Resenha | Big Rock (Lauren Blakely) Big Rock #01

Big Rock
Ele tem todos os talentos. Algumas vezes, tamanho é documento.
Big Rock # 1
Lauren Blakely
R$ 19,90 até R$ 34,90
ISBN-13: 9788562409943
ISBN-10: 8562409944
Ano: 2017 / Páginas: 224
Idioma: português 
Editora: Faro Editorial


A maioria dos homens não entendem as mulheres

Spencer Holiday sabe disso. E ele também sabe do que as mulheres gostam. 
E não pense você que se trata só de mais um playboy conquistador. Tá, ok, ele é um playboy conquistador, mas ele não sacaneia as mulheres, apenas dá aquilo que elas querem, sem mentiras, sem criar falsas expectativas. “A vida é assim, sempre como uma troca, certo?” 
Quer dizer, a vida ERA assim. 

Agora que seu pai está envolvido na venda multimilionária dos negócios da família, ele tem de mudar. Spencer precisa largar sua vida de playboy e mulherengo e parecer um empresário de sucesso, recatado, de boa família, sem um passado – ou um presente - comprometedor... pelo menos durante esse processo. 
Tentando agradar o futuro comprador da rede de joalherias da família, o antiquado sr. Offerman, ele fala demais e acaba se envolvendo numa confusão. E agora a sua sócia terá que fingir ser sua noiva, até que esse contrato seja assinado. O problema é que ele nunca olhou para Charlotte dessa maneira – e talvez por isso eles sejam os melhores amigos e sócios. Nunca tinha olhado... até agora.

Big Rock conta a história de Spencer Holiday, um playboy de 28 anos que é lindo, rico e tem um "membro enorme", e é isso o que ele deixa bem claro pelo menos até as primeiras 70 páginas do livro. Spencer é filho do dono da Katherine's, que imagino que seja a versão da Lauren da Tiffany's, a famosa joalheria conhecida pelo tom de azul de suas caixas que se tornaram ao longo dos anos um verdadeiro objeto de desejo. 

Só que Spencer não vive às custas do pai não. Ele criou um dos maiores aplicativos de paquera já existentes, o Namorado Antenado, e vendeu o aplicativo, obtendo assim a sua própria fortuna. Com o dinheiro da venda do aplicativo, Spencer abriu um bar bem badalado junto com sua melhor amiga Charlotte, cuja amizade persiste firme e forte desde a faculdade.

O pai de Spencer quer "se aposentar" e vender a rede de joalherias para curtir a vida ao lado da esposa, pois nem Spencer nem Harper, seus filhos, tem vontade de dar continuidade ao seu legado, ambos querem trilhar suas próprias histórias. Então um empresário muito conservador está disposto a comprar a cadeia de lojas, porém a fama de Spencer por Nova York não é nada boa, e para seu pai conseguir vender a loja para o Sr. Offerman, Spencer precisa se passar por bom moço, responsável e COMPROMETIDO! E é aí que as coisas complicam, pois ele acaba contando uma mentira que acaba indo longe demais. 

Ah gente, esse livro é o próprio clichêzão. A história é totalmente previsível, não vai mudar a nossa vida mas a gente adora! Spencer e Charlotte são melhores amigos e ele acaba falando pro pai dele e pro Sr. Offerman que ela é sua noiva, e ele precisa convencê-la a participar da farsa e sustentar essa mentira até que o contrato esteja assinado para a transferência da loja. Não é spoiler! Acho que não tem nem pra spoiler nesse livro, a gente já sabe de tudo que vai acontecer desde o começo. A autora até tenta nos tapear em algumas partes, dando a entender uma coisa, mas pra quem já está acostumada a ler esse tipo de história, é fácil perceber as nuances. 

Pra ser bem sincera eu achei alguns furos no enredo, pequenas inconsistências na história, mas acho irrelevante apontar aqui, uma vez que esse livro foi feito para puro entretenimento, ou seja, não necessita de uma análise mais apurada, então okay, a gente releva. Até porque a leitura é tão gostosinha que não atrapalha em nada os furinhos, eu é que sou chata mesmo. Mas em minha defesa, achar essas coisinhas é força do hábito por conta do trabalho e da faculdade. HaHaHa

Eu gostei muito dos personagens, apesar de que Spencer me irritou até mais ou menos uns 40% do livro, pois ele ficava o tempo todo afirmando que o pênis dele era imenso, que era monstruoso, que era muito grande, que ele era super incrível na cama e que todas as mulheres caíam aos pés dele porque ele sabia como deixá-las super-hiper-mega-ultra excitadas e bla bla bla. Sério, isso irrita um pouco. Amigo, a gente já entendeu que tu é o Kid Bengala caucasiano. 

Eu gosto muito de histórias que tem melhores amigos que se apaixonam. A relação entre Spencer e Charlotte é sólida e construída na base da amizade, não foi uma coisa do nada, pelo contrário, é super interessante quando ele entende pequenos detalhes que ele não sabia explicar antes, o porquê ele se sentia assim. É fofo. Apesar de ele achá-la linda, pelo que eu entendi ele nunca tinha fantasiado com ela, e até o momento em que isso acontece é assustador pra ele. É bem engraçado vê-lo tentando lutar contra isso. Apesar de ser egocêntrico e seachany.com, Spencer é um cara legal, tem bom coração e não tira proveito das mulheres, apesar de 'poder'.

Curti que o livro não é tão fútil como pode parecer, ele traz mensagens bacanas, fala sobre relacionamentos abusivos, machismo (muito machismo!) e sobre empoderamento feminino também. E foge à regra do cara rico, lindo e que tem família escrota, os pais do Spencer são as melhores pessoas, bem como Harper, que adorei. 

Recomendo para quem gosta de histórias com conteúdo bem sexy e pra quem realmente quer se distrair, relaxar lendo uma história gostosinha com final feliz. E pra ser bem sincera, pelo prólogo eu achei que seria bem mais pesado, em termos de linguagem e cenas de sexo, mas até que é tranquilo. O próximo livro, Mister O., contará a história de Nick, o melhor amigo de Spencer. A resenha sai aqui no blog na próxima segunda-feira! Até lá! ;)
1 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Um comentário

  1. Oi Dana, tudo bem com você?
    Eu também notei as inconsistências, mas sinceramente, nem liguei para elas. Foi um livro que li rapidamente e que me divertiu bastante, pois flui muito bem e os personagens são carismáticos.
    Bjkas

    http://www.acordeicomvontadedeler.com/

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário, ele é muito importante para mim!