Resenha + SORTEIO | Um dorama para chamar de meu (Marina Carvalho)

Um Dorama Para Chamar de Meu
Marina Carvalho
ISBN-13: 9788582469873
ISBN-10: 858246987X
Ano: 2019 / Páginas: 320
Idioma: português
Editora: Astral Cultural

Mariana Pena orgulha-se de seu trabalho como assessora de comunicação. É tão dedicada que foi transferida para a sede da agência, a Comunicarte, em São Paulo, onde acaba recebendo maior reconhecimento profissional. Não poupa esforços para realizar suas tarefas com competência e dedicação, característica adquirida durante os anos em que treinou boxe com o pai, com quem aprendeu a ter disciplina e muita força de vontade. Não é qualquer pancada da vida que a derruba.

Nem mesmo a nova missão à que foi designada: assessorar o fotógrafo sul-coreano, radicado no Brasil desde a infância, autor de coletâneas de fotografias que registram o ser humano inserido em suas rotinas, durante a turnê do último lançamento, Retratos. Além de talentoso, Joaquim Matos – ou Yoo Hwa-In – é uma personalidade bastante reconhecida por seu trabalho artístico. Um tanto introspectivo e cheio de mistério no que diz respeito a sua cultura, a missão de Mariana acaba se apresentando mais trabalhosa do que ela imaginava.
E tudo complica mais um pouco quando, de repente, mensagens anônimas surgem, destinadas ao fotógrafo, todas com ameaças explícitas à vida dele. No começo Joaquim e Mariana acreditam que se trata de algum hater, do tipo que late sem morder. Porém, à medida que as abordagens vão se tornando mais concretas, surgem novas hipóteses e uma possibilidade vinda do passado, lá da Coreia do Sul ainda.
Em meio a eventos literários, autógrafos, estadias em inúmeros hotéis, voos cancelados, coquetéis, discussões, nasce um vínculo entre artista e assessora que vai evoluindo para uma relação cada vez mais forte e intensa, incontrolável até. Mariana usa suas habilidades esportivas para garantir a segurança de Joaquim, mesmo que viva se colocando em risco por isso.
Nessa história ainda há espaço para referências culturais coreanas, amizades fiéis, uma família para lá de eclética e um romance de tirar o fôlego.

Gosto dos livros da Marina Carvalho, mas confesso que em um primeiro momento Um dorama para chamar de meu não despertou o interesse por causa desse título e capa. Sou bem por fora desse assunto e fiquei meio receosa em não curtir a leitura por causa disso, mas já adianto que se você, assim como eu, não for inteirado nesse universo, pode ler sem medo porque essa história é meio que uma aula sobre a cultura sul-coreana, e se você já curte doramas, acho que vai gostar de todas as referências.

A protagonista, Mariana Pena, assessora de comunicação, também era da linha "Japa é tudo igual" no que se refere aos orientais e não sabia praticamente nada da cultura sul-coreana, sua visão sobre esse assunto muda quando é escolhida para acompanhar, Joaquim Matos, fotógrafo sul-coreano na turnê de lançamento do seu livro Retratos.

Joaquim é bem na dele e Mariana pena um pouquinho para conseguir conhecê-lo melhor. Para tentar entender um pouco o jeito dele, ela mergulha em pesquisas sobre a cultura da Coréia do Sul e acaba viciada nos doramas. O que eu mais gostei nessa leitura foi de ir aprendendo um pouco sobre essa cultura. Na minha próxima ida a São Paulo, vou querer ir ao Bom Retiro e viver um pouquinho do que Mariana experimentou.

A leitura fluiu super bem, seja por esses novos conhecimentos adquiridos, pelos bons personagens que estão presentes na história, seus diálogos divertidos, pelas viagens e também pelo mistério envolvendo Joaquim. Mariana percebe que alguns acidentes envolvendo Joaquim não parecem ser acidentes.

A relação de Mariana e Joaquim vai crescendo de uma forma natural e foi bom de acompanhar, ainda mais que em turnê pelo Brasil eles passam por várias cidades e a gente se sente em casa com as partes da sessão de autógrafos, toda aquela animação para encontrar o autor. Outra coisa que gostei foi quando nas conversas palavras em coreano surgiam e a forma que Joaquim valorizava e se preocupava com o trabalho de Mariana. Dá pra entender porque ela se apaixona por ele e ele por ela, já que Mariana é uma grande mulher que não foge dos desafios que surgem no caminho.

Um dorama para chamar de meu foi uma grata surpresa, um livro gostoso de ler, que abre nosso olhar para uma outra cultura, que diverte e tem um casal bem bacana. Recomendo!

by Renata Kerolin


3 comentários via Blogger
comentários via Facebook

3 comentários

  1. Estava lendo sobre este livro esses dias e os Doramas tem crescido demais no gosto dos jovens. Como idosinha que sou, tive que ver do que se tratava quando a moda surgiu.rs e fiquei impressionada de saber que é um gênero que já existe há um bom tempo,mas que só agora chegou por aqui!
    Amo enredos juvenis assim e mesmo não conhecendo as letras da autora, sou fã demais da nossa literatura nacional e com certeza, irei torcer para ter este livro em mãos!!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  2. Jordana!
    Nunca li um Dorama e confesso que pensei como você: será que gostaria? Ms por sua resenha, pude perceber que é mais um romance e é cativante, principalmente por ver jovens envolvidos.
    Fiquei muito curiosa e gostaria de apreciar a leitura.

    Participo e sairá divulgação no blog.
    Rudynalva Correia Soares
    rudynalva@yahoo.com.br
    cheirinhos
    Rudy
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu amo assistir doramas. E acho que irei gostar desse livro. Quero muito ler!

      Excluir

Obrigada pelo seu comentário, ele é muito importante para mim!