Crítica | O candidato honesto 2 (2018)


Crítica- O candidato honesto 2
País: Brasil
Estreia: 30 de Agosto de 2018
Direção: RobertoSantucci
Elenco: Leandro Hassum, Júlia Rabello, Rosane Mulholland, Luiza Valdetaro, Flávio Galvão, Flávia Garrafa e Victor Leal.
Nota: 2/5
Depois de ter confessado todos os crimes, João foi condenado a 400 anos de cadeia, mas cumpriu apenas quatro. Apesar de não querer mais saber de política, ele é convencido a se candidatar mais uma vez à presidência da República. O povo o adora! Afinal, é um político que não mente. Um ano se passa, o Brasil está em meio a uma grande crise, o governo de João Ernesto é uma lástima e o país está quebrado. Sob influência do vice, João vai se meter em confusões que podem lhe custar um impeachment. Ou seria um golpe? Só o futuro dirá.

Hoje trago um filme que gira em torno da política e faz piada em cima de fatos que aconteceram e que marcaram a história do nosso país. É incrível como o brasileiro faz piada da própria desgraça! Estamos em ano de eleição, o país está virado de pernas para o ar, vivemos em dias em que as polêmicas e discussões estão cada vez mais dividindo o Brasil e tornando o povo descrente de que exista uma política honesta. Isso é um fato!

No filme “O candidato honesto 2” vemos a continuação da história de João Ernesto, que após ser condenado a cumprir 400 anos de prisão por seus crimes, cumpriu apenas quatro! E ele é convencido a novamente se candidatar à presidência.

Após concorrer à presidência e vencer, um ano se passa, e vemos um Brasil em meio ao caos, beirando uma grande crise, seu governo vai muito mal e isso resulta em um impeachment para tirar João do poder. Se você conseguiu acompanhar o cenário político dos últimos anos, a trama vai te levar a risadas por causa das referências e menções que são utilizadas.

Antes de eu começar a “detonar” o filme, irei falar da atuação de Leandro Hassum, que protagoniza João Ernesto, diferente do primeiro filme, ele conseguiu se manter controlado, sem seus eventuais exageros ao qual já estamos acostumados, por isso, consegue nos reder algumas risadas.

Entretanto, preciso falar dos deslizes da obra. Quando eu soube que seria lançado o segundo filme e vi o trailer, já esperava um enredo maçante e carente de novidades. Mas, o pior de tudo, é que não consigo entender a razão de reafirmar que todos os políticos são corruptos! Como disse acima, isso é um fato! E foi criada uma continuação novamente incapaz de nos levar a uma reflexão decente sobre o conteúdo abordado.

As piadas são muito clichê, e as poucas que conseguiram me arrancar risadas foram repetidas diversas vezes. Para piorar, era utilizada uma linguagem baixa, com palavrões numa tentativa de tornar a trama mais engraçada.

E sinto dizer que a comédia não ficou sozinha nesse desastre, a parte dramática no final em que é revelado um segredo, em nada convenceu. O Candidato Honesto 2 é exatamente o que podemos chamar de um filme raso, com algumas atuações mega exageradas e roteiro batido. 

Daí você me pergunta, há algo bom no filme? Sim, quando acaba!

Sério! São as cenas cortadas que são exibidas entre os letreiros após o término.

Que pena que tenham sido tidas como erros de gravação!

Por Tycianna Araújo
1 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Um comentário

  1. Oi Tycianna, tudo bem com você?
    Confesso que não curti nem o primeiro filme e lendo sua crítica, não vou nem passar perto dessa continuação.
    Bjkas

    http://www.acordeicomvontadedeler.com/

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário, ele é muito importante para mim!