Crítica | Arranha-céu: Coragem sem limite (2018)


Data de lançamento 12 de julho de 2018 (1h 42min)
Direção: Rawson Marshall Thurber
Elenco: Dwayne Johnson, Neve Campbell, Chin Han mais
Gêneros Ação, Suspense
Nacionalidade EUA
Responsável pela segurança de arranha-céus, o veterano de guerra americano e ex-líder da operação de resgate do FBI, Will Ford (Dwayne Johnson), é acusado de ter colocado o edifício mais alto e mais seguro da China em chamas. Cabe ao agente achar os culpados pelo incêndio, salvar sua família que está presa dentro do prédio e limpar seu nome.


Skyscraper (Arranha-Céu: Coragem Sem Limite, aqui no Brasil) vai contar a história do Will Ford (Dwayne Johnson), um ex- líder de operações de resgate do FBI, que foi contratado para trabalhar em um famoso Arranha-Céu. Acusado de ter ateado fogo no edifício, tendo como missão: provar a sua inocência e salvar a mulher e os dois filhos que estão presos dentro do prédio.



O longa, aparentou no começo ser um tanto cansativo e parado. No início são demonstradas apresentações sobre o arranha- céu, proprietários, funcionários e propagandas.

Não sei porque, mas parecia que veríamos um filme de ação misturado com fiçção cientifica – um gênero o qual não sou fã – isso fez com que  eu desanimasse em relação ao filme de início, mas com o decorrer ele se mostrou ao contrário e foi prendendo cada vez mais minha atenção.



Ah,  tensão foi o que não faltou!

Não canso de dizer que Dwayne Johnson é um baita de um ator, e não consigo imaginar outro em seu lugar no papel. Foi feito para ele!

Will é um personagem muito forte e carismático. O amor e o cuidado que ele tem para com a sua família é de admirar, e isso contribuiu muito para que a admiração e carisma pelo personagem só aumentasse.



Sabe quando você quer ter algum personagem como amigo?  Pois é, meu caso com o Will e sua família! Falando nisso, o filme deixou um pouco claro sua mensagem: Que a família é um bem precioso. 


Os efeitos especiais estão incríveis e  não deixaram a desejar. O filme foi bastante previsível, mas mesmo assim  ele não deixou a tensão e a emoção se apagarem. 


Arranha-Céu não é memorável, mas é um bom filme. Não é o melhor do gênero e nem do ator, mas acredito que quem for assistir sairá do cinema satisfeito, pois ele prende do início ao fim.

O longa chega aos cinemas brasileiros no dia 12 de julho. 

Por João Paulo Moreira
1 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Um comentário

  1. Quando vi o trailer desse filme não fiquei tão intrigada com ele. Achei que seria um daqueles filmes de ação com cenas mirabolantes e inúmeros efeitos especiais. Lendo a sua crítica, tive a impressão de que estava correta e não sei se irei assistir tão cedo.
    Bjkas

    http://www.acordeicomvontadedeler.com/

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário, ele é muito importante para mim!