Resenha | Um Marido de Faz de Conta (Julia Quinn) Os Rokesbys #2

Um Marido de Faz de Conta
Os Rokesbys # 2
Julia Quinn
R$ 25,83 até R$ 27,99
ISBN-13: 9788580419221
ISBN-10: 8580419220
Ano: 2019 / Páginas: 304
Idioma: português 
Editora: Arqueiro

Julia Quinn já vendeu 1 milhão de livros pela Editora Arqueiro.
Enquanto você dormia…
Depois de perder o pai e ficar sabendo que o irmão Thomas foi ferido durante uma batalha nas colônias, Cecilia Harcourt tem duas opções igualmente terríveis: se mudar para a casa de uma tia solteira ou se casar com um primo vigarista. Então ela cruza o Atlântico, determinada a cuidar de seu irmão pelo tempo que for necessário. Só que, após uma semana sem conseguir localizá-lo, ela acaba encontrando seu melhor amigo, o lindo oficial Edward Rokesby. Ele está inconsciente, precisando desesperadamente de cuidados, e Cecilia promete salvar a vida desse soldado, mesmo que para permanecer ao lado dele precise contar uma pequena mentira...
Eu disse a todos que era sua esposa
Quando Edward recobra a consciência, não entende nada. A pancada na cabeça o fez esquecer tudo que aconteceu nos últimos três meses, mas ele certamente se lembraria de ter se casado. Apesar de saber que Cecilia Harcourt é irmã de Thomas, eles nunca foram apresentados. Mas, já que todo mundo a trata como esposa dele, deve ser verdade.
Quem dera fosse verdade…
Cecilia coloca o próprio futuro em risco ao se entregar completamente ao homem que ama. Mas quando a verdade vem à tona, Edward talvez também tenha algumas surpresas para a nova Sra. Rokesby.


Os irmãos Rokesbys são apaixonantes.

Uma dama fora dos padrões, primeiro livro dessa série, foi o livro que mais gostei da Julia Quinn e estava com boa expectativa para sua continuação, mesmo sabendo que não seria do meu Rokesby preferido, Andrew.

No primeiro livro o Capitão Edward Rokesby não aparece, só é mencionado que ele está em missão, então é possível ler esse livro antes do primeiro já que tem histórias independentes. 

Cecilia atravessa o oceano e vai até Nova York em busca do seu irmão Thomas, melhor amigo do Edward, após receber um comunicado que ele estava ferido. Seu pai havia falecido a pouco tempo e a chegada do primo que queria casar com ela, fez com que embarcasse nessa viagem sozinha. Ao chegar em Nova York descobre que seu irmão está desaparecido, com pouco dinheiro e não sendo bem recebida pelo exército quando procurava por informações e ao saber que Edward está mal e desacordado resolve ajuda-lo e para permitirem que fique perto dele afirma ser sua esposa.
O que ela não imaginava é que quando acordasse ele a reconheceria, afinal eles nunca haviam se visto.

Cecilia escrevia para Thomas constantemente, é lindo ver a relação desses irmãos e o amor que sentem um pelo outro. Todo início de capítulo temos trechos dessas cartas, foi um toque especial para essa narrativa. Eu amo livros com troca de cartas e amei saber que foi dessa forma Edward e Cecilia se conheceram, por intermédio de Thomas.

Edward acorda com uma forte dor de cabeça e não lembra o que aconteceu nos últimos meses, a ideia de estar casado com Cecilia e não lembrar do casamento parece estranha, mas não ruim, afinal ele nutria um sentimento por ela, ele a conhecia pelo o que Thomas contava e ansiava pela chegada das cartas dela.

"Ele sorriu – o mais leve dos sorrisos, mas foi o suficiente para marcar para sempre o coração dela."

Me apaixonei pelo Edward. Ele é muito amorzinho. O ritmo da história é lento, não acontece grandes coisas mas foi uma delícia acompanhar o relacionamento desses dois crescendo.
Cecilia sabe que não pode continuar mentindo para Edward, mas ele ainda precisa dos seus cuidados e ela precisa da influência dele para saber o que aconteceu com o irmão. Pensando nos homens da sua vida ela não se importa com o que essa relação vai fazer com sua reputação, quando tiver notícias de Thomas e Edward ficar melhor, ela vai embora deixando o livre.

Cecilia e Edward são personagens bem construídos e com grandes valores. Foi angustiante esperar por notícias do Thomas, personagem que me afeiçoei conhecendo-o através do carinho que Cecilia e Edward sentem por ele. Julia Quinn perdeu alguns pontinhos comigo pela maneira que tratou disso no final do livro, fiquei meio decepcionada com o que fez, mas tirando esse detalhe eu adorei como as coisas foram conduzidas, adorei esse casal. Entendi o posicionamento da Cecilia, entendi perfeitamente como Edward reage ao descobrir a verdade e no fim ele fez o que eu esperava, eu já disse que ele é muito amorzinho e eu me apaixonei por ele neh...rs

Um marido de faz de conta é aquele clichê gostosinho de ler, diferente do primeiro livro, esse é mais dramático, afinal relata os horrores da guerra e continua mostrando como as mulheres são discriminadas e é sempre bom ler livros com personagens femininas determinadas e que lutam pelo que acreditam, não baixando a cabeça pelo que a sociedade impõe.
Apesar de ter um enredo mais pesado, também temos momentos leves e doces no decorrer do livro.

A nossa querida Billie está presente na história em forma de lembranças e na projeção do medo de Cecilia de que Edward esteja comprometido com ela, afinal não é segredo para ninguém que as famílias Bridgerton e Rokesby esperam por essa união.
Ah, foi ótimo rever a Billie e o George e eles me deixaram mais louca para ler o livro do Andrew.

"– Eu conto ou você conta? – perguntou Billie. George respirou fundo. – É uma história e tanto..."

Com apenas dois livros dos irmãos Rokesbys já posso dizer que gosto mais deles do que dos Bridgertons, espero que os próximos livros continuem no mesmo nível. Julia Quinn tem uma escrita fluida e personagens encantadores. Recomendo muito!!

O terceiro livro, Um cavalheiro a bordo, que vai ter o Andrew como protagonista vai ser lançado ainda esse ano e a capa já foi divulgada. Eu estou adorando o padrão de capa dessa série. A editora Arqueiro continua arrasando.

Por Renata Kerolin

0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário

Obrigada pelo seu comentário, ele é muito importante para mim!