Resenha HQ | Minha coisa favorita é monstro (Emil Ferris)

Minha Coisa Favorita é Monstro
# 1
R$ 107,90
ISBN-13: 9788535931747
ISBN-10: 8535931740
Ano: 2019 / Páginas: 416
Idioma: português
Editora: Quadrinhos na Cia.

A história de um assassinato misterioso, um drama familiar, um épico histórico e um extraordinário suspense psicológico sobre monstros — reais e imaginados. A história em quadrinhos mais impactante desde Maus.

Com o tumultuado cenário político da Chicago dos anos 1960 como pano de fundo, Minha Coisa Favorita é Monstro é narrado por Karen Reyes, uma garota de dez anos completamente alucinada por histórias de terror. No seu diário, todo feito em esferográfica, ela se desenha como uma jovem lobismoça e leva o leitor a uma incrível jornada pela iconografia dos filmes B de horror e das revistinhas de monstro.
Quando Karen tenta desvendar o assassinato de sua bela e enigmática vizinha do andar de cima — Anka Silverberg, uma sobrevivente do Holocausto — assistimos ao desenrolar de histórias fascinantes de um elenco bizarro e sombrio de personagens: seu irmão Dezê, convocado a servir nas forças armadas e assombrado por um segredo do passado; o marido de Anka, Sam Silverberg, também conhecido como o jazzman “Hotstep”; o mafioso Sr. Gronan; a drag queen Franklin; e Sr. Chugg, o ventríloquo.
Num estilo caleidoscópico e de virtuosismo estonteante, Minha Coisa Favorita é Monstro é uma obra magistral e de originalidade ímpar.
Grande vencedor do prêmio Eisner, o mais importante do quadrinho mundial, nas categorias Melhor Álbum do Ano, Melhor Roteirista/Desenhista e Melhor Colorista.


Minha coisa favorita é monstro é a HQ de estreia de Emil Ferris. Ela já debutou arrastando vários prêmios, como o Eisner e Fave D’Or, que são apenas os prêmios mais importantes do mundo dos quadrinhos. Emil Ferris contraiu uma doença que paralisou suas pernas e mãos, e começou este trabalho em seu processo de reabilitação. Trabalho este que levou seis anos para ficar pronto e aproximadamente vinte mil canetas bic!!! 


Isso mesmo! As ilustrações de Minha coisa favorita é monstro são todas feitas com canetas bic ou canetinhas hidrocor. A história é sobre Karen, uma adolescente que mora numa espécie de cortiço, em Chicago no final dos anos 60. Karen é uma adolescente bem peculiar, ela curte filmes de terror e monstros, e além disso, ela se enxerga como um monstro, ela se desenha como uma lobismenina.





Um dia, Anka Silverberg, uma das vizinhas de Karen - e sobrevivente do Holocausto, é encontrada morta. A polícia diz que foi suicídio, porém Karen não engole essa história e resolve investigar a morte da mulher, que sempre a tratava bem. E então a gente vai vendo o desenrolar dessa história pelo ponto de vista da Karen, no que parece ser um diário ilustrado da menina, que é louca por arte. A narrativa não é bem linear, primeiro porque o livro é escrito por uma criança, e a coerência de pensamentos dela é bem típica das crianças, e segundo porque o livro nos tira da nossa zona de conforto no tocante à disposição do texto nas páginas. Não tem os balões, que geralmente encontramos nas HQ's, o texto é solto e é colocado de várias formas. Tem horas que nos pegamos virando o livro ou o pescoço pra ler. Esse é um dos fatores que deixam a leitura um pouco mais lenta, principalmente pra quem não é acostumado a ler quadrinhos, como no meu caso. 





O livro tem muita história também, pois em 1968, ano que se passa a história, houve o assassinato do J.F. Kennedy, a morte do Luther King, fala também sobre a Alemanha nazista e várias outras coisas que também se passaram nessa época. Isso é muito legal de ver. É legal também ver através dos olhos da Karen a Chicago dessa época e as andanças da menina pela cidade, principalmente pelo museu, que é um lugar que ela curte bastante.  



As ilustrações do livro são uma verdadeira obra de arte. É de fazer a gente babar. Imagine só, cada começo de capítulo é uma capa de revista que foi também adaptada para o português. Os desenhos são absurdamente bem detalhados. As réplicas das obras de arte que são reproduzidas pela Karen são absurdas de tão lindas e ricas em detalhes. 





Gente, eu não sou muito acostumada a ler HQ's, nem sei se o que eu falei aqui é o que se deve analisar quando se lê uma HQ, mas estou falando sobre minha percepção como leitora no geral. Além do livro ser lindo esteticamente, a história é muito boa. Recomendo demais pra quem curte HQ's e histórias de mistério. A HQ no geral tem um preço meio salgado, mas já adianto que vale cada centavo porque ela é INCRÍVEL! MARAVILHOSA! Não vejo a hora de sair a continuação! 





Fonte: Imagens
0 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Nenhum comentário

Obrigada pelo seu comentário, ele é muito importante para mim!