Resenha | Dança da Escuridão (Marcus Barcelos) Horror na colina de Darrington Livro #2

Dança da Escuridão
Marcus Barcelos
R$ 20,61 até R$ 31,43
ISBN-13: 9788595810198
ISBN-10: 8595810192
Ano: 2018 / Páginas: 256
Idioma: português 
Editora: Faro Editorial
Em Dança da Escuridão, a aguardada sequência de Horror na Colina de Darrington, Ben Simons desperta abruptamente e se vê amarrado a uma cadeira de metal, imerso no breu de um local desconhecido. A voz que grita é a de um homem misterioso e sem escrúpulos, que não poupará esforços para extrair de seu interior a obscura confirmação que tanto deseja... o mal presente na sua origem. Agora, para entender o que aquilo significa, o que o colocou na situação de alvo da seita, e tentar salvar todos que estão em perigo por sua causa, ele precisará remontar seus passos desde muito antes da fuga do sanatório ou do episódio na Colina de Darrington e confrontar os tentáculos da aterrorizante organização, que se mostram cada vez mais presentes em todos os lugares. QUANTO DO BOM MENINO AINDA RESTA? O QUANTO AGORA É ESCURIDÃO?

Gente, eu esperei muito por esse livro. Na moral, eu terminei Horror na Colina de Darrington e fiquei: oi? tudo bom, querido? quero a continuação na minha mesa pra ontem! ahahaha Enfim. O final foi bem impactante e eu precisava saber o que ia acontecer. Quando finalmente a sequência chegou, eu não pude dar atenção a ela naquele momento por causa de um pequeno grande percalço chamado TCC. E olha que ainda nem terminei, mas vai dar certo.

Enfim, Dança da escuridão começa com Benjamin em um manicômio, pois no primeiro livro, após os episódios aterradores que se passaram na casa de Darrington, Benjamin foi dado como louco, pois ninguém acreditou na história que o rapaz contou sobre como foi encontrado, com uma arma na mão e o corpo de sua prima Carla, de 5 anos. Benjamin tentou contar às autoridades sobre aquela organização que era uma seita macabra que fazia sacrifícios humanos, mas infelizmente ninguém acreditou nele... ou acreditaram, não é?

Onze anos depois, Ben está neste sanatório, amarrado, sendo interrogado, numa sala escura e fedida. Ele não sabe exatamente onde está, o que está acontecendo. E então ele tem a oportunidade de fugir quando sua outra prima, Amanda, que conseguiu escapar dos eventos ocorridos na mansão, resolve resgatar Benjamin. Será que agora ele vai conseguir provar que estava falando a verdade? E que a única forma de salvar a alma de Carla era libertando-a do inferno a que estava fadada, caso ele não a matasse? 

Eu achei esse bem melhor que o primeiro, acho que porque ele é maior, e o Marcus pode explicar bem melhor sobre tudo que aconteceu. Particularmente eu gosto da maneira como o Marcus escreve, adoro seu jeito de mostrar que ninguém é o que parece. 

O personagem principal fica o tempo todo em um conflito interno sobre si mesmo, e isso perturba a mente dele. Ele sabe que não é mais a mesma pessoa que era quando chegou à Darrington e cada coisa que ele vai descobrindo sobre si, sua história, e a história daquela família peculiar que o acolheu, isso vai consumindo ele cada vez mais. Quanto mais ele vai cavando as histórias mais bizarrices ele vai descobrindo sobre as pessoas que compõem essa organização, e como eles vem atuando há anos. Perturbador.

“- Quanto do menino bom ainda resta aí nessa carcaça acabada?” 

Eu gosto muito dos recursos usados pelo autor para dar mais verossimilhança à história. Trechos de cartas, fragmentos de jornais com notícias, etc., deixam tudo muito real e o leitor tem a sensação que está lendo algo baseado em fatos reais. Deus me livre, mas quem me dera, mas Deus me livre. HAHAHaHa Gente, eu adoro livros e filmes de terror, mas quando são coisas de monstros, coisas que eu sei que é de mentira. Mas mexeu com satanismo, ocultismo eu me borro todinha porque eu super acredito nessas coisas, e eu MORRO de medo, e apesar de esse livro ser mais focado na ação, dá um medinho básico quando ele vai descobrindo as coisas. 

Ainda bem que o Marcos não faz muito suspense, o ritmo da leitura é frenético e é um tiro atrás do outro. Novos personagens são adicionados à trama e devemos dar um destaque para Jacob, filho de Amanda, que tem um papel importante no desenrolar da história. Sério, que moleque esperto. Não vou falar mais nada do enredo porque sério, só leiam!  

A edição da Faro está lindíssima e segue o padrão da primeira, com o corte preto e detalhes na diagramação que dão à obra um tom sombrio e único. O livro está muito bem revisado também, não  lembro de encontrar erros. Eu acho que essa história tem potencial para se tornar uma série ou mesmo um filme, fica a dica heim Marcos DEBRITO se estiver lendo esta resenha! Ha Ha Ha. 

E por fim a minha recomendação. Recomendo pra quem gosta do gênero terror com arco ocultista. Esta duologia é bem chocante e pode perturbar os leitores mais sensíveis. Então desde já, fica o aviso para os mais frágeis, não leiam se não gostarem de satanismo/ocultismo/seitas macabras/rituais de sacrifício, etc. No mais, AMEI! 
1 comentários via Blogger
comentários via Facebook

Um comentário

  1. Oi Dana, tudo bem?
    Eu amei esse livro e fiquei chocada com a revelação.
    Beijos

    http://www.acordeicomvontadedeler.com/

    ResponderExcluir

Obrigada pelo seu comentário, ele é muito importante para mim!