e Peter Wisdom (Rob Delaney) que não tem poderes mas tem um bigodão. E claro que Colossus e Míssil estão de volta para mais uma sessão de pancadaria. Isso sem contar com o hilário taxista Dopinder (Karan Soni).



Deadpool 2 além de ser um filme divertido é, acima de muita coisa, um filme fiel aos quadrinhos. Referências, cenas, fotografias, roteiro e até as piadas saídas das páginas dos gibis. Esse seria um filme para não se levar a sério, mas DP2 é mais firme que muito filme “sombrio e adulto” que tem por aí. A continuação não cai no clichê (pelo menos não inconscientemente), renova os trocadilhos e referências, tem efeitos visuais bons (teve umas cenas que me incomodaram). Resumindo, David Leitch na direção e Ryan Reynolds nos roteiros fizeram seus deveres de casa.



Apesar de ter classificação 18 anos, o sucesso de bilheteria é certeza e satisfação do público é garantido.

Deadpool 2 tem sua estreia marcada para 17 de Maio de 2018 nos cinemas brasileiros.


2 comentários via Blogger
comentários via Facebook

2 comentários

  1. Oi Eddy, tudo bem?
    Ainda não assisti a esse segundo filme, mas estou com altas expectativas após ler sua crítica.
    Bjkas

    http://www.acordeicomvontadedeler.com/

    ResponderExcluir
  2. A impressão que fica é de que o filme se sustenta através de referências. As piadas e quebra de quarta parede estão presentes, conforme esperado, mas não conseguem ser tão incríveis quanto as do primeiro filme. Amei ver o ator Bill Skarsgård no filme, é de admirar o profissionalismo deste ator, trabalha muito para se entregar em cada atuação o melhor, sempre supera seus papeis anteriores, o demonstrou em IT a Coisa filme, que se converteu em um dos meus preferidos. Desfrutei muito sua atuação neste filme, acho que cuida todos os detalhes e como resultado é uma grande produção e muito bom elenco.

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário, ele é muito importante para mim!