Featured Slider

Resenha + Sorteio | Daniel, Daniel, Daniel (Wesley King)

Daniel, Daniel, Daniel
Wesley King
R$ 37,89
ISBN-13: 9788579804526
ISBN-10: 8579804523
Ano: 2019 / Páginas: 280
Idioma: português
Editora: Rocco Jovens Leitores

Daniel é o reserva do time de futebol da escola, e isso significa que ele é basicamente o garoto da água. Ele gasta todo o tempo dos treinos arrumando e organizando os copos para seu time – e rezando para que ninguém perceba. Na verdade, Daniel passa a maior parte do tempo esperando que ninguém note seus hábitos estranhos – ele os chama de Choques. Eles incluem ter uma lista de números "ruins" e evitar escrevê-los, por exemplo, ou ligar e desligar o interruptor dezenas de vezes até se sentir bem de novo.
Daniel acha que é maluco e esconde essa impressão sobre si mesmo, principalmente de seus pais, seu melhor amigo Max e Raya, a garota por quem é secretamente apaixonado.
Sua vida fica ainda mais estranha quando ele recebe um bilhete misterioso com um pedido de ajuda assinado pela "Colega das Crianças das Estrelas", seja lá o que isso significa. E de repente, Daniel, que era um zé-ninguém na escola, se vê dentro da investigação de um grande mistério.
Este livro é sobre se sentir diferente e deslocado e encontrar aquelas pessoas que conseguem enxergar e entender você de verdade.

Daniel é um garoto de 13 anos e tem TOC - Transtorno Obsessivo Compulsivo, só que ele não
sabe o que é isso. Ele sabe que é diferente, mas acha que é a única pessoa que é assim. Daniel
tem medo de falar como se sente, como os números o aterrorizam e por isso ele é ruim em
matemática e como é uma tortura para ele conseguir dormir. Sério, gente, é angustiante ver
todo o sofrimento que ele passa todas as noites pra conseguir dormir, porque ele tem uma série de
coisas pra fazer e se não fizer tudo certinho ele acha que vai morrer. Os pais até percebem
algum comportamento estranho, mas nunca se aprofundam na conversa. Daniel gosta de
escrever e temos trechos da sua história.

Sara estuda na mesma escola que Daniel, mas não fala com ninguém, ela vive acompanhada
de uma monitora porque tem alguns problemas psicológicos. Um belo dia ela decide falar com
Daniel e pedir ajuda para descobrir o que aconteceu com o seu pai e isso vai levar aos
melhores momentos do livro. Sara acredita que o namorado da mãe matou o seu pai e eles
começam a investigar o cara.

Daniel está escrevendo um livro e Sara pergunta o enredo da história, e ela chega a conclusão
que ele escreve sobre solidão e isso é um reflexo da vida dele. Apesar de morar com o pai,
mãe, dois irmãos, ter um melhor amigo e gostar de uma menina que sempre o trata bem, ele
sofre sozinho, porque não quer que ninguém saiba do seu problema, não quer ser visto de uma
forma diferente. Com a Sara as coisas são diferentes, e amizade dos dois é a melhor coisa
desse livro.

Wesley King tem uma escrita boa e a leitura flui. O autor informa no fim que o Daniel tem
muito dele, acho que por ter vivido isso ele conseguiu relatar bem os momentos de crise. Eu
esperava que seria um livro que tivesse o TOC como foco, mas ele aborda outras coisas
também e pra mim o destaque foi a vida da Sara. A sensação que tive é que precisariam de
mais páginas para abordar o TOC do Daniel quando ele descobre que tem isso, fica em aberto
e até entendo o porquê, porque o autor fala sobre sua experiência, mas eu gostaria de ver o Daniel
melhor.

   

Como comprar mais livros pagando menos




E aí meu povo, tudo bem com vocês? Estava sumidinha daqui né? Mas essas coisas acontecem de vez em quando. Ainda mais quando o blog acabou de completar uma década! Noooossa! Parece que foi ontem! 

Então gente, resolvi passar por aqui hoje pra falar pra vocês um pouco sobre como a gente pode economizar nas nossas comprinhas online. Sabemos que esse nosso hobby - colecionar livros - não é nada barato e todo e qualquer descontinho a gente tá é gostando né? Então vamos lá...


SEBOS


Gente, comprar livros em Sebos é muito mais barato! Às vezes você até encontra livros novos ou seminovos por um preço muito abaixo do que está na livraria. Se você não liga para essa questão do livro estar lacrado e com cheirinho de novo ainda, é uma ótima dica para ler muito mais e pagar muito menos. Você ainda pode revender o livro depois ou trocar por outro, tem sebos que fazem trocas. Aqui em Fortaleza tem vários sebos no centro da cidade, e um que eu gosto muito de vender e comprar livros é o Sebo do Geraldo, na Rua 24 de maio. Vale a conferência!

SKOOB


Pra quem não sabe o skoob tem um sistema de troca de livros chamado PLUS, onde você pode colocar seus livros lá para as pessoas solicitarem, aí você recebe um crédito e pode solicitar outro livro com esse crédito. É uma boa opção para adquirir mais livros pagando apenas o frete.
Ainda no skoob, tem vários grupos de trocas e vendas de livros e geralmente os preços desses livros são bem abaixo dos valores das livrarias pois a pessoa já sabe que tem a questão do frete. Mas você pode ter a sorte de encontrar pessoas da mesma cidade que você e pode combinar de trocar ou comprar pessoalmente. Só não esqueça de marcar esse encontro em um local público tá? E se for comprar de alguém no skoob peça referências, geralmente as pessoas postam em seu perfil uma lista de pessoas com quem já negociaram. A dica é pegar alguns desses perfis aleatoriamente e sair perguntando mesmo se já fez troca/venda com a pessoa em questão e como foi o negócio. Até no skoob tem espertinhos, fique de olho!

CUPONS DE DESCONTO

Ah, gente, fala sério... Um cuponzinho de desconto na hora de finalizar a compra faz toda a diferença não é mesmo? Tem alguns sites na internet que pegam os cupons de desconto oferecidos pelas lojas e organizam direitinho num só lugar. Um deles é o Cupom Válido, que tem mais de 400 lojas parceiras, não só de livros, mas de muitas outras coisas! É muito bom! Vale a pena dar uma conferida no site, é só clicar na imagem abaixo. 



Além de tudo isso, cultive sempre o hábito de pesquisar em vários sites os preços dos livros que você está desejando muito comprar. De vez em quando rolam uns descontos relâmpago, por isso precisa estar atento! 

Obrigada pela visitinha e volte sempre! 💓





Resenha | Querido Evan Hansen (Val Emmich, Steven Levenson, Justin Paul e Benj Pasek)

Querido Evan Hansen
Val Emmich
Steven Levenson
Justin Paul
Benj Pasek
 R$ 26,99 até R$ 39,90
ISBN-13: 9788555340833
ISBN-10: 8555340837
Ano: 2019 / Páginas: 336
Idioma: português 
Editora: Seguinte

Dos criadores do premiado musical da Broadway Dear Evan Hansen, esta é uma história emocionante sobre solidão, luto, saúde mental e amizades inesperadas.
Evan Hansen sempre teve muita dificuldade de fazer amigos. Para mudar isso, decide seguir as recomendações de seu psicólogo e escrever cartas encorajadoras para si mesmo, com esperança de que seu último ano na escola seja um pouco melhor. O que não esperava era que uma das cartas fosse parar nas mãos de Connor Murphy, o aluno mais encrenqueiro da turma. Quando Connor comete suicídio e sua família encontra a carta de Evan, todos começam a pensar que os dois eram melhores amigos. Sem conseguir explicar a situação, Evan acaba refém de uma grande mentira.
Ao mesmo tempo, graças a essa (falsa) amizade, o garoto finalmente se aproxima de Zoe, a menina de seus sonhos, e passa a ser notado no colégio. No fundo, Evan sabe que não está fazendo a coisa certa, mas se está ajudando a família de Connor a superar a perda, que mal pode ter? Evan agora tem um propósito de vida. Até que a verdade ameaça vir à tona, e ele precisa enfrentar seu maior inimigo: ele mesmo.


Querido Evan Hansen é baseado em musical da Broadway e até a editora Seguinte anunciar o lançamento desse livro eu nunca tinha ouvido falar sobre ele. Gostei do livro e quando terminei a leitura pesquisei sobre o musical e ouvi as músicas. Adorei a capa, é simples e tem tudo a ver com a história, já que o Evan passa boa parte do livro com o braço engessado em decorrência de uma queda da árvore, e o gesso passa a ser o elo de ligação entre ele e o Murphy, um adolescente com temperamento instável e que também não tem amigos na escola.

O pai de Evan vive com uma nova família e não dá muita atenção pra ele, sua mãe só quer o seu melhor mas vive trabalhando e Evan passa a maior parte dos seus dias sozinho, já que não tem amigos. Ele é um aluno do ensino médio com dificuldades para se relacionar, e seu terapeuta passa para ele um exercício de de escrever cartas motivacionais para si próprio. Ele sempre começa a carta assim: "Querido Evan Hansen, Hoje vai ser um dia bom, e vou dizer por quê." Uma perspectiva positiva gera uma experiência positiva. É esse o conceito básico por trás desse exercício de escrita.

Só que ele não vê sentindo em escrever mentiras, porque os dias nunca são bons e quando finalmente resolve ser sincero e escrever o que está sentido, a carta é encontrada por Murphy e Evan se vê preso em uma situação muito delicada, porque os pais de Murphy ao encontrar essa carta supõe que foi o filho a escreveu antes de se suicidar, e tem como consolo saber que pelo menos o filho tinha um amigo.

Evan não consegue dizer a verdade, e a partir disso vive uma série de mentiras, o que me incomodou em boa parte da leitura, embora dê para entender o lado de Evan, ele acha que está fazendo bem para a família, ao mesmo tempo que essa história está fazendo bem pra ele mesmo, porque ele passa a ter atenção e carinho de uma família e se aproxima de Zoe, irmã de Murphy, por quem sempre teve uma quedinha. Zoe é mais cética em relação a essa amizade, mas Connor parece saber o que as pessoas precisam ouvir, e o relacionamento deles melhora. Na escola ele passa a ser notado, a falsa amizade com Murphy faz com que cada vez mais as pessoas falem sobre ele e mais mentiras vão surgindo, ao mesmo tempo que os temas depressão e suicídio vão sendo abordados dentro e fora da escola, e atingindo um público maior. Ele sente que está fazendo diferença na vida dessas pessoas, as pessoas o admiram e parabenizam. Uma mentira contada por um bem maior é válida? Evan vivia com esse conflito de dizer a verdade ou não. E viver essa nova vida fez com que ele mudasse de atitude, foi se perdendo.

Eu lia angustiada, esperando o momento que tudo seria revelado e quais seriam as consequências disso. Outro coisa interessante da narrativa são os capítulos que temos pelo ponto de vista do espírito de Murphy, deu para o conhecer um pouquinho. E os momentos de leveza da história são quando Jared aparece. Jared é o mais próximo que Evan tem de um amigo, e é a pessoa que sabe toda a verdade. As conversas deles me faziam rir na maioria das vezes por causa do sendo de humor do Jared.

É um bom livro, que nos mostra que podemos conviver com pessoas depressivas e não termos noção de quão grave esse quadro é. Livros que servem de alerta são importantes. A leitura flui e apesar de não concordar muito com a atitude de alguns personagens e ficar com raiva de certos momentos, também tiveram outros que me tocaram, esse sentimento de estar sozinho, não ter com quem contar, porque até mesmo as pessoas que nos amam, por mais que prestem atenção e façam o seu melhor, nem sempre vão saber o quanto a presença delas é importante, que isso pode ajudar.

— Esse foi o presente que ele me deu. Me mostrou que eu não estava sozinho. Me mostrou que eu era importante. Eu importo. Não importo? E não só eu.

Por Renata Kerolin