Crítica | Homem-aranha no aranhaverso (2019)


Data de lançamento 10 de janeiro de 2019 (1h 57min)
Direção: Bob Persichetti, Peter Ramsey mais
Elenco: Shameik Moore, Jake Johnson (XVI), Hailee Steinfeld mais
Gêneros Animação, Ação, Família
Nacionalidade EUA
Miles Morales é um jovem negro do Brooklyn que se tornou o Homem-Aranha inspirado no legado de Peter Parker, já falecido. Entretanto, ao visitar o túmulo de seu ídolo em uma noite chuvosa, ele é surpreendido com a presença do próprio Peter, vestindo o traje do herói aracnídeo sob um sobretudo. A surpresa fica ainda maior quando Miles descobre que ele veio de uma dimensão paralela, assim como outras versões do Homem-Aranha.

Não subestimem esse filme apenas por ser uma animação.

Homem-Aranha no Aranhaverso é um filme lindo de se ver, é divertido e muito emocionante. Impossível não rir e não se divertir.



Nesse filme temos como principal personagem o Homem-Aranha Miles Morales, um garoto do gueto de Nova Iorque que vive em uma realidade diferente do universo do Peter Parker que conhecemos. Nesse universo Peter morreu em um ato heroico, e como uma espécie de acaso do destino Miles é picado por uma aranha radioativa lhe concedendo poderes proporcionais a de uma aranha. A história parece batida, mas o que a torna diferente é o personagem. Miles é um garoto super inteligente que vive em uma realidade mais brutal, pois é filho de policial, negro e convive em meio ao crime que acontece na cidade. E para complicar a vida do garoto, além de poderes, o acidente que matou o Peter de sua realidade causa uma alteração na realidade, trazendo outros heróis aranha para o universo de Miles.



Somos apresentados a Gwen Stacy (sim, a ex namorada do Peter que conhecemos que morreu pelas mãos do Duende Verde) que em sua realidade ela que foi picada por uma aranha radioativa e não Peter. Vemos tbm um Peter de uma realidade onde ele é mais falido que o normal, preguiçoso e desleixado, e seu casamento com Mary Jane foi para o buraco. Aparecem também o Porco Aranha, Homem Aranha Noir e Peni Parker.



Muitos podem se sentir confusos apenas lendo o texto e se dizendo "senhor, não sabia que existiam tantos Homens Aranha". Mas calma, todos são colocados em seus momentos certos para não embananar a cabeça de quem não é tão familiarizado com o universo do Cabeça de Teia.

Você falou referências? Tem e de sobra. Referências aos filmes do Aranha (sim, referências ao amado aranha do Tobey Maguire), animações, quadrinhos, jogos e  tudo que você puder imaginar, então é aquela coisa, piscou perdeu.



Mas o filme não fica só no aranha e suas comédias, mas tambem vemos as questões que atormentam Miles, como o relacionamento com os pais, a responsabilidade dos novos poderes e até a puberdade.
Podemos já considerar Homem-Aranha no Aranhaverso como um dos melhores filmes do escalador de paredes se não o melhor. A animação é simplesmente de cair o queixo. É como estar lendo um quadrinho e assistindo a um filme ao mesmo tempo. É realmente para agradar a todos, desde aos fãs de HQs até aos que apenas querem assistir a um bom filme.



O filme tem Peter Ramsey, Bob Persichetti, Rodney Rothman na direção e estreia nos nossos cinemas dia 10 de Janeiro. É uma ótima pedida nessas férias.

Ha! Ao terminar o filme não levante da cadeira, tem cenas pós créditos, e são sensacionais.

por Eddy Silva
1 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Um comentário

Obrigada pelo seu comentário, ele é muito importante para mim!