Resenha | Juntos somos eternos (Jeff Zentner)

Juntos Somos Eternos
Jeff Zentner
R$ 37,02 até R$ 44,90
ISBN-13: 9788555340765
ISBN-10: 8555340764
Ano: 2018 / Páginas: 344
Idioma: português 
Editora: Seguinte

Jeff Zentner, autor de Dias de Despedida, traz outra história comovente sobre família, amizade e amor, com uma visão emocionante e ao mesmo tempo bem-humorada sobre a dura realidade de crescer em um ambiente conservador.
Dill não é um garoto popular na escola — e não é culpa dele. Depois de seu pai se envolver em um escândalo, o garoto se tornou alvo de piadas dos colegas e passou a ser evitado pela maioria das pessoas na cidadezinha onde mora. Felizmente, ele pode contar com seus melhores amigos, Travis e Lydia, que se sentem tão excluídos ali quanto ele. Assim que os três começam o último ano do ensino médio, mudar de vida parece um sonho cada vez mais distante para Dill. Enquanto Travis está feliz em continuar no interior e Lydia pretende fazer faculdade em uma cidade grande, Dill carrega o peso das dívidas que seu pai deixou para trás. Só que o futuro nem sempre segue nossos planos — e a vida de Dill, Travis e Lydia está prestes a mudar para sempre.


Eu tinha boas expectativas com esse livro por ser do mesmo autor de Dias de despedida, não superou minha primeira experiência com o autor, mas foi uma boa leitura.

Juntos somos eternos foi o primeiro livro escrito pelo Jeff Zentner e nele conhecemos a história de três jovens amigos, Dill, Travis e Lydia. Os capítulos são alternados entre eles e eu adoro isso porque podemos conhecer melhor cada um deles e ainda que seja assim, pra mim o personagem de destaque é o Dill, provavelmente por causa de todo o seu drama familiar. O que os três tem em comum é o fato de não se encaixarem naquele perfil padrão imposto pela sociedade e por isso são deixados de lado, mas estão sempre sendo zoados por outros alunos.

No último ano do ensino médio, Lydia só pensa na sensação de liberdade e em finalmente deixar a cidade, ir pra faculdade e ganhar o mundo. Com pais amorosos, ela tem todo o apoio em casa. Lydia tem um blog sobre moda com muita influência, bons contatos e uma vontade de crescer e ela quer isso pro Dill também, sabe que ele tem potencial e deveria sair da cidade, ir pra faculdade.

"Não podemos controlar o vento, mas podemos ajustar as velas."

Dill diferente de Lydia sente que não tem escolha, ele precisa ficar em casa e ajudar a sua mãe com as dívidas. O seu pai, líder de um culto religioso, foi preso por pornografia infantil. Foi um escândalo e se não bastasse isso, Dill tem o mesmo nome do pai e do avô, que também tem um histórico polêmico na cidade. Dill se pergunta qual o problema da sua família, e se isso um dia vai atingi-lo também. Sem apoio nenhum em casa e ainda levando a culpa pelo pai estar preso, já que não fez nada pra ajudar quando ele estava sendo julgado, Dill não tem perspectiva para um futuro melhor. Sua mãe pede pra ele largar a escola, pra poder trabalhar mais, mas disso ele não abre mão, afinal é o último ano que ele vai ter com a Lydia antes dela partir.


Travis é aquele garoto deslocado das mais diversas formas. Ele é grandão, mas o que tem de maior é o seu coração e o amor pelos livros. É apaixonado por uma série de fantasia e está sempre com seu cajado e vestido a caráter. O seu pai não aceita que o seu filho não se interesse por coisas de "homen" e constantemente o compara com o seu irmão que morreu. A mãe é amorosa, mas vive a sombra do seu pai. Nem pros amigos ele conta o que acontece em casa, o seu escape vem dos livros e das pessoas que conheceu na internet que compartilham desse mesmo amor. Uma das cenas mais lindas dessa história tem livro envolvido, é impossível não se emocionar. Afinal, nós leitores, sabemos como livro é essencial.

"Fiz dos livros a minha vida porque eles me permitem escapar deste mundo de crueldade e selvageria"

No início do livro eu fiquei incomodada com o fanatismo religioso, deu pra sentir bem toda a pressão com que o Dill cresceu. Sabemos que nada em excesso é bom, e religião não é uma exceção. Depois que foi conhecendo melhor os personagens fui aproveitando mais a leitura e por esse motivo fiquei impactada quando algo aconteceu. Sabe quando você tá lendo e algo te atinge de uma forma que você fica desnorteado? Como eu não vi isso chegando? Eu não estava preparada para essa mudança na história.

Juntos somos eternos nos mostra que certas escolhas são mais difíceis que outras. Quem ou o que devemos priorizar? Qual a importância que temos na vida do outro? Podemos fazer a diferença? A família nem sempre vai ser nosso porto seguro, mas temos os amigos pra fazer esse papel. O que tem de mais bonito nessa história é a amizade deles, como sempre eles vão ter um pedacinho um do outro dentro de si e mesmo assim ainda vai ter partes da vida do outro que eles não vão ter conhecimento. Mas esse elo construído é o que vai dar força para continuarem enfrentando as adversidades da vida e ir em busca do que é melhor para cada um.

Por Renata Kerolin
1 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Um comentário

  1. Spread in Riyadh a lot of cleaning companies specialized in cleaning villas, apartments and offices through the provision of the best offers and prices, and each of these companies trying to provide the best services to gain the trust of customers.
    شركة النجوم لخدمات التنظيف
    شركة تنظيف فلل بالطائف
    شركة تنظيف مجالس بالطائف
    شركة نقل عفش بالطائف

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário, ele é muito importante para mim!