Resenha | Mortina (Barbara Cantini)

Mortina
Uma história que vai fazer você morrer... de rir!
Barbara Cantini
R$ 39,90 até R$ 49,90
ISBN-13: 9788574068442
ISBN-10: 8574068446
Ano: 2019 / Páginas: 56
Idioma: português 
Editora: Companhia das Letrinhas
A pequena Mortina quer, como qualquer outra criança, fazer amigos. Mas há um detalhe: ela é uma menina-zumbi, e sua tia Fafá Lecida não a deixa sair de casa… Até que o Dia das Bruxas chega e, com ele, a chance de Mortina se aventurar fora de casa.
Mortina é uma menina diferente de todas as outras: ela é uma menina-zumbi. Passa os dias no Palacete Decrépito com sua tia Fafá Lecida e seu inseparável amigo, o galgo albino Tristão.
O maior sonho de Mortina é ter amigos de sua idade para brincar, mas sua tia nunca deixa que ela saia de casa, porque tem medo da reação dos humanos ao conhecerem a pequena zumbi.
Para sua alegria, um dia a oportunidade perfeita aparece: o Dia das Bruxas, quando todas as crianças saem às ruas com as fantasias mais horripilantes. Mortina nem vai precisar trocar de roupa para encarar a maior aventura de sua vida.

Mortina é uma criança quase como outra qualquer. A única diferença é que ela não está...viva. Mortina é uma menina-zumbi. A garotinha deseja mais do que tudo fazer amizade com as crianças de Logo Ali, que é um vilarejo bem próximo ao Palacete Decrépito, que é onde vive com sua tia Fafá Lecida e seu galgo albino, o cão Tristão, que ainda é um mistério se está vivo ou morto, devido à sua aparência. 

Como Mortina tem uma aparência um pouco diferente, sua pele é muito branca quase esverdeada e ela tem olheiras muito roxas, sem contar que ela pode arrancar facilmente partes do seu corpo e depois colocá-las de volta, sua tia Fafá Lecida tem muito medo do que possa acontecer a elas caso as pessoas de Logo Ali a vejam. Por isso ela proibiu terminantemente Mortina de ter contato com as outras crianças. 

Mortina, no entanto, ouve falar de uma festa em que as pessoas se vestem de monstros e saem de porta em porta para pedir doces! Nossa, que legal! Parece ser a oportunidade perfeita para a garota-zumbi interagir com os vivos sem ser percebida. E assim, ela arma um plano infalível para que isso aconteça. 

Gente que história fofa sobre inclusão, respeito às diferenças, amizade e igualdade. Mortina se fantasia dela mesma e vai curtir o Halloween como qualquer criança normal. E quando as crianças percebem o que ela é, em um descuido, eles acham o máximo e mostram que não ligam para isso, que o que importa é que Mortina é uma garota super legal! E logo todos se tornam amigos e passam a brincar juntos. 

É um livro com uma história muito legal, que mostra um pouco como se sentem crianças que são diferentes. O diferente sempre assusta um pouco no começo, mas se você der uma oportunidade vai ver que o diferente não é tão diferente assim e, na verdade, somos todos iguais. 

A edição da Companhia das Letrinhas tem capa dura e é todo ilustrado. As ilustrações são lindas, super coloridas e a diagramação é bem legal também. A leitura é ideal para os pais ou professores trabalharem o conceito de ética com os pequeninos. Dá pra ler bem rapidinho e é uma delícia acompanhar Mortina nas suas travessuras. Espero que a editora publique os próximos livros.

Super recomendo! 
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário

Obrigada pelo seu comentário, ele é muito importante para mim!